Perigo

Acidentes com trens deixam um morto e três feridos em Curitiba no fim de semana

Imagem do acidente com a criança no sábado à tarde
Imagem do acidente com a criança no sábado à tarde (Foto: Colaboração)

Desde a madrugada de sábado (12), Curitiba registrou três acidentes com trem em trechos urbanos. Em um deles, um carro foi arrastado por um trem, o motorista morreu e passageira ficou ferida. Os outros dois foram atropelamentos que deixaram uma mulher e uma criança gravemente feridos. 

Na madrugada de sábado (12), um homem de 38 anos morreu após seu carro ser atingido por um trem em uma passagem de nível na Rua Rutildo Pulido, no bairro Cajuru. A empresa Rumo, concessionária que administra os trens, em nota enviada à reportagem do Bem Paraná, informou que o maquinista acionou os procedimentos de emergência para evitar a colisão, mas não foi possível parar devido ao peso e tamanho da composição. Conforme as leis do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a linha férrea é sempre preferencial. É obrigatório que os veículos parem em uma distância segura e se certifiquem de que não há trens se aproximando antes de efetuar o cruzamento. Além da vítima fatal, uma mulher que também estava no carro ficou ferida.

No sábado (12) à tarde, um menino de seis anos ficou ferido ao ser atropelado por um trem no no bairro Uberaba. Segundo os bombeiros, ele teve ferimentos graves nas mãos e em uma das pernas e foi encaminhado a um hospital da capital, onde já teria passado por uma cirurgia. De acordo com testemunhas. a criança e outras crianças soltavam pipa perto da linha férrea. 

No início da tarde deste domingo (13), uma  mulher de 32 anos foi socorrida em estado gravíssimo após ser atropelada por um trem, na Rua Sebastião Marques Luiz, no  Cajuru, em Curitiba. Segundo os bombeiros, ela sofreu uma parada cardiorrespiratória e foi reanimada após 30 minutos de manobra dos médicos do Samu e encaminhada a um hospital de Curitiba. De acordo com testemiunhas, ela caminhava pelos trilhos com fone de ouvido e por isso não teria ouvido a buzina da locomotiva. 

Em relação aos dois atropelamentos registrados neste fim de semana, a concessionária  Rumo alerta que é expressamente proibido caminhar sobre os trilhos e circular em área operacional da ferrovia. A empresa orienta os pedestres que a travessia na linha só deve ser feita nas passagens oficiais, com atenção redobrada à sinalização visual e à sonora. Sempre mantenha distância segura dos trens, parados ou em movimento. Campanhas de segurança e conscientização são feitas regularmente para alertar a população sobre os cuidados com o trem.