Gente de Bem

Voluntários fazem atendimento de ‘escuta solidária’ para pessoas que sentem o peso do isolamento

(Foto: Franklin de Freitas)

A Arquidiocese de Curitiba disponibiliza desde o dia 17 de abril um serviço de escuta telefônica criado para ouvir e acolher as pessoas que se sentem sós ou estejam emocionalmente abaladas devido ao isolamento social. O serviço está acessível para toda a população, independente de religião ou idade, bastando ligar das 6 horas às 22h30, todos os dias, para ser atendido por um voluntário no telefone (41) 3550-0003. Como o momento é de isolamento social, os atendimentos são feitos por voluntários cadastrados na central, que atendem de suas casas.

A central, segundo os organizadores, faz a distribuição destas ligações. Quem recebe as ligações são voluntários que se colocam à disposição para realizar uma conversa acolhedora às pessoas que sentem tristeza, solidão ou simplesmente queiram desabafar. Os voluntários já atuavam em serviços de escuta e acolhida nas paróquias de Curitiba. O diácono Luis Carlos dos Passos Soares, 55 anos, é um dos voluntários que trabalham na Escuta Solidária. “Nós estudamos teologia e filosofia assim como um padre e também somos ordenados e preparados para atender a população em suas necessidades espirituais”, conta.