Turfe

Opinião: De hoje não passa

(Foto: Site JCB por Sylvio Rondinelli)

Nunca fui fã de acordar cedo (na verdade não confio em quem diz gostar - sic), porém o jornalismo sempre me fez sair da cama antes das sete da manhã. Desde a semana passada, devido ao novo Jornal da Cidade, estou tendo que levantar as 5 da manhã, o que já alterou meu metabolismo. 

E hoje, domingo, quando poderia sair da cama mais tarde, me pequei acordado às antes das 5. Entre um sonho que me faz matar as saudades do falecido Seu Nilson, meu pai, e outras preocupações cotidianas, um pensamento me veio a cabeça: "De hoje não passa". 

Isso mesmo, dentre tantas pautas relacionadas a minha vida, está a vitória de número 13 mil de Jorge Antonio Ricardo, um dos maiores baluartes da história do esporte brasileiro. Como poucos, Ricardinho é o maior de todos os tempos, afinal, foi o que mais venceu. Difícil olhar para outras modalidades esportivas e ver um brasileiro com tanto protagonisco. 

Jorge Ricardo é um dos maiores ídolos do esporte argentino, mesmo sendo brasileiro. Recebeu homenagem na França e em outros países após bater o recorde mundial e entrar para o Guinness Book. Semana passada estava sendo entrevistado por um canal australiano, hoje um dos países mais "emergentes" em relação às corridas de cavalo. 

No padoque é nítido ver o brilho nos olhos dos jóqueis quando entram na pista junto à ele. Todos se espelham e sonham em um dia fazer um terço do que o Ricardinho já fez. A admiração é tanta, que dias atrás a joqueta Victoria Mota postou em uma rede social um vídeo dela e Ricardinho emparelhados brigando pela quarta colocação. Enfim, ele é o ídolo de todos os jóqueis do Brasil. 

Como profissional ainda é mais incrível e os números falam por sí. Além disso, fora das pistas ele é o grande exemplo. Único a utilizar a máscara de proteção antes e após os páreos, mostra o caráter de quem sabe que pode e deve dar exemplo à sociedade, uma vez que vivemos uma pandemia. 

Em relação a imprensa, sempre foi extremamente solícito, tratando todos da mesma forma. Inclusive tive o prazer de levá-lo para ajudar a divulgar o Grande Prêmio Paraná do ano passado nas rádios. Postura perfeita, atenciosa e, mesmo em um ambiênte de futebol, foi tratado como o ídolo que é pelas equipes esportivas da Rádio CBN e da Transamérica Sports. 

Mas voltando aos meus pensamentos das 5 da manhã, comecei a lembrar do dia que Ricardinho igualou o recorde mundial com a Jubileia. A expectativa era dele atingir a marca no domingo, inclusive toda a festa estava programada para aquele dia. Porém, a marca só veio na segunda-feira. 

Confesso que ainda me emociono quando ouço a narração de Thiago Guedes - e vou até deixar o replay abaixo - pois o Ricardinho e o Juvenal foram dois grandes ídolos de infância. Lembro também que, ao noticiar o grande feito de Jorge Ricardo na abertura de uma jornada esportiva (acho que era um jogo do Coritiba pelo Campeonato Paranaense de 2018), também me emocionei e tive que chamar o intervalo para poder me recompor. 

E não é para menos tanta emoção. A história de Jorge Ricardo não passa apenas por vitórias e números. Ele se superou diversas vezes para continuar montando, venceu doenças, fraturas, a idade e, hoje, pode novamente voltar a emocionar este fã que ele tem em Curitiba. Só de imaginar o grande momento das 13 mil vitórias os olhos já começam a marejar...

E como diz o título dessa matéria, de hoje não passa. Ele monta em seis dos oito páreos e, após a vitória de ontem com Nova Zelândia, só faltam duas para a sonhada vitória de número 13 mil. 

Ele não monta aquelas chamadas "barbadas", porém tem sim montarias que podem vencer. E uma coincidência pode ser o diferencial: ele monta dois animais do Haras Sweet Carol, o mesmo dono da Jubileia, do inesquecível dia 05 de fevereiro de 2018.

Que Ricardinho vai alcançar o "número mágico" eu não tenho dúvidas. Porém, estou acreditando que será neste dia 20 de setembro que poderemos nos emocionar novamente. E como é bom se emocionar com coisas boas!

*As corridas do Hipódromo da Gávea começam às 14h48min e você pode assistir pelo canal 188 da Net/Claro no Paraná ou pelo YouTube, no canal TV Turfe. 

ASSISTA O PROGRAMA TURFE NA CIDADE DESTE DOMINGO: