Na cozinha

Zeca Camargo estreia o programa Comer É Viajar no canal Sabor & Arte neste sábado

Zeca Camargo e Moacir Santana
Zeca Camargo e Moacir Santana (Foto: Divulgação)

Neste sábado (17 de julho), às 22h, o programa Comer É Viajar estreia no Sabor & Arte: um canal dedicado à culinária descomplicada. No primeiro episódio da temporada, Zeca Camargo recebe o chef Moacir Santana para falar sobre a culinária da Turquia e preparar receitas cujo ingrediente principal é a berinjela.

"Vamos sempre partir de um ingrediente ou um tempero, que remete a uma experiência gastronômica minha pelo Brasil e pelo mundo. Uma espécie de 'madelaine proustiana', de onde vamos tirar histórias, receitas e inspirações para quem estiver lá cozinhando comigo", explica Zeca Camargo.

O Comer É Viajar será exibido aos sábados, das 22h às 23h, para levar o público aos sabores de diferentes regiões. A proposta da atração segue o padrão do canal, o que agradou Zeca Camargo desde que ele foi convidado para integrar o elenco do Sabor & Arte.

"Temos a possibilidade de mostrar a gastronomia de uma maneira menos formal e mais plural. A variedade de programas e de apresentadores e chefs dá essa cara múltipla à gastronomia. E, assim, aproxima ainda mais as pessoas à experiência de cozinhar", resume o jornalista.

O primeiro convidado de Zeca Camargo no Sabor & Arte tem uma história e tanto. Moacir Santana é baiano, da cidade de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador. Ele foi criado em um orfanato, com outras 50 crianças, pela sua mãe adotiva Marina Sampaio, uma ex-aeromoça que abriu um lar para menores abandonadas em sua própria casa.

Seu primeiro contato com a culinária ocorreu por uma travessura. “O orfanato era cheio de pés de frutas no quintal e eu e meus irmãos inventamos de fazer cocada depois de ver um programa de TV. Fizemos uma fogueira, só que a folha de bananeira soltou muita fumaça, e o vizinho ligou para minha mãe, que veio correndo achando que era incêndio. Ficamos de castigo”, conta o chef, que atualmente tem 29 anos e comanda os restaurantes Bar da Rosa e Mosto, em Bauru (interior de São Paulo). Seu castigo foi ajudar na cozinha do orfanato, mas Santana acabou se apaixonando pelo ofício.