19º

Coritiba leva 2 a 0 do Palmeiras no primeiro jogo das finais da Copa do Brasil

Para reverter desvantagem, time paranaense precisa de triunfo por três gols de saldo, na próxima quarta-feira

05/07/12 às 23:52 - Atualizado às 12:58   |  Lycio Vellozo Ribas
Valdívia do Palmeiras disputa a bola com o voltante Gil do Coritiba: fraco desempenho fora de casa (foto: Franklin de Freitas)

O Coritiba começou mal as finais da Copa do Brasil. Na noite desta quinta-feira (5), o time foi derrotado pelo Palmeiras por 2 a 0, no primeiro duelo pela decisão do título da competição. O resultado força a equipe paranaense a correr atrás de um triunfo polpudo na partida de volta, marcada para o Couto Pereira, na próxima quarta-feira (11).

Em Barueri, prevaleceu o mando de campo do Palmeiras e o desempenho coxa-branca fora de casa. Na Arena, o time paulista venceu cinco partidas e empatou apenas uma pela Copa do Brasil. O Coritiba, por sua vez, somou a terceira derrota em seis jogos e campos adversários. Nessas partidas, marcou apenas um gol. A esperança da equipe é a campanha em casa, onde os coxas-brancas venceram todos os jogos ou por 2 a0 ou por três gols de vantagem.

E é de um triunfo por três ou mais gols de diferença que o Coritiba precisa no Couto Pereira. Se conseguir, leva o título da Copa do Brasil pela primeira vez na história – e apaga a frustração do vice de 2011, ante o Vasco. Se vencer por 2 a 0, leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro resultado dá ao Palmeiras a segunda conquista em sua história – a primeira foi em 1998, também sob o comando de Luiz Felipe Scolari.

Antes do segundo jogo das finais, o Coritiba tem uma partida do Brasileirão pela frente. Neste domingo (8), enfrenta o São Paulo, no Morumbi. Para esse jogo, o técnico Marcelo Oliveira vai escalar o time “branco”, composto de jogadores que não tem sido titulares nas últimas partidas. Na quinta-feira, o treinador escalou o “verde” – que, dentro das circunstâncias, era a força máxima disponível.

Jogo

Ao time “verde” do Coritiba faltavam o lateral Ayrton e o meia-atacante Roberto (machucados) e o volante Sérgio Manoel (suspenso). Sem eles, o técnico Marcelo Oliveira optou por escalar três volantes de ofício – Willian, Júnior Urso e Gil – e dois meias – Rafinha e Everton Ribeiro – no meio-campo. E Jonas entrou na lateral-direita. Mas o 4-2-3-1 estava presente, com Gil como meia pelo lado esquerdo, Rafinha no lado direito e Everton Ribeiro centralizado. O Palmeiras, que já não tinha o zagueiro Henrique (revelado no Coritiba), que estava suspenso, perdeu de última hora o atacante Barcos, operado às pressas por causa de uma apendicite. Betinho (ex-Coritiba) entrou no comando de ataque e compôs um acadêmico 4-4-2.

Nessa configuração, o Coritiba dominou o primeiro tempo. Logo a 7 minutos, Júnior Urso perdeu um gol cara a cara com o goleiro Bruno. Foi o primeiro dos vários lances ofensivos. Rafinha e Gil finalizaram uma vez cada com perigo, mas para fora. E Willian e Everton Costa também exigiram defesas difíceis do goleiro adversário. Além disso, Everton Costa e Gil se embolaram em um lance quando estavam na cara do adversário.

Do outro lado, o Palmeiras mandou apenas uma bola na direção do gol, mas essa bola entrou: pênalti que Valdinia converteu, aos 47 minutos. O lance – um agarrão de Jonas em Betinho, dentro da área – gerou reclamações. “Foi injusto, ele estava invertendo faltas. Mas fazer o quê?”, questionou Everton Costa. “O pênalti é um lance duvidoso, empura-empurra, agarra-agarra ali, mas a arbitragem, pelo amor de Deus”, reclamou Rafinha. “Fo um lance normal de jogo. Os caras acabara se enroscando ali e o juiz deu pênalti”, relatou Vanderlei.

Para o segundo tempo, o técnico Marcelo Oliveira não fez mudanças. Apenas mandou o time ter a mesma postura da etapa inicial. E isso aconteceu. O Coritiba marcou o Palmeiras no campo do adversário. Só que não conseguia criar chances, o que levou o treinador a trocar Everton Ribeiro por Lincoln, aos 11 minutos.

Curiosamente, a partir daí o time passou a ceder espaços para o Palmeiras contra-atacar. E Lincoln matou um deles com falta, aos 19 minutos. Após a cobrança de Marcos Assunção, Thiago Heleno marcou 2 a 0, de cabeça. Dois minutos depois, Emerson teve que matar outro contragolpe com uma falta perto da área – o zagueiro levou o cartão amarelo, o terceiro, e terá que cumprir suspensão no jogo de volta. A cobrança, de Marcos Assunção, parou em Vanderlei.

Em seguida, Oliveira trocou o volante Gil pelo atacante Anderson Aquino – e Rafinha passou a ocupar o lado esquerdo do ataque. O prejuízo coxa-branca foi minimizado aos 25 minutos, quando Valdivia agrediu Willian no meio-campo e foi expulso. Pouco depois, Tcheco entrou no lugar de Júnior Urso, que já tinha cartão amarelo. 

Essa formação com peças mais ofensivas não deu resultado. O Coritiba tentava trocar passes, mas sem a eficiência necessária para furar o bloqueio adversário. Os jogadores ainda reclamaram de um pênalti de Márcio Araújo em Tcheco, que o árbitro não deu. A pressão nos cinco minutos finais se revelou infrutífera. E o jogo terminou 2 a 0.

Palmeiras 2 x 0 Coritiba

Palmeiras

Bruno; Artur, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor e Valdivia; Mazinho (Maikon Leite) e Betinho. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Coritiba

Vanderlei; Jonas, Pereira, Emerson e Lucas Mendes; Willian, Júnior Urso (Tcheco), Gil (Anderson Aquino), Rafinha e Everton Ribeiro (Lincoln); Everton Costa. Técnico: Marcelo Oliveira

Gols: Valdivia (47-1º), Thiago Heleno (19-2º)

Cartões amarelos: Júnior Urso, Jonas, Valdivia, Márcio Araujo, Emerson, Tcheco

Expulsão: Valdivia (25-2º)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Renda: R$ 1.874.214,00

Público: 28.557

Local: Estádio Arena Barueri, em Barueri (SP), quinta-feira

 

Lances do jogo

Primeiro tempo

7 – Everton Ribeiro liga contra-ataque e acha Rafinha, que dá para Júnior Urso. Sozinho, ele dispara em direção ao gol e finaliza. Bruno sai e salva a jogada

8 – Gil avança pela esquerda e cruza. Rafinha, na pequena área, finaliza de carrinho, por cima

12 - Após escanteio e bate-rebate na área, a bola cai com Gil, bate de primeira, por cima

18 – Márcio Araújo arremata de fora da área e manda por cima

19 – Willian tabela com Everton Costa, recebe, chega perto do gol e bate cruzado. Bruno faz grande defesa

32 – Everton Ribeiro divide jogada no meio-campo. A bola sobe e cai com Everton Costa e Gil, de frente para o gol. Eles batem cabeça e Gil chuta mal, facilitando a defesa do goleiro

35 – Júnior Urso recebe de Everton Ribeiro e bate de fora da área. Bruno pega

38 – Marcos Assunção bate falta de longe. Thiago Heleno desvia de cabeça, mas para fora

41 – Pereira lança de seu campo. Everton Costa domina e finaliza de voleio. Bruno pega

46 – Marcos Assunção cobra falta para a área. Com a bola no ar, Jonas agarra Betinho na área. O árbitro marca pênalti

47 – Gol do Palmeiras. Valdivia cobra o pênalti no canto direito, deslocando Vanderlei

Segundo tempo

18 - Juninho arremata de fora da área. Vanderlei bate roupa, mas se recupera e pega

19 – Gol do Palmeiras. Marcos Assunção cobra falta de longe. A bola desvia de leve em Lincoln. Thiago Heleno ganha no alto de Pereira e escora para o ângulo esquerdo

21 – Falta para o Palmeiras, perto da área. Marcos Assunção bate e Vanderlei faz boa defesa

31 – Emerson apanha sobra da defesa e chuta de longe. A bola desvia na zaga adversária e assusta, mas sai

32 – Após confusão na área, Tcheco leva uma rasteira de Marcio Araújo, na área. O árbitro manda seguir. Na sequência, Willian bate a gol, para fora

36 – Maicon Leite engata contragolpe, dribla o goleiro e toca para o gol. A bola pega no pé de Vanderlei, que se recuperava no lance, e Pereira impede que ela entre

Publicidade
4 Comentários
  • Marcos 06/07/12 às 22:35
    CHUPA COXA
  • Thayná 06/07/12 às 17:13
    Eu adorei o jogo de ontem ,amei espero que o time continue assim não piore. O time é otimo não só o palmeiras mais os outros também e pesso que os outros times não fique triste por quê cada time tem seu jeito de jogar e o seu dia de ganhar .Então peço que eles não fiquem triste amo o Palmeiras.Vida eterna.
  • Cintia 06/07/12 às 14:31
    Nada esta perdido!! Confio em ti meu Coritiba!!
  • karine 06/07/12 às 00:06
    uruuuuuuuuuu bem feito pra eles tavão se achandoooo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk