Ministro da Saúde agradece “grande mídia” após tumulto em casamento da filha

17 julho, 2017 às 15:49  |  por Ivan Santos

ricardo barros

O ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), ironizou hoje as manifestações ocorridas na última sexta-feira (14), no Largo da Ordem, durante o casamento de sua filha, a deputada estadual Maria Victória (PP), que terminou em tumulto, com convidados sendo atingidos por ovos, latas de cerveja e outros objetos, e confronto com a polícia. Barros afirmou que a família já sabia da manifestações, e que apesar do tumulto, “tudo ocorreu dentro do previsto”.

“Nós já sabíamos da manifestação, foi convocada via internet. Aliás vários adversários políticos nossos publicaram a chamada. Como toda manifestação convocada por entidades e militâncias de esquerda a polícia comparece para dar segurança aos manifestantes, que foi o que aconteceu. Os manifestantes tiveram sua segurança garantida, nenhum deles foi agredido”, alegou Barros, em entrevista à rádio CBN durante cerimônia de liberação de recursos do ministério.

“Agrediram muito nossos convidados, mas esse é um problema que os convidados é que devem tomar uma atitude. Da parte nossa, da noiva Maria Victória que sonhou fazer ali seu casamento no clube no Palácio Garibaldi, onde ela fez seu aniversário, onde ela fez o lançamento da sua candidatura, onde nós temos uma relação com a comunidade italiana, ela realizou seu sonho, a solenidade na igreja transcorreu com normalidade e a festa também transcorreu com normalidade, tudo absolutamente dentro do previsto”, garantiu o ministro.

Barros deu a entender que o episódio ajudou a carreira política da filha, que foi eleita deputada estadual em 2014, e em 2016, disputou a prefeitura da Capital. “Da nossa parte nós agradecemos a grande mídia que alcançamos com esse casamento na medida em que Maria Victória é uma liderança política aqui na cidade de Curitiba e teve o privilégio de que todos os curitibanos ficassem sabendo que ela se casou aqui na igreja do Rosário, no Palácio Garibaldi e que gosta da cidade, escolheu o Centro histórico de Curitiba, diferentemente de todos os casamentos para poder realizar sua cerimônia”, avaliou ele.

Em nota divulgada no sábado, Barros e família atribuíram as manifestações a preocupação de sindicatos e partidos de esquerda com a pré-candidatura da mulher do ministro e vice-governadora Cida Borghetti (PP) ao governo do Estado para 2018.

1 Comentários

Uma ideia sobre “Ministro da Saúde agradece “grande mídia” após tumulto em casamento da filha

  1. Paulo Cezar de Siqueira

    Será que este ministro teria coragem, se ficar doente ser tratado num hospital público? Se fosse um câncer e precisasse de tratamento quimio ou radioterapico e chegasseva um hospital e verificar que as máquinas não funcionam porque as mesmas estão encaixotadas, pois estruturalmente o prédio não comporta, e fosse dito pra ele voltar ou ir em outro hospital e chegando lá vai ver que está na mesma situação do anterior? Qual seria a sua atitude?
    Mas, sabemos que os nossos impostos o trataria no melhor hospital do país viajando de avião pra cima e para baixo, outrossim ele pode provar que o casamento da sua filha não foi bancado pelo erário público?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>