• Não se deixa um charuto para amanhã

    É comum ver as pessoas com aquela pontinha de charuto, mas ainda degustando. Alguns usam do polêmico palitinho para ajudar a segurar o puro, outros vão até onde o dedo e os lábios alcançam.

    Fato é que quanto mais para o final, mais quente fica o charuto, mas também mais saboroso. Dividido em três terços o charuto evolui ao longo da degustação, ganha novos sabores e aromas. São muitos os charutos que desejamos que não acabem, e assim, fazemos de tudo para aproveitar cada pedacinho dele.

    Algumas pessoas costumam degustar somente até a anilha, particularmente acho um desperdício. Existem tantas variedades que você vai encontrar uma opção que lhe agrade e caiba no tempo que você tem disponível.

    Imprevistos acontecem e nenhum de nós está livre de ter o seu momento interrompido. Por mais chato que possa ser, o charuto não compreende isso. Não se pode deixar para terminar um charuto amanhã ou no próximo fim de semana. A partir do momento que se queima o puro pela primeira vez o calor começa a tomar conta de todo o corpo do charuto, essa queima não para porque você cortou a ponta com cinza fora. A combustão continua e o sabor, algumas ou muitas horas depois será diferente. Por isso não corte ou esmague o charuto quando o seu momento com ele chegar ao fim. Permita que ele apague sozinho no cinzeiro e se por ventura não puder degusta-lo inteiro tem sempre uma próxima vez.

  • Não se deixa um charuto para amanhã

    É comum ver as pessoas com aquela pontinha de charuto, mas ainda degustando. Alguns usam do polêmico palitinho para ajudar a segurar o puro, outros vão até onde o dedo e os lábios alcançam.

    Fato é que quanto mais para o final, mais quente fica o charuto, mas também mais saboroso. Dividido em três terços o charuto evolui ao longo da degustação, ganha novos sabores e aromas. São muitos os charutos que desejamos que não acabem, e assim, fazemos de tudo para aproveitar cada pedacinho dele.

    Algumas pessoas costumam degustar somente até a anilha, particularmente acho um desperdício. Existem tantas variedades que você vai encontrar uma opção que lhe agrade e caiba no tempo que você tem disponível.

    Imprevistos acontecem e nenhum de nós está livre de ter o seu momento interrompido. Por mais chato que possa ser, o charuto não compreende isso. Não se pode deixar para terminar um charuto amanhã ou no próximo fim de semana. A partir do momento que se queima o puro pela primeira vez o calor começa a tomar conta de todo o corpo do charuto, essa queima não para porque você cortou a ponta com cinza fora. A combustão continua e o sabor, algumas ou muitas horas depois será diferente. Por isso não corte ou esmague o charuto quando o seu momento com ele chegar ao fim. Permita que ele apague sozinho no cinzeiro e se por ventura não puder degusta-lo inteiro tem sempre uma próxima vez.

  • Não se deixa um charuto para amanhã

    Não se deixa um charuto para amanhã

    É comum ver as pessoas com aquela pontinha de charuto, mas ainda degustando. Alguns usam do polêmico palitinho para ajudar a segurar o puro, outros vão até onde o dedo e os lábios alcançam.

    Fato é que quanto mais para o final, mais quente fica o charuto, mas também mais saboroso. Dividido em três terços o charuto evolui ao longo da degustação, ganha novos sabores e aromas. São muitos os charutos que desejamos que não acabem, e assim, fazemos de tudo para aproveitar cada pedacinho dele.

    Algumas pessoas costumam degustar somente até a anilha, particularmente acho um desperdício. Existem tantas variedades que você vai encontrar uma opção que lhe agrade e caiba no tempo que você tem disponível.

    Imprevistos acontecem e nenhum de nós está livre de ter o seu momento interrompido. Por mais chato que possa ser, o charuto não compreende isso. Não se pode deixar para terminar um charuto amanhã ou no próximo fim de semana. A partir do momento que se queima o puro pela primeira vez o calor começa a tomar conta de todo o corpo do charuto, essa queima não para porque você cortou a ponta com cinza fora. A combustão continua e o sabor, algumas ou muitas horas depois será diferente. Por isso não corte ou esmague o charuto quando o seu momento com ele chegar ao fim. Permita que ele apague sozinho no cinzeiro e se por ventura não puder degusta-lo inteiro tem sempre uma próxima vez.

  • Agenda de Ponta a Ponta - Semana de Feriado

    #OPEN DE VINHO COM FONDUE

    Os restaurantes Bávaro e Pezzo Italian se uniram para oferecer essa promoção irresistível para os clientes nas terças e quintas-feiras entre 17h e 22:30h. Localizado na Rua 24 Horas os restaurantes oferecem fondue de queijo acompanhado de tiras de alcatra, frango e pão crocante com parmesão. De sobremesa o fondue de chocolate, acompanha frutas frescas e marshmallow.

                Rua 24 Horas - Rua Visconde de Nácar - sem número.

     

    #50 ANOS RESTAURANTES VICTOR

    O Restaurante Victor completa 50 anos e para comemorar lança um menu degustação. O cardápio especial traz 12 pratos que contam em sabores, aromas, texturas e apresentações a história dos Restaurantes Victor, desde o Bar, na Rua Mateus Leme, até as quatro embarcações em operação hoje. Entre os 12 pratos escolhidos tem o caldinho de peixe, o Camarões de Portugal, a clássica casquinha de siri, a moqueca capixaba e a incrível cheesecake da chef Eva. Tudo isso por R$ 79 por pessoa.

                Bar do Victor - R. Lívio Moreira, 284 - São Lourenço

                Bistrô do Victor - ParkGourmet – ParkShoppingBarigüi

    Praça do Victor - R. Saldanha Marinho, 1650 – Bigorrilho

    Petiscaria do Victor - Av. Manoel Ribas, 6995 - Santa Felicidade

     

    #CHARUTO NO FERIADO

    Para aqueles que não abrem mão de um bom charuto a Bulldog Tabacaria oferece diversas opções de charutos cubanos, nacionais, dominicanos e mais. Além de uma grande variedade de bebidas e drinks. A casa irá abrir normalmente durante o feriado – quinta e sexta-feira das 10h às 20h e sábado das 10h às 18h – e irá transmitir os jogos da Copa América e da Copa do Mundo Feminina

                Bulldog Tabacaria – Rua General Aristides Athayde Jr., 254 – Bigorrilho

     

    #FESTIVAL DA FOCACCIA DE PINHÃO

    Aproveitando um dos sabores mais esperados do inverno, a Figurate Focacceria promove de quinta-feira (20) a domingo (23) o Festival da Focaccia com uma receita inédita: a focaccia de maiale com vinagrete de pinhão, uma criação do chef Henrique Campos. A receita é muito saborosa e inusitada: lombo de maiale, que é a denominação em italiano para carne de porco, assada e desfiada, com queijo colonial, maionese de manjericão, rúcula e o inédito vinagrete de pinhão, com cebola roxa, salsinha, pimentão, pinhão cozido e temperado, que resulta em um prato que é a cara de Curitiba, mas sem descaracterizar a origem italiana da Figurate Focacceria. A focaccia custa R$ 20 e o quentão para deixar a experiência completa custa R$ 8.

    Durante o Festival da Focaccia a Figurate funciona em horário normal. Quinta-feira das 18h às 00h, sexta-feira e sábado, das 18h às 02h, e domingo das 16h às 23h.

    Figurate - Rua Itupava, 1.299

     

    #PIZZA E CINI

    Além de compartilharem as raízes italianas, o Funiculare, restaurante curitibano especializado em pizzas e massas, e a tradicional marca de refrigerantes Cini, apresentam aos clientes uma parceria especial. Na compra de qualquer pizza grande no empreendimento comandado pelo badalado chef Dudu Sperandio, o pedido acompanhará gratuitamente uma garrafa de 2 litros da gasosa mais querida da capital paranaense.  A promoção é válida todos os dias da semana para os pedidos feitos pelo delivery do Funiculare.

