Publicidade

Vídeo mostra policial agredindo mulher dentro de delegacia

Presa em março por dirigir embriagada, a americana Cassandra Fuerstein, de 47 anos, foi agredida por um policial, como mostra imagens das câmeras de segurança do Departamento de Polícia de Skokie. A mulher, que bateu a cabeça em um banco de cimento após ser empurrada e teve vários ossos quebrados, está processando o policial Michael Hart por violação dos direitos civis.

Após conversar com um agente, Cassandra teria saído da sala onde estava para pedir permissão para telefonar para o marido e os filhos. Ao voltar, foi empurrada com violência por Hart e acabou batendo a cabeça em um banco de cimento. Ela alega que vários ossos do rosto foram quebrados, que precisou de uma cirurgia reconstrutiva e teve de colocar uma placa de titânio na bochecha.

O advogado de Cassandra, Torri Hamilton, afirmou que o policial Michael Hart é uma ameaça para a sociedade. Um homem que faz isso com alguém que claramente não apresenta nenhuma ameaça para ele pode ser perigoso, principalmente diante do tipo de poder que ele tem, acusou.

Agora, Hart é acusado também por prestar falsas declarações aos outros policiais – ele acusa Cassandra de resistir aos esforços para ser escoltada até uma cela.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES