Publicidade
Inverno

Veja como se prevenir de doenças infecciosas no frio

Com a chegada do inverno e das baixas temperaturas, algumas doenças como gripe, viroses, outras infecções, como as meningites bacterianas, podem aparecer. E, para evitar o contágio, é preciso ficar atento e se prevenir.
Segundo o médico Jessé Alves (CRM 71991 SP), infectologista e gerente médico de vacinas da GSK, a estação facilita a disseminação de vírus e bactérias. “Durante os dias mais frios, as pessoas ficam mais tempo em ambientes fechados e, com isso, o ar não circula e não se renova, favorecendo assim a transmissão de diversos tipos de vírus e bactérias. Todo esse cenário facilita a propagação de quadros infecciosos. Em idosos e crianças, os cuidados devem ser ainda maiores, pois são mais suscetíveis. Por isso, é importante a prevenção”, afirma.
Além de resfriados, gripes e outras doenças respiratórias, a ocorrência da meningite bacteriana também é mais comum no inverno. “A meningite pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, fungos e vírus, mas nesse período mais frio a ocorrência da meningite bacteriana é mais comum, apesar da ocorrência de casos durante todo o ano. A doença é muito grave, podendo causar sequelas e até mesmo levar a óbito”, conta Jessé.
A meningite meningocócica é uma infecção bacteriana das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, causada pela bactéria Neisseria meningitidis, que possui 13 sorogrupos identificados, sendo que cinco deles são os mais comuns (A, B, C, W e Y). No Brasil, a doença meningocócica leva cerca de 20% dos pacientes a óbito, geralmente, dentro de 24 a 48 horas após o início dos sintomas.
Dados do Ministério da Saúde mostram que, em 2018, foram registrados 1.129 casos de doença meningocócica no Brasil, sendo que as regiões Sudeste (597 casos) e Sul (227 casos) apresentaram os maiores números de casos notificados.13 A vacinação é uma das melhores formas de prevenção contra a doença.2,4 Outras formas que podem ajudar na prevenção incluem evitar aglomerações e manter os ambientes ventilados e limpos.
Prevenção
Atualmente, existem vacinas para a prevenção dos 5 sorogrupos mais comuns no Brasil, as vacinas contra a meningite meningocócica causada pelo tipo B e as vacinas contra os tipos A, C, W e Y.4,6-9,13 A vacina contra os tipos A, C, W e Y, por exemplo, é recomendada nos calendários das sociedades médicas a partir dos 3 meses de idade, bem como para jovens e adultos (dependendo da situação epidemiológica). A vacina para a prevenção da meningite meningocócica causada pelo tipo B é recomendada a partir dos 3 meses de idade pelas sociedades médicas.
Nos postos de saúde, a vacina contra a doença causada pelo meningococo C é disponibilizada para crianças menores de 5 anos de idade e adolescentes de 11 a 14 anos.
Importante ressaltar que a meningite meningocócica não é uma doença que atinge apenas crianças. Até 23% dos adolescentes e adultos jovens podem ser portadores da bactéria e podem transmití-la para outras pessoas através da saliva e partículas respiratórias, sem necessariamente desenvolver a doença.
É importante lembrar que a vacinação é um recurso importante para a prevenção, não só da meningite meningocócica, mas de outras doenças infecciosas também em crianças, adolescentes e adultos.

Dez dicas de limpeza da casa no inverno

1 - Menos espanador e mais paninho
A melhor maneira de retirar o pó dos móveis é utilizando um pano úmido. Ao contrário do espanador, que apenas transfere o pó de um lugar para outro da casa, o pano úmido consegue efetivamente retirar a sujeira dos espaços.
2- Lave bichos de pelúcia e cortinas
Todos estes objetos acumulam muita poeira, por isso é importante mantê-los sempre higienizados. Panos úmidos são práticos e eficazes na limpeza das persianas. Cortinas de tecido e pelúcias devem ser lavados a mão, preferencialmente. Aproveite os dias ensolarados e secos do período para fazer isso.
3- Limpe o sofá
Por ser um dos móveis com maior potencial para acumular poeira, é recomendado limpá-lo a seco, utilizando um aspirador de pó. Tenha atenção especial aos “cantinhos”, famosos por acumular sujeira.
4- Higienize os tapetes
Tapetes também são outros grandes acumuladores de poeira. Para fazer uma limpeza profunda, polvilhe bicarbonato de sódio por toda a superfície do objeto (utilize uma peneira para fazer isso) e o deixe agir. No dia seguinte, retire o produto com um aspirador.
5- Cuidado com os vidros
Vidros também podem acumular poeira. Para fazer uma limpeza profunda, dilua uma colher de sopa de bicarbonato de sódio em 250 ml de água e aplique o produto com um pano de algodão.
6- Atenção aos cobertores e edredons
As noites de inverno costumam ser mais frias, portanto perfeitas para dormir com um cobertor, uma manta ou um edredom. Antes de utilizá-los, no entanto, é importante lavá-los e deixá-los secar bem para ter certeza de que não transportem ácaros para a cama.
7- Menos vassoura, mais aspirador
Varrer a casa é bom, mas pode suspender a poeira e os ácaros causadores das doenças respiratórias. Sempre que possível, opte por utilizar o aspirador de pó ou panos úmidos para fazer a higienização. Caso tenha de utilizar a vassoura, a envolva com um pano úmido de modo a realizar a limpeza com mais eficácia.
8- Armários entram na lista também!
Limpe o móvel com uma solução de água e vinagre (diluídos em partes iguais). Após a higienização, feche as portas e deixe agir por duas horas. Na sequência, passe um pano com água e deixe secar naturalmente.
9- Utilize produtos de limpeza com moderação
Os produtos de limpeza convencionais costumam ter odores fortes que, por consequência, podem instigar as alergias. Escolha os que apresentam cheiros mais suaves ou mesmo os caseiros.
10- Deixe a luz entrar
Tente manter as portas e janelas de casa abertas, sempre que possível. Aproveite os períodos da manhã e meio da tarde para deixar o sol entrar e arejar todos os espaços. Ele também é um excelente aliado na limpeza doméstica.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES