Publicidade
PÚLPITO

TSE discute abuso de poder religioso

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou na semana passada a discussão sobre incluir o “abuso de poder religioso” como motivo para a cassação de políticos. Atualmente, o TSE entende que apenas o abuso de poder político e econômico podem resultar na perda do mandato. O debate, levantado pelo ministro Edson Fachin ainda está em fase inicial, mas já provocou forte reação nas redes sociais e mobilizou aliados do presidente Jair Bolsonaro. O TSE já está na mira do Palácio do Planalto por causa de oito ações que investigam a campanha de Bolsonaro.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES