Madero terá vendas revertidas ao Hospital Erasto Gaertner

25/11/16 às 15:15 Redação Bem Paraná com assessoria
(foto: Divulgação)

No dia 26 de novembro (sábado), parte da arrecadação obtida com a venda dos cheeseburgers Madero de todo o Brasil será revertida para o Hospital Erasto Gaertner, referência no tratamento do câncer no sul do país.

“Ações como esta do Madero, ajudam a manter o nosso equilíbrio financeiro, algo que é necessário para a nossa instituição. No ano passado, nós fizemos um milhão e quatrocentos mil procedimentos, em um universo quase total de SUS e de 100% de tudo que tivemos de receita, conseguimos cobrir apenas 65% das nossas despesas. Portanto, estas ações são extremamente importantes para a nossa instituição”, ressalta o superintendente do Hospital Erasto Gaertner, Adriano Lago.

A ação tem como objetivo alertar e orientar sobre a importância do diagnóstico precoce, especialmente do câncer de próstata, que, segundo o INCA, tem cerca de 61 mil novos casos a cada ano no Brasil. Em 2015, foram registrados um total de 1.822 tumores em homens no Hospital Erasto Gaertner, sendo que cerca de 21% deles correspondiam ao câncer de próstata.

A campanha Novembro Azul vem para unir instituições e empresas que desenvolvem ações e trabalham para atingir um número cada vez maior de homens e, assim, disseminar mais informações sobre o tema.

“É muito bom fazer o bem. Quem faz o bem, recebe o bem. Já estamos sendo muito abençoados em nossos negócios e queremos retribuir e fazer cada vez mais pelos que precisam. Se cada um fizer a sua parte, teremos um mundo melhor e mais solidário”, afirma o chef Junior Durski, presidente do grupo Madero.

O câncer de próstata é a neoplasia maligna mais incidente no homem e pode se desenvolver por vários anos sem que o paciente tenha nenhum sintoma. De acordo com o oncologista do Hospital Erasto Gaertner, Dr. Murilo de Almeida Luz, é preciso lembrar a importância de o homem dedicar-se aos cuidados com a saúde. “De modo geral, o homem brasileiro tem uma certa dificuldade de ir ao médico. Ele estabelece um bloqueio, então é difícil trazer este homem para o consultório, para que ele cuide de sua saúde geral”.

O diagnóstico precoce é essencial para o aumento das taxas de cura. O preconceito ainda é um fator que impede muitos homens de realizar exames periódicos, sendo este o principal alvo a ser combatido com esta grande campanha.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop