Equador promete reagir "com total firmeza" caso Reino Unido invada embaixada

Presidente equatoriano ressaltou que país cogita apelas a instâncias internacionais

22/08/12 às 20:09 Redação Bem Paraná com UOL

Caso o Reino Unido invada a embaixada do Equador em Londres, onde está refugiado o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, o país vai reagir "com total firmeza", afirmou nesta quarta-feira o presidente equatoriano Rafael Correa.

Em entrevista a uma emissora televisiva local, Correa disse que o Equador reagiria “com total firmeza, com a lei nas mãos, porque o Reino Unido não se retratou, não pediu desculpas, e existe essa possibilidade". O presidente ressaltou ainda que o país cogita recorrer a instâncias internacionais, como o Conselho de Segurança das Nações Unidas.

"Esperamos chegar até às Nações Unidas. Vamos recorrer a outras instâncias para denunciar essa explícita ameaça", informou o presidente.

Na quinta-feira passada, o Equador anunciou a concessão de asilo político a Assange, que está na embaixada equatoriana em Londres para evitar uma extradição à Suécia. O Reino Unido, porém, negou um salvo-conduto ao australiano e ameaça invadir a embaixada equatoriana em Londres.

0 Comentário
Blogs
Ver na versão Desktop