                Funiculare - Rua Myltho Anselmo da Silva, 1439 – Mercês

     

    #SUBTROPIKAL

    Um mix de atividades sensoriais, de reflexão e descoberta que convida o público a criar sua própria experiência: isto é Subtropikal. O evento, considerado um dos maiores festivais de criatividade do Brasil, chega em sua 4ª edição em Curitiba com uma programação imperdível entre os dias 03 e 10 de agosto. O evento contará com atividades diárias no belíssimo centro cultural Cine Passeio, além da festa de encerramento na Usina 5. As inscrições para as masterclasses e workshops pagos do Subtropikal podem ser feitas pelo Sympla e os ingressos para a festa de encerramento, que acontece na Usina 5, custam a partir de R$ 45 e estão disponíveis no Eventim. Já as inscrições para as atividades gratuitas devem ser realizadas durante o evento, no Cine Passeio. Para mais informações é só o site do evento.

    Cine Passeio - Rua Riachuelo, 410

    Usina 5  - Rua Constantino Bordignon, 05

     

    #JANTAR KITSUNE FUYU MATSURI

    O chef Andre Pionteke, especialista em cozinha de produto e culinária oriental, vai apresentar o inédito jantar Kitsune Fuyu Matsuri na próxima segunda-feira, dia 24 de junho, na Maniacs Brewing Co, em Curitiba. O menu da noite terá o aperitivo de Tsukemonos (conservas japonesas) acompanhado por tradicionais guiozas de porco. Na sequência, o chef servirá três deliciosas opções de Tonkotsu Lamen que pode ser misso, shoyu ou o apimentado karamisso. E por fim, um delicioso pudim de matchá. A sequência Kitsune será servida a partir das 19h e custará R$ 89 por pessoa. Os ingressos são limitados e já estão disponíveis para compra no site. Além disso, o estabelecimento conta com 18 torneiras de chopp Maniacs e Brooklyn a partir de R$ 8.

                Maniacs Brewing Co -  Av. Munhoz da Rocha, 1049 – Cabral

     

     

  • O melhor lugar para se degustar um puro

    O melhor lugar para se degustar um puro

    O melhor lugar para se degustar um puro
    Imagem do instagram da Indiana Ortez, nicaraguense e responsável por uma linha limitada de charutos e pelo controle de qualidade dos charutos na Agroindustrial Nicaraguense de Tabacos S.A.

    Dizem que para se degustar um charuto e aproveitar ele ao máximo o ambiente tem grande influência. Aqui, me refiro especificamente ao espaço físico. Alguns mais puristas defendem que é preciso degustar o charuto em um espaço fechado, assim a fumaça não se espalha e você aproveita tudo que o charuto tem a oferecer.

    Ao entrar em uma tabacaria já é possível sentir o perfume dos charutos, algo que para quem aprecia já é um presente. Além disso em um espaço especializado temos todo o conforto garantido, como temperatura controlada, sistema de exaustão e serviço de bar. Ou seja é só sentar e aproveitar.

    Agora, para mim, não há nada melhor do que ver o mar e se eu tiver a sorte de uma boa companhia, um charuto e um drink, melhor ainda. Obviamente estar na praia dificilmente inclui todos os itens que uma tabacaria irá oferecer, especialmente a temperatura controlada e a umidade que ajuda a manter o perfume no ar. Em compensação se tem uma vista incrível, o som das ondas e com sorte uma brisa suave tocando a pele.

    Degustar um puro ao ar livre também implica em algumas pequenas dificuldades como o vento que pode apagar o charuto e dificultar na hora de acender, mas também nos permite estar com pessoas que muitas vezes não nos acompanhariam em uma tabacaria (provavelmente por um pré-conceito já estabelecido, mas isso com o tempo vamos mudando) e não se importam quando acendemos um puro em um espaço aberto.

