Volta às aulas

UFPR libera auxílio emergencial para estudantes vulneráveis comprarem máscaras e álcool gel

(Foto: Franklin de Freitas)

A Universidade Federal do Paraná (UFPR), por meio da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE), está fornecendo mais um auxílio emergencial para estudantes em situação de alta vulnerabilidade socioeconômica. O Auxílio Emergencial – Biossegurança e Higiene Pessoal foi concedido para estudantes com cadastro ativo no PROBEM e classificação A, ou seja, com renda per capita média familiar entre zero e um salário mínimo. Alunos e alunas com cadastro no Programa PROMISAES também receberam o benefício.

O recurso emergencial é de 90 reais e foi depositado em cota única e serve para aquisição de materiais de segurança e de higiene pessoal, como máscaras de boa qualidade, álcool em gel e produtos de limpeza de uso pessoal. A ação faz parte do planejamento para o retorno às aulas presenciais, a partir de 31 de janeiro de 2022.

UFPR na pandemia

“Desde o início da pandemia de Covid-19, a UFPR não poupou esforços para acolher os estudantes em situação de vulnerabilidade. A universidade concedeu bolsas de auxílio financeiro para alimentação, emprestou computadores e forneceu chips de acesso à internet. Estes materiais foram entregues na casa dos alunos, alguns deles inclusive residem em outros estados. A UFPR tem contribuído de forma solidária com a sociedade neste período pandêmico em todas as frentes de atuação possíveis e sempre agindo de forma responsável, segura e inclusiva”, afirmou o reitor Ricardo Marcelo Fonseca.

De acordo com a professora Maria Rita César, pró-reitora da PRAE, o Auxílio Emergencial – Biossegurança e Higiene Pessoal pretende garantir que todos os alunos tenham condições de biossegurança, máscaras de boa qualidade e produtos de higiene, como álcool gel e sabonete. “A PRAE também, desde o início do primeiro semestre de 2021 (setembro) distribui máscaras PFF2 para estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica que fazem estágio nas áreas da saúde. A partir de 3 de janeiro haverá atendimento presencial no Acolhimento e Acompanhamento Psicológico, Pedagógico e Social”, lembra a professora.

Os estudantes em situação de média e baixa vulnerabilidade socioeconômica, que não foram contemplados por este auxílio, receberão da universidade máscaras de proteção facial do tipo PFF2.