Campeonato Brasileiro

Virtualmente rebaixado, Coritiba encara o Vasco brigando para deixar duas lanternas

No primeiro turno, Coxa levou a melhor contra o Vasco no Couto Pereira
No primeiro turno, Coxa levou a melhor contra o Vasco no Couto Pereira (Foto: Valquir Aureliano)

O Coritiba entra em campo na noite deste sábado (16 de janeiro) para encrar o Vasco da Gama. Último colocado do Campeonato Brasileiro, com apenas 22 pontos conquistados em 29 rodadas, a equipe do Alto da Glória está virtualmente rebaixada: segundo o site "Probabilidades no Futebol", mantido por matemáticos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a chance de descenso é de 98,3% neste momento. Dessa forma, a partida em São Januário, contra outro candidato ao rebaixamento, torna-se não apenas uma espécie de "último sopro de esperança" ao alviverde, mas também a oportunidade de a equipe encerrar um jejum histórico e ainda deixar para trás 'duas das lanternas' que ocupa no Brasileirão.

A última vitória do Coxa dentro da competição aconteceu no dia 31 de outubro, no Couto Pereira, quando superou o Atlético-GO por 1 a 0, gol marcado por Matheus Galdezani. Desde então, foram três empates e sete derrotas, com tropeços em confrontos decisivos contra Sport, Botafogo (outro virtualmente rebaixado) e Goiás.

Sem vencer durante todo o segundo turno, o Coritiba é o lanterna do Brasileirão e também o pior visitante da competição, com apenas nove pontos em 14 jogos (21,43% de aproveitamento) longe de seus domínios. Se vencer no Rio de Janeiro, porém, pode deixar os dois desonrosos postos para trás - embora as chances de permanência na elite sigam sendo remotas.

Em toda a história, contudo, o Coxa venceu apenas quatro vezes o cruz-maltino fora de casa: em 1980 (1 a 0), 2004 (3 a 2), 2008 (2 a 0) e em 2015 (1 a 0).

Para o desafio, a novidade deve ser o retorno de Neílton ao time titular, uma vez que o setor ofensivo terá o desfalque de Robson, que tomou o terceiro cartão amarelo contra o Athletico. Rafinha segue fora e Cerutti, com dores na coxa, é dúvida. Se o argentino não tiver condição de jogo, o prata da casa Pablo THomas deve ganhar uma oportunidade ao lado de Neílton e Ricardo Oliveira.

Paraguaio no banco

O técnico Gustavo Morínigo comandará pela primeira vez o Coritiba à beira do gramado. Nesta sexta-feira o treinador teve seu nome publicado no CBF da BID e, desta forma, está liberado para ficar no banco de reservas. 

O adversário

Décimo quinto colocado do Brasileirão com 32 pontos, o Vasco de Vanderlei Luxemburgo busca sua segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, após golear o Botafogo por 3 a 0 no último domingo. A tendência, inclusive, é que o técnico cruz-maltino repita a escalação da equipe, com o argentino Martín Benítez, que retornou ao clube recentemente após ter seu contrato de empréstimo junto ao Independiante (ARG) renovado, ficando no banco de reservas.

Vasco x Coritiba

Vasco: Fernando Miguel, Léo Matos, Werley, Leandro Castan, Henrique; Bruno Gomes, Léo Gil, Juninho, Pikachu, Talles e Cano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Coritiba: Wilson, Maílton, Rhodolfo, Sabino e Guilherme Biro (Jonathan); Hugo Moura, Nathan Silva e Sarrafiore; Pablo Thomaz (Cerutti), Neilton e Ricardo Oliveira. Técnico: Gustavo Morinígio
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), sábado (16) às 21 horas