Irma, José e Katia. Saiba mais sobre os três furacões que atingem os EUA e o Caribe

09/09/17 às 13:08 - Atualizado às 15:13 Da Redação Bem Paraná com ABr
Imagem do furacão José, em imagens da Nasa (foto: Reprodução/Nasa)

Não é um, mas três os furacões que atingem o Caribe e a costa dos Estados Unidos e México. Irma, José e Katia provocam estragos na região.

 

O furacão Irma, o mais forte deles, vem perdendo força neste sábado (9), após ter atingido, na noite de sexta (8) a costa norte de Cuba. Embora já enfraquecido, o furacão ainda é enquadrado na categoria 4, já que seus ventos passaram, nas últimas horas, de 250 para 215 quilômetros por hora, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos. As informações são da Agência EFE.

Às 8h (horário local, 9h de Brasília), o olho do furacão estava 135 quilômetros ao leste de Caibarién, em Cuba, e 440 ao sul-sudeste de Miami, e avançava a uma velocidade 19 quilômetros por hora na direção oeste.

Segundo o último boletim do NHC, com sede em Miami, Irma pode girar para a direção noroeste no final do dia de hoje.

Desta forma, o olho do furacão chegaria às ilhotas da Flórida no domingo de manhã e depois à costa sudoeste da península, no domingo à tarde. As autoridades do estado americano ordenaram ontem a saída de 5,6 milhões de pessoas da região. O governo local pediu que todos os colégios e universidades públicas utilizem sua estrutura para abrigar a população.

O Ministério de Situações de Emergência da Rússia ofereceu ajuda aos países caribenhos afetados pelo furacão.

Irma, o furacão mais poderoso já registrado no Atlântico, deixou pelo menos 18 mortos em sua passagem pelas Pequenas Antilhas e Porto Rico e destruiu a ilha de Barbuda e a parte francesa de Saint Martin.

José — O Furacão José, de categoria 4, perdeu um pouco de força neste sábado enquanto se aproxima das Ilhas de Sotavento com ventos máximos constantes de 230 quilômetros por hora, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos. O furacão, que chega às Pequenas Antilhas após a passagem do Furacão Irma, está 260 quilômetros ao leste das Ilhas de Sotavento e se move na direção noroeste a 20 quilômetros por hora, trajetória que manterá nos próximos dias.

Segundo informou o NHC em seu último boletim, "o centro de José passará perto ou justo ao leste do norte das Ilhas de Sotavento" durante o sábado e nas próximas 24 horas se registrarão "algumas oscilações" de intensidade, após o que haverá um "enfraquecimento gradual".

Castigadas pela passagem de Irma, as ilhas de Saint Martin e Saint Barth sentirão hoje os efeitos do furacão, enquanto Barbuda e Anguila, Saba e Santo Eustáquio estão sob aviso de tempestade tropical.

Os seus ventos podem ser sentidos a 55 quilômetros do olho do furacão, e os ventos com força de tempestade tropical se estendem até 220 quilômetros.

A ressaca ciclônica poderia elevar a água entre 30 e 90 centímetros acima do nível regular nas áreas costeiras sob aviso de furacão, acompanhada de ondas "grandes e destrutivas", segundo o centro meteorológico.

O Furacão José é o mais forte do Atlântico depois que Irma perdeu força após tocar terra ontem à noite em Cuba e seus ventos serem agora de 215 quilômetros por hora. O Furacão Katia se transformou em tempestade tropical após chegar à costa do México.

Katia — O furacão Katia, que atingiu o México na noite de ontem (8) como furacão de categoria 1, avançando para o interior do país em direção ao sudoeste, teve sua classificação transformada de furacão em tempestade tropical com ventos de até 70 km/h. As informações são da Agência EFE.

O Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos prevê que o furacão sofra um enfraquecimento rápido até a sua dissipação, ainda hoje.

Por volta da 1h (horário local, 3h de Brasília), o Katia avançava para o interior do México em direção ao sudoeste e o seu olho estava situado 175 quilômetros ao noroeste de Veracruz e 220 quilômetros ao sudeste de Tampico. Os ventos provocados pelo Katia chegaram a atingir 155 quilômetros por hora.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop