Arquivo mensais:março 2010

SOS Cast 12: o mercado de cinema 3D

31 março, 2010 às 12:08  |  por wikerson

Caros leitores, é com grande satisfação que anuncio que a partir desta data passo a ser um dos co-apresentadores do SOS Cast, o podcast de cinema dirigido pelo jornalista Fábio Barreto, editor do site SOS Hollywood e correspondente internacional, diretamente de Los Angeles, para diversos veículos do país.

Nesta edição 12 do SOS Cast o tema abordado foi o mercado de cinema 3D, a nova moda do cinema e que pelo jeito deve vir pra ficar. Porém, com chegada do novo formato, muita coisa ainda precisa mudar para que os consumidores possam desfrutar do máximo de qualidade.

O SOS Cast irá ao ar quinzenalmente, sempre às quartas-feiras. Com essa edição chegando até você no dia 31/03, a próxima edição está programada para 14 de abril. Para ouvir basta acessar o página do SOS Hollywood e utilizar o player. Se preferir pode fazer o download do programa, no formato MP3, para ouvir onde quiser.

Conto com a audiência de vocês para tornar essa parceria entre Portal de Cinema e SOS Hollywood mais um sucesso. Para aqueles que ouvirem o programa, além de diversas surpresas, há uma promoção especial. Portanto, ouça para saber como participar. Se você ainda não conhecia o SOS cast, vale a pena ouvir também as edições anteriores.

Comerciais no episódio final de Lost custarão quase US$ 1 milhão

30 março, 2010 às 23:20  |  por wikerson

A rede norte-americana ABC irá cobrar valores bem maiores que os normalmente negociados pelos comerciais veiculados durante a exibição do último episódio da série Lost, que terminará em maio.  A emissora deverá cobrar entre US$ 850 mil e US$ 950 mil por filmes de 30 segundos no episódio final da série.

Geralmente, um comercial de meio minuto entre os capítulos de Lost custam em média US$ 213.563.  As informações são do Clube de Criação de São Paulo.

Avatar ultrapassa a marca de R$ 100 milhões no Brasil

28 março, 2010 às 18:49  |  por wikerson

Há mais de três meses em cartaz, Avatar segue fazendo sucesso nas bilheterias. A produção dirigida por James Cameron, que já tinha batido o recorde de maior arrecadação de um filme no país, ultrapassou nesta semana a marca de R$ 100 milhões nas bilheterias. A produção já soma R$ 101.089.407 no país continua entre os cinco filme mais vistos na atualidade.

Avatar 2 pode ter filmagens na Amazônia brasileira

27 março, 2010 às 15:15  |  por wikerson

O cineasta James Cameron será convidado a filmar partes da sequência do blockbuster Avatar na Amazônia brasileira. A proposta partirá do governador do Amazonas, Eduardo Braga, durante o Fórum Internacional de Sustentabilidade, que acontece nesta sexta-feira 26 e no sábado 27, no Hotel Tropical, em Manaus (AM).

A ideia de colocar a área brasileira da floresta à disposição do diretor surgiu após Braga tomar conhecimento de que Cameron planeja filmar a sequência de Avatar na Amazônia venezuelana. “Trazê-lo para o Fórum já foi uma ousadia. Queremos abrir as portas da nossa Amazônia e perguntar a ele: por que não aqui?”, revelou o governador, no discurso de abertura do Fórum.

Diretor dos dois filmes com as maiores bilheterias da história do cinema – o próprio Avatar e o épico Titanic, que ultrapassaram a marca de US$ 1 bilhão em bilheterias -, Cameron fará uma apresentação especial aos convidados do Fórum na tarde do sábado 27.

Com informações do Meio & Mensagem.

Demi Moore é destaque na Harper’s Bazaar

25 março, 2010 às 01:30  |  por wikerson

A atriz Demi Moore é o destaque na edição deste mês da revista Harper’s Bazaar. Além de ser capa da publicação – numa belíssima foto produzida pelo fotógrafo Mark Seliger – a atriz é o destaque de uma longa matéria que fala sobre as mais de duas décadas de carreira em Hollywood da estrela de filmes como Striptease e Proposta Indecente. moore

Crítica – Um Sonho Possível

22 março, 2010 às 02:14  |  por wikerson

O ano de 2009, com certeza, será um dos mais memoráveis para a atriz Sandra Bullock. Figura conhecida do público desde a década de 90, a atriz se estabeleceu junto ao público, com raras exceções, em comédias e romances, sempre de qualidade razoável e, na maior parte das vezes, aceitáveis graças ao carisma que Bullock apresenta em cada cena.

Dessa forma, pode causar espanto ao ver um drama como Um Sonho Possível se tornar não só maior sucesso de público de sua carreira como também lhe render um dos pontos mais altos de sua carreira, numa interpretação de reconhecida qualidade pela crítica e que rendeu a atriz uma merecida indicado ao Oscar.

