Mercado da bola

Vendido a time italiano, Carlos Augusto se despede do Corinthians: 'Sigam firmes'

Cria das categorias de base, o lateral-esquerdo Carlos Augusto encerrou recentemente uma longa história no Corinthians - nove de seus 21 anos foram no time alvinegro - ao ser vendido para o Monza, da segunda divisão da Itália. Nesta quinta-feira, o jogador divulgou uma carta de despedida e diz que espera, no futuro, poder voltar.

"Lembro de cada detalhe da minha chegada ao Corinthians. E olha que faz tempo. Era agosto de 2011, há mais de 9 anos. Se fosse um clube normal, já seria natural ter tanto envolvimento e carinho. Foram anos e anos, muitas histórias, conquistas. Mas é o Corinthians. Todos sabem que o Corinthians não é um clube normal. É um gigante que tem vida própria e faz parte da vida de milhões. Minha história no Timão teve que ser interrompida agora, mas desejo do fundo do meu coração que um dia eu volte", escreveu.

Carlos Augusto assinou contrato de quatro temporadas com o Monza e será apresentado nos próximos dias, tanto que já está na Itália. Pela negociação, o Corinthians receberá 4 milhões de euros (R$ 25,7 milhões na cotação atual) à vista pelo repasse de 40% dos direitos econômicos do atleta. E manterá os 60% restantes.

"Saio satisfeito em saber que tudo que o Corinthians fez por mim foi retribuído. Deixar o clube, em uma negociação transparente que sei que rendeu frutos ao Corinthians, é de um orgulho também gigante para mim. Agradeço cada funcionário que me ajudou, cada companheiro de clube que me orientou e cada torcedor que vibrou com minhas conquistas no Corinthians. Agora, aqui da Europa, me torno oficialmente mais um torcedor no bando de loucos. E comecei bem. Parabéns pela vitória ontem em cima do Goiás, rapaziada. Sigam firmes, estarei sempre na torcida", finalizou o atleta.

Antigo dono do Milan, o bilionário Silvio Berlusconi é o proprietário do Monza, que tem Adriano Galliani como CEO. Os dois foram parceiros por muitos anos no clube milanês.