Publicidade
Mercado imobiliário

Vendas de apartamentos novos crescem 11,2% em Curitiba e indicam retomada

Imóveis na planta ganham destaque na Capital
Imóveis na planta ganham destaque na Capital (Foto: Arquivo/BP)

Passado o ápice da crise econômica, o mercado imobiliário de Curitiba está começando a reaquecer. Segundo levantamento divulgado ontem pela Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi-PR), as vendas de apartamentos novos na Capital cresceram 11,2% em 2018 na comparanão com o ano anterior. Ao todo, foram comercializadas 4.103 unidades no ano passado.
Segundo a Ademi, os dados apontam uma retomada gradual do setor de lançamentos imobiliários, principalmente para a venda de imóveis na planta. Ricardo Kojima, gerente comercial da Gadens Incorporadora, explica que essa modalidade de aquisição é uma compra planejada e, por conta disso, traz vantagens financeiras ao comprador.
Dentre elas está o fato de que a compra do imóvel na planta favorece a valorização patrimonial, que historicamente varia numa média de 20% até a entrega das chaves. Outro importante benefício, segundo Kojima, é o planejamento financeiro. “Permite-se pagar um valor maior de entrada durante o período de obras, enquanto o imóvel valoriza-se. Com isso, o saldo devedor diminui, o que facilita a contratação do financiamento imobiliário”, explica.
Compra segura
O mercado imobiliário se transforma, mas algumas recomendações continuam as mesmas para uma compra segura. Uma das dicas de Ricardo Kojima, gerente comercial da Gadens incorporadora, é que o cliente busque informações sobre a construtora/incorporadora em entidades de classe, como o CREA e a Ademi, para saber o histórico da empresa e como é sua imagem no mercado.
Com o corretor de imóveis, é possível também conferir quais outros empreendimentos a empresa já efetivou e visitá-los, para conversar com moradores e conseguir informações sobre prazo de entrega, fidelidade ao memorial descritivo (que pode ser solicitado, bem como o cronograma de obras) e atendimentos a problemas surgidas após a entrega.
Verificar a Matrícula de Registro de Imóveis, para verificar em nome de quem está o imóvel e se está com o Registro de Incorporação (RI), também é importante, bem como conferir as certidões negativas da construtora/incorporadora. Já para obras novas e concluídas, solicite a averbação do Certificado de Vistoria de Conclusão de Obra (CVCO), também conhecido como Habite-se. Por fim, fique de olho na lei.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES