Curitiba atrai executivos de São Paulo em busca de qualidade de vida

13/06/17 às 00:00 Hamilton Fonseca | Headhunter | hamilton@hamiltonfonseca.com.br
Executivo Gilberto Sobrinho e família curtem um passeio no Parque Barigui

Motivados por novos desafios e qualidade de vida para a família, executivos de diferentes áreas têm se mostrado mais receptivos a trocar grandes metrópoles, como São Paulo, por Curitiba. Assim aconteceu com Gilberto Campos Sobrinho, um executivo de RH com longa trajetória em São Paulo, o nosso entrevistado.

Como aconteceu a sua vinda e da família para Curitiba e quais suas primeiras impressões?
Vim para a cidade de Curitiba para assumir e transformar a Gestão de RH da IBEMA Papel Cartão, empresa paranaense que está passando por um processo de reorganização e crescimento após a celebração de uma parceria com a Suzano. Sempre visitava Curitiba por conta de trabalhos de consultoria, mas nunca “vivi” a cidade. Trabalhando como consultor o tempo sempre é apertado e quase nunca era possível conhecer a cidade como se deve. Este desafio embutia de fato um triplo desafio. Além do processo de transformação da empresa, voltar ao mundo corporativo depois de estar atuando por mais de sete anos como consultor e vivenciar com a família uma nova cidade tão conhecida atualmente pelas notícias da Operação Lava-Jato.

A qualidade de vida até onde pesou para a família e como estão se adaptando?
Uma das premissas para minha vinda era a de não fazer “ ponte aérea “ entre Curitiba e São Paulo, e a cidade me surpreendeu muito positivamente. Sempre ouvia dizer que o povo da cidade era frio e não recebia bem pessoas de fora, o que de fato não é verdade. O povo é bastante receptivo e acolhedor. A família está se adaptando muito bem e não tem como ser diferente. Como não se adaptar a uma cidade tão especial que, além do clima Europeu, a organização, a limpeza, o cenário cultural e gastronômico bastante animado e diversificado, as diversas opções de passeios pelos tão bem cuidados parques e pelas atrações e belezas naturais num raio de poucos quilômetros da cidade? Está sendo de fato um privilégio viver aqui.

Como enxerga o Brasil no atual momento?
A situação está bastante complexa, nem mais fácil nem mais difícil que em tempos anteriores. Nós brasileiros estamos mais do que acostumados com situações complexas. Além de nossos problemas internos relacionados a política e suas consequências sócio-econômicas, o mundo em geral está numa fase de adaptações e mudanças mais profundas. As organizações que souberem se adaptar de forma mais rápida aos novos cenários passarão por este momento de forma menos traumática e com vantagens diante de outras, e quando falo de organizações falo não só de empresas, mas de forma geral, associações, sindicatos , entidades religiosas e políticas etc. Obviamente, isso também vale para as pessoas. Quem se adaptar aos novos tempos de forma mais rápida estará um passo à frente.


CURTAS

*Rastreabilidade e Recolhimento de Alimentos. O Sindicato das Indústrias de Cacau e Balas, Massas Alimentícias e Biscoitos, de Doces e Conservas Alimentícias do Estado do Paraná (Sincabima) realiza nesta terça-feira (13), a partir das 8h30, o treinamento que será conduzido pela engenheira de alimentos Maria Hosken Caldas Rodrigues. O evento, que é voltado aos profissionais da área alimentícia. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail: consultoria@sincabima.org.br.
* Solução da Horizons permite tráfego de dados com segurança e contra invasão. My Web interliga diferentes unidades da mesma empresa em uma rede com velocidade e proteção. A interceptação de dados está entre os problemas mais graves causados pela utilização de conexões de internet abertas e desprotegidas. Mais informações: www.horizontelecom.com
* Livro: “O Teste Marshmallow”. Uma criança recebe um marshmallow e uma instrução clara: pode comer o doce imediatamente ou esperar cinco minutos e comer dois doces. O que ela vai fazer? E o que sua decisão diz sobre seu comportamento no futuro? O autor da obra, Walter Mischel, provou, com base em décadas de pesquisa, que a habilidade de adiar a gratificação é fundamental para uma vida de sucesso. Ela pode ser indicativa de melhor cognição, estilo de vida mais saudável e maior autoestima. Editora Objetiva.


FRASE:

“Torna-te aquilo que és”

(Friedrich Nietzsche)


   

 

 

www.hamiltonfonseca.com.br

Blogs
Ver na versão Desktop