Trump deve anunciar em breve medidas contra o aplicativo TikTok, diz Mike Pompeo

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse neste domingo que o presidente Donald Trump planeja agir sobre o que considera uma "ampla gama de riscos à segurança nacional apresentados por um software conectado ao Partido Comunista Chinês", o aplicativo TikTok. A afirmação ocorre após recentes manifestações de Trump a respeito do software e de rumores de que a Microsoft teria interrompido as negociações de aquisição do aplicativo nos Estados Unidos em virtude da oposição do presidente.

"Essas empresas de software chinesas que fazem negócios nos Estados Unidos, seja o TikTok ou o WeChat, entre várias outras, estão alimentando dados diretamente para o Partido Comunista Chinês", disse Pompeo em entrevista ao canal de televisão Fox News. "Podem ser por padrões de reconhecimento facial. Podem ser informações sobre sua residência, números de telefone, amigos e com quem estão conectados. Essas são essas as questões que o presidente Trump deixou claro que vamos cuidar", acrescentou.

Ele disse que o governo está fazendo essa avaliação há vários meses e que estão fechando uma solução. "Acho que vocês verão o anúncio do presidente em breve", concluiu Pompeo.

Também neste domingo, o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, comentou em entrevista à ABC que o TikTok não pode permanecer nos EUA em sua forma atual porque "corre o risco de enviar informações sobre 100 milhões de americanos". Segundo ele, houve um acordo no governo Trump e entre os líderes do Congresso de que o TikTok oferece riscos à segurança nacional. Por isso, o presidente pode forçar uma venda ou bloquear o aplicativo nos EUA. "Todo mundo concorda que não pode existir como existe", acrescentou Mnuchin.