• 18/08/2018

    Fim de semana de corridas no Jockey da Fazenda Rio Grande

    Fim de semana de corridas no Jockey da Fazenda Rio Grande
    Corridas no Jockey Club da Fazenda Rio Grande hoje e amanhã. (Foto: Site Turfe Ponta Grossa)

    O Jockey Club da Fazenda Rio Grande volta a receber provas neste fim de semana. O GP Romário João Perreto, que será disputado em 500 metros na pista de areia atrai diversos animais do estado com destaque para Raj, que estava inscrito na preparatória para o Clássico Ciro Frare (Listed) e foi retirado para correr esta importante prova. 

    Nove corredores estão inscritos para as eliminatórias na tarde de hoje (18), a partir das 15 horas. Os vencedores farão a grande final amanhã (19), também a partir das 15 horas. Além de Raj, que vem de correr a Copa ABCPCC Velocidade (G3) demonstrando muita velocidade, teremos animais defendendo a farda de mais cinco proprietários. 

    A parelha Princesa Voadora e Pequena Voadora (Stud Persun), Zeni Train e Zargosa Blade (Dilson Prado e Sr. Gustavo), Olaria (Stud Solana), Kravo do Iguassu (Sr. Cleomar), Buck Alada (Stud Mega) e a parelha que conta com Raj e Ótimo Corredor (Arno de Souza, Juarez e Julio Cesar). 

    Considerado um dos melhores hipódromos de cancha reta do Brasil, o Jockey da Fazenda Rio Grande conta com ótima estrutura para receber o público, sendo um programa diferente e interessante para quem nunca assistiu uma corrida de cancha reta. A entrada é gratuita.

    Serviço: 

    Grande Prêmio Romário José Barreto no Jockey Club da Fazenda Rio Grande (Rua Rio Xingú, 765, Pioneiros).

    Provas eliminatórias no dia 18 (hoje) a partir das 15 horas e final amanhã (19) a partir das 15 horas. Entrada franca. 

     

  • 17/08/2018

    Diversos jóqueis do Rio e São Paulo montam no Tarumã na próxima quinta

    Diversos jóqueis do Rio e São Paulo montam no Tarumã na próxima quinta
    Corridas no Jockey Club da Fazenda Rio Grande hoje e amanhã. (Foto: Site Jockey Club do Paraná por Estéfano Lessa)

    Além da estupenda reunião que contará com muitas provas nobres do calendário turfístico paranaense, diversos jóqueis de outras praças virão ao Jockey Club do Paraná para abrilhantar ainda mais as corridas da próxima quinta-feira.

    Teremos a presença dos melhores jóqueis em atividade em Cidade Jardim, como Vagner LealMarcos RibeiroMichel PlatiniRudinick VianaAntonio Mesquita, o líder das estatísticas paulistas Andre Luiz Silva Robson Nunes, que na última reunião do Tarumã venceu três provas.

    Do Rio de Janeiro teremos duas presenças ilustres, os experientes Carlos Giovani Lavor e Antônio Queiroz, que já montaram anteriormente no Tarumã, inclusive vencendo o GP Paraná. Queiroz venceu com  Impardonnable em 2001 e Lavor com Alucard em 2007.

    Nas provas preparatórias os jóqueis de fora do estado assinaram montarias interessantes. A Prova Especial Heitor Valente contará com a presença de Carlos Lavor no dorso de High Chris e Vagner Leal montando Ultra-Rápido, atual campeão do Clássico Governador do Estado (Listed).

    Já na Prova Especial Júlio Cezar Garcez Castellano os paulistas são maioria. Robson Nunes monta Wild Vip, Vagner Leal monta Society Girl, André Luiz Silva estará no dorso de Just Guardi, Cara Salto será montada por Marcos Ribeiro e Go Fish será pilotada por Antonio Mesquita, que venceu o GP Paraná 2017 com No Ar.

    Na preparatória para o GP Paraná Jockey Plaza contaremos com Antônio Queiroz montando No Ar, Carlos Lavor montará First Fighter, a parelha da Coudelaria Batista contará com Vagner Leal e Marcos Ribeiro como pilotos, Question Time receberá a direção de Antônio Mesquita, Galã será montado por Rudinick Viana, André Luis Silva montará Grand Amiga e Tototocosdemalocos experimentará o rigor de Michel Platini.

    Paranaenses:

    Tão importantes quanto os jóqueis de fora, os profissionais que atuam no Tarumã receberam a maioria das montarias. Valmir Rocha volta de suspensão e assinou montaria para seis provas, com destaque para First Amour na Taça Jockey Club do Paraná, Doutorado na Prova Especial Polícia Militar do Estado do Paraná e Céu-Sol-Sul na preparatória das éguas.

    Vicente Souza Paiva assinou montaria para nove dos dez páreos, tendo a chance de ultrapassar Rocha nas estatísticas. Nas principais provas da programação ele monta Justiça Divina Now, Zaza Bela e Blessed Victory. Zeferino Moura Rosa é outro jóquei que atua no Tarumã que montará excelentes animais nas preparatórias: Dalheconquistadora, Liberty Corner, Créemant e El Bacan.

    Sempre destacando os profissionais Marcos Cardoso dos SantosLuan AzevedoSivaldo Pereira dos Santos, Marcos Cardoso dos SantosLeandro da Silva Santos e Adriano Alves dos Santos, que também montam excelentes animais e abrilhantarão muito as corridas no Hipódromo do Tarumã.

    A 504° reunião do Jockey Club do Paraná (Avenida Victor Ferreira do Amaral, 2299, Tarumã) acontece na próxima quinta-feira, dia 23 de agosto a partir das 17 horas, com entrada e estacionamento gratuitos.

    *Fotos: Arquivo Rita Turfe e Site JCPR por Estéfano Lessa.

  • 17/08/2018

    Cidade Jardim: Provas graduadas com campo reduzido

    Cidade Jardim: Provas graduadas com campo reduzido
    Cowboy Purse busca reencontrar a melhor forma (Foto: Site JCSP por Porfírio Meneses)

    O Hipódromo de Cidade Jardim abre suas portas para mais uma reunião no próximo sádado e o programa conta com 10 provas, dentre elas três do calendário clássico: Prova Especial Kigradi, Prova Especial Vicente Romano e Clássico Nelson de Almeida Prado (L)

    Mas o que chama a atenção nestas provas é o campo reduzido de competidores. A Prova Especial Kigrandi, por exemplo, conta com apenas três competidores. Já as provas que homenageiam Vicente Romano e Nelson de Almeida Prado contam com cinco e seis animais, respectivamente. 

    Atrações: 

    Talvez o número reduzido de animais inscritos na Prova Especial Kigrandi se deva a reunião que contará com as provas preparatórias para o GP Paraná Jockey Plaza, que acontecem na próxima quinta-feira (23). Mas o lote reduzido ajuda o apostar no pick 3 inicial. 

    Nevisk conta com suas principais atuações na milha, mas já correu nos 2.000 metros e é um excelente animal na pista de areia. Lo Felipe vem de derrota para Olhar Mágico por pequena diferença e é o grande nome da prova. Já Cowboy Purse, que já esteve em melhor forma, tenta recuperar o bom momento que viveu no ano passado. 

    O vencedor desta prova poderá se credenciar para correr no Hipódromo do Tarumã em setembro, no GP Paraná Jockey Plaza (G3), que oferece uma bolsa de R$ 50.000,00 ao primeiro colocado. O próprio Cowboy Purse correu a prova em 2017 e Lo Felipe tambem pode ser uma agradável surpresa. 

    Na Prova Especial Vicente Romano novamente poderemos ver Best Top, um dos melhores velocistas de São Paulo na atualidade. Sem escolher pista, o defensor da farda do Haras Chello parece ser um dos melhores nomes da prova.

    Pioppo gosta de um pouco mais de distância, uma vez que a variante não ajuda seu estilo de carreira, mas também é um nome de destaque na prova. Up Money, grande velocista tenta a areia novamente, mesmo sua especialidade sendo a grama. Completam o campo da prova Nick Little, Obrigadoamigos e Fred Varanda. 

    Para a última prova graduada da tarde de sabado, o Clássico Nelson de Almeida Prado (L), vale a pena conferir mais uma atuação de Fort Dauphin, que é o retrospecto do páreo. Após duas vitórias na pista e na distãncia, sofreu hemorragia na última e deve se recuperar agora. 

    Cefas do Jaguarete e Homero Strong venceram muito bem em suas últimas atuações. O cavalo do Stud Jaguarete vem de duas vitórias a fio, mas Homero Strng venceu em ótimo tempo e é uma boa poule. Gladiador Basco está há algum tempo sem correr na areia, já Raf será uma surpresa caso vença. 

    As corridas no Hipódromo de Cidade Jardim começam as 13 horas com a Prova Especial Kigrandi. Você pode acompanhar tudo indo ao Jockey Club de São Paulo (quem é da capital paulista) ou acompanhar Roberto Casella e Jair Bala pela TV Jockey (com transmissão também pela TV Turfe). 

    *Fotos Site JCSP  e O Favorito Turfe por Porfirio Meneses.

  • 16/08/2018

    Últimos vencedores do GP Paraná se enfrentam na preparatória

    Últimos vencedores do GP Paraná se enfrentam na preparatória
    No Ar vencendo o GP Paraná 2017. (Foto: Site Falando de Turfe por Karol Loureiro)

    Os últimos vencedores do GP Paraná, principal prova do turfe paranaense se enfrentarão na última preparatória antes de 23 de setembro. First Amour e No Ar, vencedores desta prova em 2016 e 2017 respectivamente, encorpam o campo da Taça Jockey Club do Paraná

    Na distância dos 2.000 metros, a prova conta com diversos animais que já venceram provas graduadas ou clássicas. A parelha Orario Pubblico e Olhar Mágico deve atrair muita atenção dos apostadores, uma vez que estes animais venceram provas graduadas em São Paulo e o segundo venceu a primeira preparatória.

     

    Grand Amiga também possui campanha clássica com exitos, mesmo caso de Firsf Fighter, Crémant, Justiça Divina Now e Tototocosdemalocos. Question Time deu fila na última e contra adversários que estão inscritos nesta prova. O protro Galã novamente tenta algo em enturmação dura, mostrando que seu staff acredita em seus trabalhos.

    Uma prova que mostra o crescimento que o turfe paranaense está tendo, com diversos animais clássicos inscritos. Se o campo da preparatória está assim, imagine em setembro. 

    Foto: Grand Amiga por Estéfano Lessa.

  • 16/08/2018

    Emenda vital para o turfe nas mãos do Deputado Evandro Roman

    Emenda vital para o turfe nas mãos do Deputado Evandro Roman
    Jockey Club do Paraná gera milhares de empregos (Foto: arquivo site JCPR)

    Só em Curitiba o Jockey Club do Paraná - através de sua Vila Hípica e reuniões turfísticas - gera em torno de 750 empregos diretos e mais mil empregos indiretos. Porém, o crescimento desta ativivdade praticada e apoiada nos maiores países do mundo está sob risco no Brasil, após a aprovação de uma MP do Presidente Michel Temer. 

    No dia 12 de junho foi editada a Medida Provisória 841, que retira recursos da Loteria Federal, antes repassados à saúde, cultura, educação, assistência social e esporte para repassar para o Fundo de Segurança Pública. Com isso mais de 514 milhões de reais por ano deixarão de ser aplicados no esporte; 

    Mas o mais maléfico ao turfe foi a alteração da Lei do Turfe, que tirou dos Jockeys Clubes o direito já consagrado de extrair outras modalidades de loterias. A justificativa é que a Caixa Econômica Federal - que fatura enormidades com as loterias - não aceita ter "concorrentes".

    O turfe brasileiro ainda tem esperanças de não ter seus direitos "roubados" através da absurda MP de Temer. Para a defesa da atividade, foi criada uma Comissão Mista do Congresso para a MP 846 com a necessidade que seja aprovada a emenda nº. 10, apresentada pelo Deputado Afonso Motta.

    O Presidente desta comissão é o Deputado Evandro Rogério Roman, paranaense de Cascavel e que se consagrou exatamente no esporte quando atuava como árbitro de futebol. Um dos melhores do Paraná de todos os tempos, diga-se de passagem. 

    Os Jockeys Clubes do Brasil inteiro estão unidos para que esta emenda seja aprovada e que os hípódromos consigam reaver o seu direito de promover apostas com corridas gravadas. Assim os custos não aumentarão, o esporte das rédeas continuará crescendo e gerando empregos tanto dentro do Jockey, com profissionais de diversas áreas quanto fora, nos centros criacionais, casas de apostas e demais estabelecimentos que vivem do turfe. 

    Esperamos com muita ansiedade e esperança que a emenda 10 da Medida Provisória 846 seja aprovada e o direito já adquirido dos Jockeys Clubes sejam respeitados, assim como o crescimento do esporte como um todo. 