    Como disse, para mim nenhum lugar se compara a beleza de olhar para aquela imensidão azul mas entendo e adoro a magia que existe em uma tabacaria. Tudo que compõe aquele espaço é feito para você não pensar em mais nada e só aproveitar o seu puro. A fumaça azulada toma conta do espaço, o perfume do couro, do tabaco e da madeira se misturam e mesmo quando o charuto está descansando é possível aproveita-lo. Ninguém ao seu lado irá reclamar, nem te questionar. Com um pequeno gesto uma pessoa irá te trazer o drink perfeito para harmonizar e caso queira, um umidor repleto de opções permite que esse bom momento não acabe tão cedo.

    Hoje o meu lugar preferido para degustar depende muito do momento, mas sigo na árdua tarefa de experimentando os dois, quem sabe um dia eu decida!

    E você, prefere degustar em um espaço aberto ou em uma tabacaria? Me conta!

    *Tem alguma dúvida, gostaria de ver algum assunto por aqui? Me manda um email c.cmacedo@hotmail.com

  • Agenda de Ponta a Ponta - Semana dos Namorados

    #PARA OS CASAIS
    Comandando pelo premiado chef Dudu Sperandio, o Ernesto Ristorante preparou um menu exclusivo para os casais curitibanos. O menu custará R$ 185 por pessoa e trará preparos divididos em couvert, amuse bouche, entrada, prato principal e sobremesa. O principal prato da noite será o mignon grelhado com molho de vinho do porto e risoto cremoso de açafrão. Para mais informações www.dudusperandio.com.br.

    Uma opção mais em conta, mas não menos delicosa é O Funiculare. O restaurante especializado na tradicional delícia que ganhou o mundo a partir da Itália, vai oferecer um menu especial por R$ 57 por pessoa, com três etapas: entrada (Carpaccio com rúcula, limão, grana padano, azeite extra virgem e molho da casa acompanhado de fornarina), prato principal (um entre os mais de 30 sabores de pizzas individuais disponíveis no cardápio) e sobremesa (brownie acompanhado de sorvete artesanal de creme e calda de chocolate). As reservas podem ser feitas pelo telefone (41) 3079-5477.

    Para presentear, o espaço cervejeiro mais louco da cidade lançou quatro rótulos personalizados de latinhas para a data com frases de amor cervejeiro. Por R$ 5 mais o valor do chope que vai no interior, é possível adquirir latas de 473 ml com as frases “Nosso namoro vai fermentar de paixão”, “Nosso relacionamento é uma APA, mas poderia evoluir para uma IPA”, “Nosso amor é tão puro como o malte de uma boa cerveja” e “Você é o Lúpulo da minha cerveja”.

    Ernesto Ristorante - Rua Myltho Anselmo da Silva, 1483 – Mercês

    O Funiculare - Rua Myltho Anselmo da Silva, 1438 – Mercês

    Beer Mad – Vila gastronômica Souq (Avenida Iguaçu, 4399)


    #PARA OS SOLTEIROS
    O Hauer Shopping, um dos endereços mais descolados e badalados de Curitiba, vai promover o “Encontro dos Desnamorados” amanhã, quarta 12. Durante o evento, os homens e mulheres interessados em encontrar uma ótima companhia para o Dia dos Namorados irão usar um adesivo verde, mostrando que estão abertos para uma boa paquera. É lógico, tudo isso “harmonizado” com comidas e bebidas para todos os gostos e bolsos.

                    Hauer Shopping R. Cel. Dulcídio, 739 - Batel

    #COPA DO MUNDO FEMININA
    A Copa já começou as mulheres já ganharam o primeiro jogo!
    Quinta a seleção enfrenta a seleção da Austrália as 13h e diversos locais irão transmitir os jogos. O Sirene vai oferecer um combo especial de fish and chips, a Bulldog Tabacaria garante um docinho para aqueles que degustarem um charuto com café nespresso. O Lolla Bar é outra opção, o bar terá uma programação musical especial nos dias de jogos.

                    Sirene Rua Pagu - Rua Alberto Bolliger, nº 120
                    Bulldog Tabacaria - Rua General Aristides Athayde Jr., 254
                    Lolla Bar Backyard Soho - Rua Fernando Simas, 47 - Praça da Espanha



    #CINEMA
    Neste sábado, dia 15 de junho, a partir das 14h30, o Cine Guarani vai promover a estreia de diversos trabalhos de jovens cineastas curitibanos. Fazem parte da sessão gratuita, promovida pelo curso de Cinema do Centro Europeu, cinco filmes de curta-metragem de ficção com temáticas que variam do drama ao sobrenatural.
    “Sozinha” (direção de Vinicius Viana), “Através dos Olhos de Plástico” (direção de Lucas Lage), “O Sabotador” (direção de Duda Daher), “Versus” (direção de Ed Canedo) e “Incumprimento” (direção de Gustavo Piaskoski), são algumas das obras que serão apresentadas.

                    Cine Guarani – Portão Cultural - Avenida República Argentina, 3430

     

  • Girl Power! Vamos juntas, apoiar e incentivar as mulheres!

    Girl Power! Vamos juntas, apoiar e incentivar as mulheres!

    Quando eu era criança fazia dança no contra turno da escola. Lembro que eu e algumas amigas adorávamos jogar futebol e insistíamos para os meninos nos deixarem jogar com eles no recreio e também com a coordenação para abrirem uma turma de futsal feminino. Conseguimos e um tempo depois as nossas manhãs eram preenchidas por sapatilhas e chuteiras.

    Na época não entendíamos muito bem o que significava de fato aquela situação e também não estávamos muito preocupadas. O importante era poder participar.

    Hoje, mais velha e um pouco mais calejada, entendo a importância daquele momento. Todos os dias eu, você e tantas outras mulheres usamos calças, trabalhamos fora e temos conta em banco. Parece muito natural, mas até poucos anos atrás isso seria impensável.

    Todos os dias com pequenas atitudes cotidianas nos posicionamos. Lutamos por um mundo com mais igualdade e respeito e aos poucos ganhamos algumas batalhas! Amanhã começa a Copa do Mundo Feminina e ela será, pela primeira vez, transmitida por canais abertos da televisão brasileira com comentaristas mulheres. Além disso, será a primeira copa onde a seleção feminina terá um uniforme completo exclusivo para disputar a Copa. Isso é motivo para comemorar!

    Amanhã, em homenagem as atletas, a criança que fui e as amigas da época, vou acender um charuto reunir amigas, família e acompanhar a abertura. Assistir todos os jogos que puder e claro, torcer muito pelas meninas que irão representar o Brasil.

    Confesso que ainda não escutei pessoas comentando que seus escritórios irão fechar mais cedo para que todos possam assistir aos jogos, nem vi as ruas pintadas de verde e amarelo, como acontece durante a Copa masculina, mas chegaremos lá. Como eu disse, cada dia uma batalha.

    Proponho que todos que estão lendo reúnam os amigos, torçam e vibrem por Marta, Cristiane, Formiga, Debinha, Bárbara, Beatriz, Andressinha e todo o elenco dessa seleção incrível!

    Vamos juntas, apoiar e incentivar mulheres, estejam elas batalhando no mercado financeiro, em uma quadra esportiva, dentro de casa ou em uma tabacaria!

     

  • Agenda: Festival da Beer Mad, Chocolate Lilás e muito mais

    Agenda de Ponta a Ponta

    Cuore di Cacao apresenta chocolate lilás

    A chocolateria curitibana Cuore di Cacao, comandada pelas irmãs Bibiana e Carolina Schneider, apresenta uma novidade que se destaca tanto pela beleza, quanto pelo sabor: o chocolate naturalmente lilás. 100% artesanal e sustentável, o produto tem em sua composição chocolate branco e farinha de uva fermentada, dando ao doce um sabor delicado e exclusivo no segmento. A novidade foi criada inicialmente para o Clube do Chocolate da Cuore di Cacao, mas com o grande sucesso do lançamento, a marca já está preparando novos microlotes do chocolate lilás. Cada barrinha (50 g) custa R$ 14 e, além da farinha de uva, leva em sua composição nibs de cacau, responsável pela crocância e suavidade no sabor do preparo. A Cuore di Cacao fica na R. Fernando Simas, 347

     

    2ª edição da Bulldog Experience

    A Bulldog Tabacaria apresenta nessa quarta-feira, dia 05, a segunda edição do seu evento de harmonização, dessa vez com o lançamento de um charuto italiano no Brasil.

    Nesta edição o charuto para degustação é o Toscano, fortemente ligado a cultura italiana. O Toscano surgiu em 1815 numa fábrica em Florença, na Itália, quando folhas de tabaco deixadas para secar no sol de verão foram encharcadas por uma forte chuva. A água fez o tabaco fermentar, dando aos charutos um sabor novo e tornando o Toscano um sucesso que hoje é parte da cultura e do estilo de vida italiano.  Nenhum aditivo ou ingrediente é usado em qualquer parte do processo de fermentação.

    A degustação contará com a presença do representante da marca no Brasil e será harmonizada com um Negroni que poderá ser com Gin (receita tradicional), Bourbon ou Cachaça. O evento tem o valor de R$ 30 e tem vagas limitadas.

    Reservas pelo telefone 41. 3029 1299

    Quarta-feira – 05/06 a partir das 19h.

    R. General Aristides Athayde Jr., 254 – Bigorrilho.

     

    Jogo por um TETO

    A segunda edição do “Jogo por um TETO” será realizada no dia 23 de junho, no Estádio Couto Pereira, com toda a renda destinada para o TETO, organização internacional que atua em 19 países da América Latina engajando jovens voluntários em busca de melhorar as condições de moradia em comunidades carentes.

    O evento, que teve sua primeira edição em 2018, contará com a presença de craques do presente e do passado. Pelo Coritiba, Alex voltará ao Couto Pereira para comandar seu time com maestria. No lado do Furacão, o goleador Alex Mineiro, campeão brasileiro de 2001, mostrará que ainda tem “faro de gol”. Já o tricolor será comandado pelo craque Lúcio Flávio.

    Os ingressos custam R$ 15 + 1kg de alimento não perecível e estão disponíveis no site Sympla  Mais informações no site do TETO.

     

    High-five Day da Bastards Brewery

     

    A Bastards Brewery está de aniversário e vai comemorar em grande estilo! Nesse sábado, 08 na Pedreira Paulo Leminsk acontece a festa!

    Serão 5 lançamentos colaborativos, 60 torneiras de cerveja, Bungee Jumping. Além de  shows do Orange Cab, Davi Henn, Duo & Famiglia (tocando num palco surpresa), Lenhadores da Antártida e Machete Bomb.

    Os drinks ficam por conta da presença do We Are Bastards (bar da Bastards Brewery) com os clássicos já servidos no Pub e novidades. Também haverá a presença inédita de um Wine Bar promovido pelo The Oak Wine & Beer e para finalizar o lançamento exclusivo da Russa Loka. Na gastronomia os parceiros já consagrados da fábrica como: God Eats, Sirene Fish ‘n Chips, Choripan, BBQ em Casa. E ainda um espaço para os amantes de charutos nacionais e importador da Bulldog Tabacaria.

    Ingressos disponíveis nos estabelecimentos parceiros e pelo disk ingresso.

    O ingresso tem valor de R$40 e a festa começa às 12h.

    Pedreira Paulo Leminsk - R. João Gava, 970

     

    Festival da Cerveja de Inverno na Beer Mad

     

    Para já entrar no clima cervejeiro hoje e amanhã (4 e 5 de junho) a Beer Mad apresenta o Festival da Cerveja de Inverno com várias opções de chope a R$ 14. A beer sommelier Daiane Santos fez a seleção do taplist, recheado de opções que harmonizam com o frio nos estilos Stout, Scotch Ale, Porter, Red Ale, Strong Golden Ale e Weizenbock. Durante o festival os outros estilos, como IPA, APA e Pilsen também estarão com valor promocional de R$ 14. A casa conta com um taplist cuidadosamente selecionado e ambientação inspirada no universo de Alice no País das Maravilhas, vale a visita!

