CÂMARA MUNICIPAL

Vereador quer liberar restaurantes

O vereador Mauro Ignácio (DEM) apresentou ontem projeto na Câmara Municipal de Curitiba para incluir restaurantes e similares entre as atividades essenciais que não poderiam ser fechadas na Capital paranaense durante a pandemia do Covid-19. Pela norma, restrições podem ser aplicadas pelo Executivo, mas o funcionamento estaria garantido. Atualmente, restaurantes, bares e lanchonetes de Curitiba seguem fechados pelo menos até amanhã, por determinação da prefeitura, que seguiu decreto do governo do Estado para restringir atividades e combater a disseminação da doença.
Segundo a proposta, “o município poderá estabelecer protocolo de segurança, definindo limitação do número de pessoas e horário de funcionamento do comércio, além de outras regras de proteção da saúde e medidas sanitárias, de forma a garantir o devido distanciamento social”, mas desde que “justificado em critérios técnicos e científicos”. “Porque enquanto umas pessoas podem trabalhar em casa, outras precisam ir às ruas, pegar o transporte coletivo, (e com as restrições) estão fora de casa quando precisam se alimentar”, justifica Ignácio.
“Em Curitiba, são 12,4 mil negócios neste setor, dos quais 40% são bares e lanchonetes e 60% são restaurantes. Segundo Abrasel, somente em Curitiba, antes do início da pandemia, eram empregadas 70 mil pessoas. Hoje, o número caiu para 20 mil. O setor não aguenta mais restrições”, disse.