Publicidade
Trânsito

Urbs relança o edital para a implantação do EstaR Digital

A Urbs (Urbanização de Curitiba S/A) relançou nesta quarta-feira (19/9) a licitação de modernização do Estacionamento Regulamentado na cidade (EstaR), que passará a ser digital. Com a digitalização, o motorista não precisará mais usar o bloco de papel.

A licitação inicial havia sido publicada em julho na modalidade de concessão e foi cancelada em seguida para ser ajustada.No novo formato, a Urbs optou pela modalidade prestação de serviço, alterando o prazo de exploração, que passa a ser de no máximo cinco anos. Na versão anterior, esse prazo poderia ser ampliado por mais cinco anos.

Outra mudança é a separação dos serviços de táxis e de transporte público, previstos anteriormente no mesmo edital. “Achamos melhor separar as plataformas exclusivas para cada tipo de serviço, ou seja, uma só para EstaR e uma para táxi”, explica o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

No restante, o edital segue as mesmas regras do anterior para escolha de uma plataforma tecnológica responsável por gerenciar aplicativos de celulares, homologados pela Urbs, para venda de créditos de EstaR aos motoristas.

Vale do Pinhão

Com o EstaR digital, previsto para começar a funcionar no primeiro semestre de 2019, o motorista não precisará mais usar o bloco de papel (talonário). O controle será todo através da plataforma.

“Será o fim do papel e a entrada de Curitiba nessa nova era, de mais comodidade para o cidadão e de mais controle dos espaços da cidade. Faz parte da estratégia do nosso Vale do Pinhão estimular a inovação e criar facilidades para os curitibanos”, comemora o prefeito Rafael Greca, em referência ao movimento da Prefeitura e do ecossistema da capital para transformar Curitiba na cidade mais inteligente do País.

Além de disponibilizar aplicativos para a população adquirir as vagas rotativas, a empresa vencedora deverá ainda um aplicativo de fiscalização do EstaR para ser usado pelos agentes da Superintendência de Trânsito (Setran). A fiscalização e aplicação de multas por infrações permanece na competência da Setran e a Urbs segue responsável pelo gerenciamento dos serviços de venda de EstaR.

“Trata-se de uma modernização completa. Uma multiplataforma que agregará diferentes serviços de suporte à mobilidade urbana", disse o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

Os aplicativos de venda EstaR deverão ser homologados pela Urbs. É através deles que os cidadãos passarão a comprar os créditos para as horas de estacionamento rotativo.

Como funciona

Em vez dos cartões atuais, os motoristas passarão a adquirir os créditos por meio dos aplicativos homologados que serão disponibilizados gratuitamente para celulares.

Entre as facilidades, os apps deverão indicar a quantidade de créditos, o tempo restante de estacionamento pago e ainda produzir alarme para avisar que o período está terminando, dando a oportunidade ao usuário de fazer a renovação à distância, caso o tempo possa ser estendido.

Quem não possuir smartphone ou tenha dificuldade de acesso à internet terá a opção de comprar o crédito do EstaR eletrônico nos pontos de venda credenciados. O agente de trânsito, por sua vez, vai dispor de um sistema que informará se o veículo pagou pela hora de estacionamento na sua vaga, facilitando a fiscalização.

Como regra da concessão, a plataforma vencedora deverá oferecer, no mínimo, 75% do valor de venda dos créditos de EstaR para o município.

 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES