Saúde

Última internação indica que Pelé está com mais tumores

(Foto: Reprodução)

O ex-jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, esteve internado entre quarta (19) e quinta-feira (20) no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para seguir com o tratamento de um tumor no cólon intestinal, retirado no último dia 4 de setembro. Desta vez, segundo informações da ESPN, a internação não se tratava de uma emergência. O procedimento serviu para determinar a extensão do câncer no corpo. Pelé está com um tumor no intestino, um no fígado e o início de um no pulmão.

Segundo o boletim médico assinado pelos médicos Fabio Nasri (geriatra e endocrinologista), Rene Gansl (oncologista) e Miguel Cendoroglo Neto (Diretor-Superintendente Médico e Serviços Hospitalares), o Rei do Futebol "está com condições clínicas estáveis"e recebeu alta na quinta-feira (20).

Pelé ficou quase um mês internado, entre 31 de agosto e 30 de setembro do ano passado, sendo submetido à cirurgia para retirada do tumor quatro dias após dar entrada no hospital. Ele passou boa parte do período na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em 8 de dezembro, o ex-jogador retornou ao Albert Einstein para realizar as últimas sessões de quimioterapia de 2021. Ele foi liberado no dia 23, para passar o Natal com os familiares.