UE trabalha por instrumento para se preparar caso Rússia corte gás

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que o órgão, braço executivo da União Europeia (UE), está trabalhando por um instrumento para coordenar a redução da demanda por gás nos países-membros, à medida que a Rússia corta parte de suas entregas da commodity ao bloco.

A iniciativa servirá para que a UE se prepare para o "pior", caso Moscou corte completamente as exportações de gás à Europa. O plano será apresentado em julho aos líderes da UE, segundo von der Leyen. De acordo com ela, mais interrupções no fornecimento são esperadas. Os comentários foram feitos durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira, 24.