    Foto: Site Rita Turfe. 

  • 13/08/2018

    Holy Legal dá "vareio" em Grupo 3 no Uruguai

    Holy Legal dá
    Paranaense venceu por mais de 10 corpos. (Foto: arquivo site JCPR)

    O turfe paranaense e brasileiro foi muito em representado na tarde de ontem (12) no Hipódromo de Maroñas, no Uruguai. Holy Legal, uma fêmea criada e de propriedade do Haras Belmont venceu sua quarta corrida na esfera clássica uruguaia, desta vez no Clásico Rufino T. Dominguez, em 1.200 metros.

    O início da campanha de Holy Legal foi no Brasil, quando além de vencer 5 provas, sendo quatro delas clássica (incluindo um Listed), ainda se colocou em provas de graduação (G3 e G1). Foi enviada para Maroñas onde em nove saídas acumula quatro vitórias, três segundos lugares e um terceiro e um quarto.

    Na prova de ontem ela enfrentou 5 animais, incluindo Supersticiosa, de propriedade do Stud Hulk. Desde a largada a filha de Holy Roman Emperor livrou vantagem de 3 corpos para o restante dos adversários, terminando a variante e entrando a reta com ainda mais diferença para os demais.

    Em estilo de cânter e sem ser exigida em nenhum momento por Héctor Lazo, a pensionatista de Ricardo Colombo foi abrindo cada vez mais vantagem, chegando ao disco com diferença de mais de 10 corpos. Supersticiosa livrou vantagem mínima para a favorita Paleta Quemada e ficou com a dupla, com as brasileiras Zauber Glory e Outra Double completando o placar. 

     

  • 12/08/2018

    Enólogo vence principal prova da Gávea

    Enólogo vence principal prova da Gávea
    Enólogo vence a 4° Etapa da Taça Quati (Foto: Instagram JCB por Sylvio Rondinelli)

    A principal prova de hoje (12) do Hipódromo da Gávea reservou um final muito emocionante. Disputada em 2.800 metros, a Prova Especial Formastérus foi vencida por Enólogo, de criação do Haras Anderson e de propriedade do Stud Sweet Dany.

    Favorito das apostas, o filho de Drosselmeyer assistiu do fundo do pelotão Tallin e Little Secret brigarem pela primeira colocação, seguidos de perto por Matheus Julio, Fala Camarada e Quiron. A ordem das posições não se alterou até o fim da reta oposta, quando Matheus Julio e Quiron forçaram indo para cima do ponteiro. 

    Na entrada da reta Matheus Julio começou a dar carga a Tallin, mas quando conseguiu dominar assistiu Fala Camarada e Enólogo avançarem por fora e passarem com certa facilidade. Dali em diante os dois animais treinados por Ronaldo Lima fizeram uma prova a parte, com Enólogo livrando 1/4 de corpo para o adversário. 

    Foi a quarta vitória clássica de Enólogo, que pilotado por Leandro Henrique assinalou 2'59"36 para os 2.800 metros na grama pesada. Completaram o placar Matheus Julio, Little Secret e Quiron.

  • 12/08/2018

    Fundistas são destaque no Hipódromo da Gávea

    Fundistas são destaque no Hipódromo da Gávea
    Enólogo é o favorito. (Foto: Site JCB por Sylvio Rondinelli)

    Com início as 15h15 devido ao Dia dos Pais, a programação da Gávea tem como principal atração a 4° etapada Taça Quati, que será disputada em 2.800 metros. No campo da prova alguns fundistas de respeito, incluindo o vencedor do GP São Paulo (G1) deste ano.

    Euquemando vem de segundo em 3.600 metros em São Paulo e surge como um dos favoritos. Após disutar o GP Brasil em agosto, o cavalo de criação do Haras Anderson e de propriedade do Haras Chello tem histórico de ótimas atuações na distância. 

    Mas o grande favorito deve ser Enólogo, também de criação do Haras Anderson e de propriedade do Stud Sweet Dani, que vem de vencer o GP ABCPCC - Taça Stud Book Brasileiro (G3). Vencedor de provas graduadas como o GP Doutor Frontin (G2), Enólogo deve ser o animal mais lembrado pelos apostadores.

    Tallin e Quiron são dois nomes que também chamam a atenção nesta prova. O primeiro venceu a 2° Etapa da Taça Quati, em Março. Já o outro vem de correr o GP Brasil e chegar a apenas 7 1/2 de Quarteto de Cordas.

    Pista: Grama pesada somente no 4° Páreo, demais transferidos para areia macia. Penetrômetro: VF:5.8 PR:6.8.

    Forfaits: 2° Páreo - n° 01 Von Miller e n° 06 Ultrassom; 3° Páreo - n° 05 Selo Negro e n° 09 Monmatre; 5° Páreo - n° 02 Zorro e n° 07 Rellevo de Birigui; 6° Páreo - n° 04 Guardian e 07 Forjado a Ouro; 7° Páreo - n° 10 Sunshine Wild e 8° Páreo - n° 02 Orangina, n° 09 Burning in Love e n° 10 Okie Dokie.

    São Paulo:

    O Hipódromo de Cidade Jardim também promoverá corridas na tarde de hoje, com início as 13h45 com prova de caválos árabes. Os PSIs entram na pista a partir das 14h10 e serão sete provas. 

    Pista: Grama Macia com 4 metros de cerca móvel e Areia Macia. Penetrômetro: 5.0.

    Forfait: 5° Páreo n° 07 Velhodotivoli.

    *Foto: Euquemando (Site ABCPCC por Marília Lemos).

  • 12/08/2018

    Dobrada paranaense na Copa Japão de Turfe

    Dobrada paranaense na Copa Japão de Turfe
    Enólogo é o favorito. (Foto: Por Porfírio Meneses para o site do JCSP)

    O turfe paranaense está "impossível" quando falamos em Cidade Jardim. Além de vencer as principais provas da semana passada, esta semana animais paranaenses venceram as duas provas graduadas do sábado em São Paulo, formando a dupla na Copa Japão de Turfe com Pixilim e Hassenah.

    Criada por Roberto Belina e de propriedade do Stud Yellow River, Pixilim venceu de ponta a ponta a principal prova do meeting que homenageou a comunidade nipônica de São Paulo. Apresentada por Eduardo Gosik, Pixilim venceu brilhante carreira.

    Desde a partida a filha de Agnes Gold e Design tomou conta do páreo. Com um ritmo muito bom nos metros iniciais, puxou um trem ligeiro sempre acompanhada de Allez-Piaf, que fez excelente apresentação. Na reta a égua paranaense aparou bem os ataques da égua paulista até que surgiu Rassenah, do Stud A.M.L "arrancando duro pelo lado de fora".

    Mas Pixilim, pilotada eximiamente por Jeane Alves conseguiu resistir ao ataque e livrar pescoço de vantagem. A seguir chegaram Allez -Piaf, Zuzu Bem que "voava" no final e Nogueirinha. O tempo foi de 1'36"728 para os 1.600 metros na pista de grama macia. 

     

     

  • 11/08/2018

    Friends of Gold vence Grupo 3 em bela carreira

    Friends of Gold vence Grupo 3 em bela carreira
    Friends of Gold é treinada no Tarumã. (Foto: Site JCSP por Porfírio Meneses)

    Mais um fim de semana começando e o turfe paranaense brilhando em São Paulo. Em ocasião do Copa Japão de Turfe, a égua Friends of Gold foi à Cidade Jardim e não decepcionou levantando o GP Presidente Roberto Alvfes de Almeida (G3). 

    Corrido em 1.600 metros na pista de areia, a primeira parte da pova foi atípica. Brave Caroline e Sukie Ridgemont fizeram um páreo a parte, livrando cerca de 10 corpos para o restante do pelotão. Na segunda metade da curva a distância diminuiu, com Aninha se aproximando perigosamente. Friends of Gold corria longe na penúltima colocação. 

    Na entrada da reta Brave Caroline foi tirada para o externo da pista, perdendo muito terreno e vendo Aninha dominar a prova. Mas por fora Friends of Gold veio "voando" e em bonita atropelada para vencer a carreira. Na segunda colocação chegou Aigua, que também corria longe do pelotão. 

    Friends of Gold é filha de Vettori (IRE) e Piace Molto (Gilded Time), de criação do Haras Old Friends e de proprietade do Bet Gold Stud. Foi apresentada em excelente forma por A.Menegolo Neto e pilotada por M.Ribeiro. O tempo foi de 1'35´"944 e completaram o placar Aninha, Aristrocática e Brave Caroline.

     

DESTAQUES DOS EDITORES