Paraná Clube

Wagner Tardelli deixa “herança maldita”

A arbitragem trágica de Wagner Tardelli contra o Paraná Clube, na última quarta-feira, pode provocar ainda mais prejuízos ao clube. Na súmula do jogo contra o Internacional, o árbitro relatou uma suposta  agressão do meia Joelson ao volante Sidnei, do time gaúcho. O cartão vermelho recebido pelo lateral-direito Ângelo também está no documento.
Com isso, a procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) levará os dois jogadores a julgamento. Se forem punidos, terão que cumprir a pena durante o Campeonato Brasileiro da Série B, apesar de as expulsões terem ocorrido na Copa do Brasil. “Não há dúvida quanto a isso”, explicou o advogado Itamar Monteiro Cortes, que representa o Paraná Clube nos tribunais esportivos.
Caso sejam absolvidos, porém, os jogadores não precisarão cumprir suspensão automática. “Ela só vale para a mesma competição”, esclareceu Cortes.
Os dois jogadores ainda não foram denunciados pelo STJD. Pelo relato do árbitro, é provável que Joelson seja indiciado no artigo 253 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de agressão física e prevê suspensão de 120 a 540 dias. Com base nas imagens de televisão, porém, a defesa provavelmente conseguirá mudar para o artigo 255 – “ato hostil” -, que estabelece suspensão de um a três jogos.
A tendência é que o caso de Ângelo seja mais tranquilo para o Paraná. O jogador deve ser indiciado no artigo 254 – “jogada violenta” - com suspensão de dois a seis jogos. Mostrando o vídeo do lance, é provável que Ângelo seja absolvido, já que o jogador do Internacional, supostamente atingido no lance, faz o movimento típico de quem está simulando uma falta.

Mais Tardelli
A torcida do Paraná continua na perseguição a Wagner Tardelli. No forum do site www.paranautas.com, um torcedor publicou o telefone do árbitro. No site Orkut, alguns paranistas deixaram críticas e ofensas na página da esposa do “juiz”.

Jumar e Giuliano
A Traffic, parceira do Palmeiras, informou que comprou 50% dos direitos econômicos do volante Jumar, do Paraná. O jogador reforçará o time paulista no Campeonato Brasileiro. A empresa também tenta adquirir o meia Giuliano. Nesse caso, porém, a proposta seria para 2009.