Verstappen reage em Ímola e é o mais rápido no terceiro treino livre da Fórmula 1

O sábado começou animado para Max Verstappen. Depois de sofrer com problemas no seu carro na sexta-feira, o holandês desbancou a Mercedes, que vinha dominando as atividades, e foi o mais rápido no terceiro treino livre do GP da Emilia-Romagna. O piloto da Red Bull fez o tempo de 1min14s958 para liderar a sessão e conseguir a volta mais rápida do fim de semana até aqui.

Candidato a ameaçar a soberania de Lewis Hamilton na luta pelo título, o holandês desbancou o heptacampeão, que terminou em terceiro, com o tempo de 1min15s515. Entre eles apareceu o jovem britânico Lando Norris, da McLaren, com a marca de 1min15s414.

Parceiro de Verstappen, o mexicano Sergio Pérez fechou o treino em quarto (1min15s551), seguido pelo monegasco Charles Leclerc (1min15s738), a melhor Ferrari da atividade.

O outro carro da escuderia italiana apareceu na sétima colocação, com espanhol Carlos Sainz Jr, que veio atrás do francês Pierre Gasly, da AlphaTauri, em sexto. Líder nas duas primeiras sessões na sexta-feira, o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, foi apenas o oitavo colocado.

O espanhol Fernando Alonso, da Alpine, apresentou evolução em relação à atividade anterior e terminou em nono. Seu parceiro de equipe, o francês Esteban Ocon fechou o top 10 em Ímola. O alemão Sebastian Vettel foi apenas o 14º, com a Aston Martin, e o jovem Mick Schumacher, fechou em 16º, com a Haas.

O terceiro treino livre teve algumas escapadas, mas transcorreu sem incidentes graves. Somente uma saída de Nicholas Latifi, com direito a leve toque no muro, fez a direção de prova decretar bandeira vermelha. O piloto da Williams conseguiu retornar aos boxes sozinho para a troca da asa dianteira, danificada na batida.

Valtteri Bottas e Lewis Hamilton foram alguns dos pilotos que tiveram voltas deletadas por abusar dos limites da pista. Houve um festival de voltas excluídas, especialmente na curva 9 da pista.