Assine e navegue sem anúncios [+]
Pesquisa mensal do Comércio

Vendas no varejo do Paraná crescem pelo terceiro ano seguido

Comércio vem em recuperação nos últimos anos
Comércio vem em recuperação nos últimos anos (Foto: Franklin de Freitas)

Superado o ápice da crise econômica que desde 2014 assola o Brasil, o comércio do Paraná ainda se recupera, embora de forma lenta. De acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada na semana passada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre janeiro e novembro do ano passado as vendas no varejo paranaense tiveram crescimento de 3% na comparação com o mesmo período do ano anterior.
A boa notícia é que, pelo terceiro ano consecutivo, o comércio paranaense deve fechar o ano com mais vendas que no ano anterior. Por outro lado, esse crescimento deve ser mais tímido que o verificado em 2017 e 2018. Nesses dois anos, o varejo havia crescido, respectivamente, 3,4% e 4,5% nos 11 primeiros meses do ano.
Os principais destaques do Paraná foram “outros artigos de uso pessoal e doméstico”, que engloba lojas de departamentos, óticas, joalherias, artigos esportivos, brinquedos, etc., e material de construção. O primeiro teve alta de 17% no estado, segundo melhor resultado de todo o país, atrás de Goiás (22,0%). Já o segundo registrou variação positiva de 10,1%, sendo que apenas Santa Catarina (12,8%) e Ceará (12,3%) tiveram melhor desempenho.
No Brasil inteiro, os estados que registraram crescimento mais expressivo do varejo entre janeiro e novembro do ano passado foram o Amapá (19,2%), Santa Catarina (9,9%), Mato Grosso (6,6%) e São Paulo (5,3%). Já os únicos estados que viram o comércio reduzir o volume de vendas foram o Sergipe (-0,6%), a Paraíba (-2,1%) e o Piauí (-3,9%).

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK