Pandemia

Vigilância fecha loja de departamento e autua supermercados em Curitiba por aglomeração

(Foto: Daniel Castellano/SMCS)

Uma grande loja de departamento no Centro foi fechada pela Vigilância Sanitária de Curitiba nesta sexta-feira (27/11). Na mesma ação de combate à aglomeração e ao descumprimento de protocolos sanitários da covid-19, oito empresas foram notificadas, entre elas um cartório. Durante todo o dia, fiscais da Vigilância Sanitária, com apoio da Guarda Municipal, inspecionaram 133 pontos de comércio e serviços em várias regiões da cidade. Entre os autuados estão dois supermercados no bairro Boqueirão e uma loja de departamentos no bairro Boa Vista, além de um cartório. Nestes locais, além de aglomerações havia pessoas sem máscara.

“Os comerciantes são responsáveis por garantir que as medidas dos protocolos, especialmente uso de máscara e distanciamento social entre os clientes, sejam cumpridos. Além disso, a aglomeração provocada pelo comércio no entorno, também caracteriza descumprimento das regras sanitárias”, disse Rosana Zappe, diretora do Centro de Saúde Ambiental da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba.

Veja o que muda na Bandeira Laranja

Com a Bandeira Laranja, decretada nesta sexta (27) pela Prefeitura de Curitiba, a fiscalização em aglomerações na rua e em estabelecimentos deve aumentar. Pelo menos foi o que prometeu a secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, em entrevista coletiva. 

A secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, explicou os motivos que levaram a prefeitura de Curitiba a implantar uma bandeira laranja mais branda mesmo com um aumento tão grande confirmações e casos ativos de Covid-19 no mês de novembro. As novas medidas de restrição fecham os bares, casas noturnas e proíbem eventos, seja em locais públicos, mas aumentam o horário de lojas do comércio de rua e de shoppings, além de recomendar uma espécie de toque de recolher e o teletrabalho. "A gente aprende todos os dias com o vírus. Já temos o monitoramento de 75 mil positivos. E podemos dizer que a maior parte dos novos casos são intrafamiliar e o jovem está levando para dentro de casa. Pulamos de 4 mil casos ativos em 2 de novembro para 12 mil em dia 23 de novembro, a maior parte de 15 a 49 anos. No caso desta faixa etária, 98% têm sintomas leves, mas eles transmitem para pai mãe e vó. Temos muitas histórias de jovens que fazem churrasco, fumam narguilê, e contaminam sete ou dez em casa. A nossa bandeira está trabalhando com os ambientes não controlados, porque nos ambientes controlados, com shoppings, lojas, não está o maior problema, sabemos disso. No bar, as pessoas bebem, o jovens estão sem máscara", disse a secretária.

Boletim atualizado

Nesta sexta-feira (27), Curitiba registrou 1.571 novos casos de covid-19 e 16 óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde. Doze desses óbitos ocorreram nas últimas 48 horas. As novas vítimas são 11 mulheres e cinco homens, com idades entre 21 e 90 anos. Três não tinham fator de risco para complicações da covid-19. São 12.973 casos ativos na cidade, um novo recorde de toda a pandemia. Os casos ativos são correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus. A Prefeitura mudou o nível de risco para covid-19 em Curitiba para bandeira laranja nesta sexta.