Um Sonho Possível é o exemplo típico de filme que divide o público e a crítica especializada. Enquanto o espectador comum se encanta com a mensagem da produção, que é belíssima e, por si só, já vale o ingresso, por outro lado um olhar mais apurado certamente irá encontrar alguns defeitos, pequenos é bem verdade, mas suficientes para colocar em lados antagônicos crítico e leitor.

Baseado numa história real, a produção traz a história do jovem Michael Oher (Quinton Aaron), um menino desamparado pela família e com um histórico de quase nenhuma oportunidade em sua vida. Grande e intimidador graças ao seu avantajado porte físico, Michael ganha uma oportunidade de mudar sua vida ao sensibilizar a mãe de um de seus amigos de escola, Leigh Ann Tuohy (Sandra Bullock).

É junto de sua família que o garoto encontra um lar, educação e esperança para ir busca dos seus sonhos. Não por escolha própria. As dificuldades da vida e o seu temperamento fechado e de poucas palavras ficariam contentes com apenas um teto para dormir por uma noite. Mas é na insistência de Leigh Ann que reside boa parte do mérito da lição de vida apresentada em Um Sonho Possível.

Com um alto padrão de vida, Leigh Ann nem de longe se parece com suas colegas com quem almoça. Recatadas, cheias de preconceitos e preocupadas única e exclusivamente com status, todas eles se comportam como uma perfeita antítese do personagem de Bullock. Aliás, sobre ela vale fazer duas menções especiais, ambas em benefício da atriz.

A primeira delas se refere ao papel em si. Repare que tanto Leigh Ann, quanto toda a sua família – Sean Tuohy (Tim McGraw), S. J. Tuohy (Jae Head) e Collins Tuohy (Lily Collins) – vivem em um mundo perfeito. O relacionamento do casal é maravilhoso, os filhos são educados e estudiosos e nada, absolutamente nada, parece ser capaz de sequer macular sua reputação. Obviamente, é bem possível que um ambiente assim seja completamente verdadeiro, no entanto chega a ser um incômodo a maneira unidimensional como tudo é exibido. De um lado, a família perfeita segundo os valores cristãos. De outro a sociedade com seus preconceitos.

Ao mesmo tempo essa feliz relação poderia gerar a Sandra Bullock um papel simplório ou de “apenas mais uma mãe no cinema”. O que acontece é justamente o contrário. Sua personalidade e o timimg certo de quem está acostumada a comandar tanto momentos românticos quanto comédias, coloca a atriz como uma mulher imponente diante de marginais, mas que é capaz de chorar com um simples olhar. E é nessa humanidade emprestada pela atriz ao personagem que reside muito do mérito da produção.

Quinton Aaron, a quem cabe o papel de Michael Oher, infelizmente não se mostra eficiente da mesma maneira. É bem verdade que a sua atuação em momento algum compromete a trama e é uma característica do seu personagem a de ser pouco expressivo. Porém, mesmo nos momentos em que é preciso demonstrar um pouco da expressão é difícil distinguir entre o riso e a tristeza, algo que poderia estar estampado com mais naturalidade.

De qualquer forma Quinton Aaron, que já esteve em produções anteriores como Rebobine, Por Favor, mostra que pode conseguir o seu espaço como ator secundário em boas produções. Possivelmente não com um papel que lhe dê tanta visibilidade como esse, mas podemos esperar para ver seu rosto em outras produções em breve.

Embora Um Sonho Possível seja previsível em sua estrutura e o final claramente fique evidente até mesmo pela conotação do filme, não há como classificar como falha, em nenhum quesito, uma história em que a mensagem parece se sobrepor a qualquer elemento técnico ou enquadramento que se possa criticar.

O filme tem como mérito o fato de colocar alguns valores como a educação acima de qualquer coisa, o afeto de uma família e, principalmente, a oportunidade de desenvolvimento pessoal, fatores que sem dúvida são alguns dos maiores responsáveis por altos índices de criminalidade e desrespeito aos diretos humanos em todos os lugares. Ao resgatar uma vida das incertezas da falta de caminho e apresentá-la a diversas possibilidades de vida, a história de Um Sonho Possível fala por si só. E não tenha dúvidas de que, ao ir ao cinema, você deve levar um lenço no bolso e estar preparado para se emocionar bastante.

Felizmente, o melhor de tudo é descobrir que esta é uma história onde a arte imita a vida e saber que existem pessoas como Leigh Ann Tuohy talvez seja a melhor das lições que poderíamos tirar no cinema. Um filme perfeito? Não, não é. Está longe disso. Mas quem precisa de perfeição quando há a possibilidade de devolver a vida a um ser humano? Basta fechar os olhos e seguir o coração.

Nota 8.

Série mais cara da história estreia nos EUA

16 março, 2010 às 01:22  |  por wikerson

The Pacific, a série de televisão mais cara da história, com orçamento de US$ 200 milhões, estreou na noite de domingo (14) nos EUA, na HBO.  Steven Spielberg e Tom Hanks assinam a produção executiva da minissérie de dez capítulos e cerca de 600 minutos de duração, que reconstitui a memória pessoal de três marines norte-americanos (R.V. Burgin, Sydney Phillips e Chuck Tatum) durante o conflito entre EUA e Japão, no litoral do Pacífico. A minissérie tem como pano de fundo a Segunda Guerra Mundial.

Com informações do Clube de Criação de São Paulo.

James Cameron virá ao Brasil em março

12 março, 2010 às 00:56  |  por wikerson

O líder mundial e prêmio Nobel da Paz, Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos, e o cineasta James Cameron, diretor de blockbusters como Avatar e Titanic serão os palestrantes do Fórum Internacional de Sustentabilidade, realizado pela SEMINARS, nos dias 26 e 27 de março 2010, em Manaus (AM). O evento contará também com a participação do cientista e ecólogo norte-americano, pioneiro na pesquisa da Amazônia, Thomas Lovejoy. O anfitrião do Fórum será o governador do Amazonas, Eduardo Braga.

Segunda Imperdível continua no Cinemark

12 março, 2010 às 00:54  |  por wikerson

A Segunda Imperdível da Rede Cinemark foi estendida ao mês de março e continua oferecendo ingressos a preço promocional aos espectadores do Shopping São José, do Park Shopping Barigui e do Shopping Mueller. Em todas as segundas-feiras do mês, o público do Shopping São José pode assistir a qualquer filme, em todos os horários, pelo valor de R$ 6 (inteira) e R$3 (meia) por ingresso.

Já nos complexos do Shopping Mueller e do Park Shopping Barigui (exceto no dia 29), as sessões – em todos os horários – ganham ingressos a R$8 (inteira) e R$ 4 (meia). O desconto não é válido para as salas 3D. Nos dias de promoção, o snack bar vende um combo especial (pipoca promocional + refrigerante 300 ml + bombom Serenata de Amor) por R$ 3,50.

Vencedores Oscar 2010

8 março, 2010 às 03:28  |  por wikerson

Como já era de se esperar, a briga da noite do Oscar 2010 ficou polarizada entre Avatar e Guerra ao Terror. Melhor para a produção dirigida por Kathryn Bigelow que levou seis dos nove prêmios que concorria. Avatar, que tinha o mesmo número de indicações ficou com apenas três.

Sem muitas surpresas, a cerimônia do Oscar 2010, mesmo recheada de celebridades, reservou poucos momentos memoráveis. A ausência da interpretação das canções indicadas e o final abrupto em que Tom Hanks não se deu nem ao trabalho de relembrar os dez indicados a Melhor Filme são provas disso.

O Oscar de Melhor Direção para Kathryn Bigelow torna ela a primeira mulher a receber tal prêmio. Sandra Bullock, vencedora do prêmio de Melhor Atriz, é a primeira pessoa a conquistar um Oscar e um Framboesa de Ouro no mesmo ano. Já o prêmio de Jeff Bridges é um reconhecimento à carreira do veterano ator.

Up – Altas Aventuras, Preciosa e Coração Louco terminaram a festa com duas estatuetas cada um. Bastardos Inglórios levou apenas uma. E Star Trek, pela primeira vez na história, conquistou um prêmio da Academia. Confira a lista completa de vencedores:

Filme – Guerra ao Terror
Diretor – Kathryn Bigelow (Guerra ao Terror)
Ator – Jeff Bridges (Coração Louco)
Atriz – Sandra Bullock (Um Sonho Possível)
Ator coadjuvante – Christoph Waltz (Bastardos Inglorios)
Atriz coadjuvante – Mo’nique (Preciosa)
Roteiro original – Guerra ao Terror
Roteiro adaptado – Preciosa
Filme estrangeiro – O Segredo dos Seus Olhos (Argentina)
Animação – Up – Altas Aventuras
Direção de arte – Avatar
Canção original – The Weary Kind (Coração Louco)
Trilha sonora – Up – Altas Aventuras
Edição de som – Guerra ao Terror
Som – Guerra ao Terror
Efeitos Especiais – Avatar
Curta-Metragem – The New Tenants
Curta-Metragem de Animação – Logorama
Maquiagem – Star Trek
Edição – Guerra ao Terror
Fotografia – Avatar
Figurino – A Jovem Rainha Vitória
Documentário – The Cove
Documentário curta-metragem – Music by Prudence

A lista completa de indicados você confere neste link.