18º

Em jogo de três viradas, Brasil perde para a Argentina

Time do técnico Mano Menezes leva três gols de Messi e acaba derrotado por 4 a 3

09/06/12 às 17:57 - Atualizado às 18:07   |  Lycio Vellozo Ribas
Hulk, contra a Argentina: atacante fez o terceiro gol do Brasil (foto: Rafael Ribeiro / CBF)

No último amistoso de uma série de quatro, o Brasil foi derrotado pela Argentina por 4 a 3, na tarde deste sábado (9), em Nova Jersey (EUA). O jogo teve três viradas de placar e foi decidido pelo argentino Lionel Messi, que fez três dos quatro gols dos Hermanos.

A exemplo dos últimos jogos, o Brasil usou uma equipe essencialmente sub-23. Dos jogadores que iniciaram a partida, apenas o lateral-esquerdo Marcelo e o atacante Hulk estavam acima de tal limite de idade. A Argentina, ao contrário, veio com a mesma equipe que disputa as Eliminatórias da Copa de 2014 – portanto, usou o que tinha de melhor.  Isso incluía Messi, que, com os três gols, chegou a 82 na temporada, entre Barcelona e seleção argentina. O recorde anterior de gols em uma temporada era de Pelé – 75, em 1958.

Foi a segunda derrota do Brasil nessa miniexcursão – a primeira foi para o México (0 a 2), na último domingo (3). E foi o quinto revés da seleção sob o comando de Mano Menezes. O treinador tem também 15 vitórias e cinco empates.

Jogo

O Brasil começou com a mesma formação do último jogo, mas com uma alteração de posicionamento. Neymar, que estava atuando pelo lado esquerdo dos últimos amistosos, ficou mais recuado e centralizado. E Hulk, que vinha na ponta-direita, caiu para o lado esquerdo. Essa troca de posições, e a constante marcação por pressão no campo adversário, fez com que a seleção dominasse o meio-campo e criasse várias chances de gol. Aos 22, Rômulo marcou 1 a 0, após falta cobrada por Neymar. E a seleção reclamou de dois pênaltis não marcados em cima de Neymar, aos 27 e aos 30 minutos.

Porém, a defesa, sem Thiuago Silva (machucado), pecou duas vezes no posicionamento e deixou Messi duas vezes livre. Bastou isso para que o jogador marcasse dois gols, num intervalo de três minutos (aos 31 e aos 34), e levasse a Argentina à virada. Até o fim do primeiro tempo, o time de Mano Menezes criou mais três chances claras de gol, mas perdeu.

Na etapa final, depois de uma sequência maluca de lances de perigo – três para cada lado –, o Brasil empatou, aos 11 minutos, em uma jogada de Leandro Damião e Oscar, finalizada por este último. A partir daí, Mano começou a mexer na equipe. Trocou Oscar (com dores) por Giuliano (revelado no Paraná Clube) e , depois, Leandro Damião por Alexandre Pato.

O time manteve o padrão de jogo, mas chegou ao terceiro gol graças a uma falha do goleiroi argentino. Ele soltou uma bola fácil e Hulk não perdoou, marcando 3 a 2, aos 26 minutos. A alegria durou pouco. Quatro minutos depois, Fernandez empatou, de cabeça. Quando o jogo parecia decidido, Messi carregou uma bola da intermediária até a meia-lua e mandou no ângulo direito de Rafael. Era o gol da vitória argentina. Nos descontos, o árbitro expulsou o atacante Lavezzi e o lateral Marcelo, que trocaram agressões. “Acho que perdi a cabeça, mas não justifica. Dei uma porrada nele, ele me deu também, mas estamos aí”, admitiu o brasileiro.

Brasil 3 x 4 Argentina

Brasil

Rafael; Rafael Silva (Danilo), Bruno Uvini, Juan e Marcelo; Sandro, Rômulo (Casemiro) e Oscar (Giuliano); Hulk (Lucas), Leandro Damião (Alexandre Pato) e Neymar. Técnico: Mano Menezes

Argentina

Romero; Zabaleta, Fernandez, Garay e Clemente Rodríguez (Campanaro); Gago, Mascherano, Sosa (Guinãzu) e Di Maria; Messi e Higuaín (Aguero). Técnico: Alejandro Sabella

Gols: Rômulo (22-1º), Messi (31 e 34-1º), Oscar (11-2º), Hulk (26-2º), Fernandez (30-2º), Messi (39-2º)

Cartões amarelos: Gago, Rafael Silva, Higuaín, Mascherano, Danilo

Expulsões: Lavezzi e Marcelo (45-2º)

Árbitro: Jair Marrufo (EUA)

Local: Estádio New Meadowlands, em Nova Jersey (EUA), sábado

 

Lances do jogo

Primeiro tempo

3 – Juan lança. Damião faz o pivô e serve Neymar, que domina e bate à esquerda do gol

7 – Marcelo recebe de Oscar e chuta mascado à esquerda

9 – Di Maria bate à esquerda do gol

10 – Hulk serve Neymar, que passa por Clemente Rodríguez e finaliza à direita do gol

15 – Oscar lança Hulk, que domina e arremata. Romero faz grande defesa

22 – Gol do Brasil. Neymar cobra falta lateral rapidamente. Romulo se antecipa, recebe livre e bate no meio do gol. O goleiro toca na bola, mas não evita o gol

27 – Romulo lança Neymar, que domina na área, tirando do goleiro, e é derrubado por Zabaleta. O árbitro manda seguir

30 – Neymar entra na área em velocidade, à frente de Garay, e cai ao tentar finalizar. O árbitro manda seguir

31 – Gol da Argentina. Higuaín toma a bola de Sandro e lança Messi entre Bruno Univi e Juan. Ele avança em velocidade e toca na saída do goleiro

34 – Gol da Argentina. Di Maria toca para Messi, que escapa de Bruno Univi, entra na área, dribla Rafael e manda para dentro

36 – Oscar rouba bola no meio-campo e toca para Neymar, que deixa para Hulk, livre. Ele chuta cruzado e o goleiro salva com o pé

41 – Di Maria lança Zabaleta nas costas de Marcelo. O argentino bate cruzado, por cima do gol

42 – Oscar cruza da direita. Damião fura e Neymar finaliza em cima do goleiro, que saía para fechar o ângulo

44 – Juan cruza da esquerda. Sandro, de frente para o gol, cabeceia por cima

Segundo tempo

6 – Hulk avança pela esquerda, passa por Fernandez e Zabaleta e, quase na pequena área, chuta forte, mas por cima do gol

7 – Di Maria avança pela direita e chuta cruzado, de bico. Rafael espalma

8 – Neymar recupera bola na área e serve Oscar, que bate. Romero pega e liga contragolpe. A bola cai com Higuaín, que finaliza, para defesa de Rafael

8 – Higuaín recebe na área, ganha de Bruno Uvini e bate cruzado, na saída do goleiro. A bola vai fora

10 – Gago aproveita sobra da defesa e bate firme. Rafael cai no canto esquerdo e pega

11 – Gol do Brasil. Oscar toca para a meia-lua. Leandro Damião recebe, protege e rola para Oscar, que entra em velocidade e bate na saída do goleiro

19 – Hulk cobra falta para a área. Leandro Damião, de frente para o gol, manda ara fora

21 – Neymar cobra escanteio. Bruno Uvini cabeceia. A bola resvala na zaga e sai

26 – Gol do Brasil. Neymar cobra escanteio. Romero falha ao tentar segurar pelo alto e a bola cai com Hulk, que manda para o gol vazio

30 – Gol da Argentina. Aguero cobra escanteio. Fernandez sobe mais que Bruni Uvini e ca

31 – Giuliano recebe de Marcelo e bate forte. A bola assusta e sai à direita

35 – Neymar aproveita falha da defesa, dribla o goleiro e toca para o gol. Fernandez se atira e salva em cima da risca

38 – Messi cobra falta frontal. Rafael faz boa defesa no canto esquerdo

38 – Giuliano puxa contragolpe e rola para Lucas, que deixa com Ccasemiro. O volante bate mal, por cima do gol

39 – Gol da Argentina. Messi domina a bola na intermediária, avança dribla Juan e bate no ângulo direito

Publicidade
0 Comentário