Publicidade
Decisão

Tribunal do Júri condena quatro por matarem rapaz `por engano` em Curitiba

(Foto: Divulgação/TJPR)

Em Curitiba, quatro réus denunciados pelo Ministério Público do Paraná foram condenados por homicídio qualificado pela morte de Thiago Rogerio Schultz, de 29 anos. O crime ocorreu em agosto de 2017, no bairro Atuba – a vítima foi morta a tiros. Realizado no Tribunal do Júri, o julgamento começou na segunda (10), e terminou no início da noite de terça-feira (11).
Além da sentença por homicídio, três dos requeridos foram condenados por constrangimento ilegal. Um dos denunciados foi condenado a 21 anos, 10 meses e 15 dias de prisão, o segundo a 11 anos e um mês de prisão, o terceiro a nove anos e seis meses de prisão e o último a sete anos e 11 meses de prisão. Dois dos réus já estavam presos preventivamente sendo agora decretada a prisão dos demais, que cumprirão as penas em regime fechado.


Engano – O rapaz morto caiu em uma emboscada que na verdade era dirigida a outro alvo: os denunciados tinham intenção de matar outro homem, motivados por suposto envolvimento da namorada de um dos réus com essa pessoa. A vítima foi acompanhar esse amigo em um encontro armado pelos criminosos e acabou sendo morta.

Confira abaixo as sentenças aplicadas:

Johnn Lenon: Pena de 21 anos, 10 meses e 15 dias de prisão, por homicídio qualificado e constrangimento ilegal.

Jhony Paull: Pena de 11 anos e um mês de prisão, por homicídio e constrangimento ilegal.

André Luciano: Pena de nove anos e seis meses de prisão, por constrangimento ilegal e homicídio.

Kevin Thomas: Pena de sete anos e 11 meses de prisão, por homicídio.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES