Publicidade
Campeonato Paranaense

Wilson pega dois pênaltis e coloca o Coritiba na final da Taça Sicupira

Cascavel e Coritiba duelam no Estádio Olímpico Regional
Cascavel e Coritiba duelam no Estádio Olímpico Regional (Foto: Paulo Lisboa)

O Coritiba está na final da Taça Barcímio Sicupira Júnior. A vaga foi conquistada nesse domingo (dia 17), com a vitória na decisão por pênaltis, por 5 a 3, sobre o FC Cascavel, no Estádio Olímpico Regional, na partida única da semifinal. No tempo normal, o placar ficou em 0 a 0. Na final, em 24 de fevereiro, o time da capital vai enfrentar Toledo, que derrotou o Operário na outra semifinal. O mando de campo da final é do Coxa, que teve melhor campanha na fase de classificação.

Na decisão por pênaltis, o Coritiba converteu os cinco pênaltis, com os cobradores Wilson, Giovanni, Sabino, Rodrigão e Alano. Para o Cascavel, acertaram Hitalo Rogério, Wilian Simões e Rafael Gomes. Wilson defendeu a cobrança de Tocantins.

Wilson também pegou uma penalidade no tempo normal, garantindo o placar de 0 a 0.

A Taça Sicupira é o primeiro turno do Campeonato Paranaense de 2019. O segundo turno, a Taça Dirceu Kruger, começa em 9 de março. Os campeões das duas taças disputarão o título do Paranaense 2019 na grande decisão, em dois jogos, em 14 e 21 de abril.

Clique aqui para ler análise do desempenho individual dos jogadores do Coxa.

TÉCNICO
O técnico Argel Fucks foi demitido pelo Coritiba na sexta-feira, após 18 jogos no comando da equipe (seis vitórias, oito empates e quatro derrotas). Para o jogo desse domingo, a diretoria escolheu o auxiliar Matheus Costa (ex-Paraná Clube) como técnico interino.

DESEMPENHO
O Coritiba teve fraco desempenho na partida. Além de problemas na marcação, o time não conseguiu construir jogadas pelo meio-campo ou contar com o apoio dos laterais. Usou e abusou dos lançamentos diretos para o centroavante Rodrigão, que conseguiu levar algum perigo em jogadas individuais. O Cascavel impressionou pela organização tática e pela qualidade na troca de passes, apesar da péssima qualidade do gramado.

ESCALAÇÃO
Matheus Costa só fez duas mudanças na escalação em relação ao último jogo: Kady entrou no lugar de Alano e Felipe Mattioni ganhou a vaga de Geovane. O esquema tático foi o 4-2-3-1, com Kady (direita), Giovanni (centro) e Iago Dias (esquerda) na linha de três.

PRIMEIRO TEMPO
O Cascavel dominou a primeira etapa, com boas triangulações pelos lados do campo, forte apoio dos laterais e marcação eficiente. O Coritiba ficou recuado e não teve forças para pressionar na marcação. Foram quatro boas jogadas ofensivas do time do Interior na primeira etapa. O Coxa só levou perigo em uma cobrança de escanteio, aos 38, quando Rodrigão mandou a bola no travessão.

SEGUNDO TEMPO
O cenário não mudou na segunda etapa. O Cascavel seguiu melhor na partida. Aos 16, a primeira substituição no Coritiba. Saiu Kady e entrou Alano. Aos 26, pênalti para o time do Interior. O árbitro entendeu que Vitor Carvalho puxou Willian Simões na área. Ricardo Lobo cobrou rasteiro, à direita de Wilson. O goleiro espalmou. Aos 27, troca na lateral-direita: saiu Mattioni e entrou Sávio. Aos 36, Sávio lançou. Rodrigão entrou livre e chutou no ângulo. Seria um golaço, mas a arbitragem anotou impedimento. O lance é polêmico. A imagem da TV mostra o atacante na mesma linha. Aos 37, a última mudança no Coxa, com a entrada do ponta Nathan no lugar de Iago Dias.

FC CASCAVEL 0 x 0 CORITIBA
Cascavel: Fernando; Everton, Ítalo, Hitalo Rogério e Wilian Simões; Duda e Libano; Oberdan (Rafael Gomes), Bartholo e Mateuzinho (Tocantins); Ricardo Lobo (Foguete). Técnico: Paulo Foiani
Coritiba: Wilson; Felipe Mattioni (Sávio), Alan Costa, Sabino e Fabiano; Vitor Carvalho e João Vítor; Kady (Alano), Giovanni e Iago Dias (Nathan); Rodrigão. Técnico: Matheus Costa
Cartões amarelos: Duda (Cas). Rodrigão, Wilson (Cor)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Público: 9.853 pagantes
Renda: R$ 206.390,00
Local: Estádio Olímpico Regional

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
7 – Falta na esquerda. Everton cruza. Ricardo Lobo cabeceia ao lado do gol.
18 – Everton cruza da direita. A bola toca no gramado, engana Wilson e toca na trave.
23 – Ricardo Lobo recebe na área, nas costas da defesa, mas fica com pouco ângulo. Ele chuta cruzado e Wilson manda para escanteio.
34 – Bom lançamento para Iago Dias, nas costas da defesa. A defesa do Cascavel se recupera e desarma o atacante.
35 – Oberdan passa por dois e toca para Mateuzinho, na área. Ele chuta mal e perde boa chance.
38 – Kady bate escanteio. Rodrigão cabeceia. A bola bate no travessão.
42 – Pressão do Cascavel. Wilian Simões cruza. Sabino tira mal. Bartholo pega o rebote e chuta. Sabino desvia para escanteio.

Segundo tempo
1 – Wilian Simões cai na área ao dividir com Mattioni e pede pênalti.
17 – Fabiano cruza na medida. Rodrigão cabeceia perto, sobre o gol.
18 – Tocatins faz boa jogada e cruza. Sabino tira antes que Lobo finalize.
20 – Bola alta na área. Oberdan chuta cruzado. Wilson defende.
26 – Willian Simões invade a área e cai ao dividir com Vitor Carvalho. O árbitro marca pênalti. Ricardo Lobo cobra rasteiro, à direita de Wilson. O goleiro espalma.
36 – Sávio lança. Rodrigão entra livre e chuta no ângulo. Golaço. A arbitragem dá impedimento. O lance é polêmico. A imagem da TV mostra o atacante na mesma linha.
45 – Bola alta na área. Wilson corta mal. A bola sobra para Tocantins, que chuta para fora.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES