Detenção

Vereador Renato Freitas é preso novamente em Curitiba

Renato Freitas (de vermelho) é levado ao camburão
Renato Freitas (de vermelho) é levado ao camburão (Foto: Reprodução de vídeo)

O vereador Renato Freitas (PT) foi preso na noite desta sexta-feira (23), por volta das 19h30, pela Guarda Municipal de Curitiba. Ele foi arrastado até o camburão e encaminhado para a Central de Flagrantes do bairro Portão. A confirmação da prisão foi feita no perfil de Freitas no Twitter.

“Renato acaba de ser detido e preso com truculência pela Guarda Civil de Curitiba. Ele foi levado para a Central de Flagrantes do bairro Portão”, diz uma postagem às 19h35.

Segundo informações preliminares, ele é suspeito de ter cometido uma agressão. Testemunhas afirmam que ele estava em uma barraca anunciando um ato contra o presidente Jair Boolsonaro, marcado para este sábado (24). Um homem teria tentado tirar o megafone dele e houve uma confusão. O homem saiu e voltou com os guardas. 

A Guarda Municipal não passou detalhes da prisão.

O vereador foi liberado por volta das 21 horas.

Em nota, o PT repudiou a prisão de Renato Freitas. “Um absurdo! A perseguição com lideranças de esquerda precisa parar. Não podemos mais aceitar esses casos de violência, justiça para Renato Freitas já!”, diz a nota, nas redes sociais.

Em 4 de junho deste ano, o vereador já havia sido detido por policiais militares sob a alegação de obstrução de trabalho policial. Ele estava jogando basquete em uma praça de Curitiba com um amigo, quando os guardas pediram para abaixar o som de uma caixa de som que estava com eles. Ambos foram detidos. O rapaz por perturbação do sossego. No caso de Freitas, a alegação foi atrapalhar o trabalho da PM. Ele negou as acusações.