    Beer Mad – Vila gastronômica Souq (Avenida Iguaçu, 4399)

    Terça e quarta-feira a partir das 17h.

     

    New Yor Café Donut Shop

    New York Café inaugura a sua primeira unidade franqueada, que segue o modelo Donut Shop, com lojas de até 35m², o público vai encontrar um menu delicioso que contará com uma grande variedade de donuts, bagels recheados, cafés especiais e milk-shakes. Os destaque do cardápio ficam por conta do Carrot donut, um donut com massa de cenoura coberta com glaceado de cream cheese e sprinkles e do Bacon Maple Bar, um donut retangular recheado com caramelo e coberto com maple glaze e bacon. Fica no Jockey Plaza Shopping (R. Konrad Adenauer, 370 – Tarumã)

     

     

     

     

  • Há algo em degustar um charuto que parece como uma comemoração

    Há algo em degustar um charuto que parece como uma comemoração

    Adoro o silêncio. Posso passar horas em frente ao computador trabalhando ou então dirigindo e meus pensamentos voam longe, demoro a perceber que nem liguei o rádio, mas em uma tabacaria acho a música essencial. Demi Moore disse que “há algo em degustar um charuto que parece como uma comemoração”, e eu concordo, vamos combinar que não há festa sem música.

    A playlist do dia está diretamente ligada ao meu humor ao acordar. Às vezes eu quero espantar a preguiça e uma música mais animada faz a vez, outras vezes deixo a preguiça dominar.

    Não sei o que se ouve nas festas da Demi Moore, mas por aqui cada festa tem um ritmo diferente. Hoje, por exemplo, é uma manhã fria e chuvosa em Curitiba, muito tradicional para época. Estamos ainda lutando contra aquela preguiça que o clima curitibano nos proporciona e nada melhor que uma música tranquila para começar o dia, e eu adoro essa playlist. Ela pede uma xícara de chá quentinho e com sorte uma amiga ao lado para divagar sobre a vida, em meio a fumaça azulada, criando um cenário digno de filme.

    Por mais que o sol não apareça, não dá pra ficar nessa moleza o dia todo e Aretha Franklin ajuda a dar um ânimo e, para mim, essa música aqui tira qualquer preguiça! Logo me vem a cena do filme “O casamento do meu melhor amigo” e é quase impossível não cantarolar junto. Aliás, não são raras as vezes que percebo não ser a única cantarolando por aqui.

    Adoro deixar o Spotify rodando e descobrir novos artistas. Foi assim que eu me deparei com Gregory Porter, Ben l'Oncle Soul e Leon Bridges por exemplo e me apaixonei! Eles são as estrelas principais dessa playlist que me faz companhia na preguiça e na animação. Gregory Porter já ganhou dois Grammys por Melhor álbum vocal de jazz em 2014 e 2017. Ben l'Oncle Soul é francês e conhecido por alguns por ser a versão masculina (e francesa) de Amy Winehouse e se você não conhece, sugiro olhar o canal dele no You Tube, porque além de ótimas músicas ele também tem um cuidado enorme na produção e direção de arte.  Mas toda essa história começou quando eu escutei essa música aqui do Leon Bridges pela primeira vez – Bet Ain’t Worth the Hand.-

    Eu concordo com a Demi que degustar um charuto é como uma festa e por isso acho a música essencial para completar o ambiente, mas também acho que existe algo um pouco solitário, romântico e até um pouco melancólico nesse momento. Afinal, tão bom quanto estar cercado de amigos é estar em boa companhia mesmo quando sozinho! É encontrar conforto na companhia de uma boa música e um puro, pois na sua festa você é o convidado principal e ela não tem hora para acontecer!

  • Os eventos mais legais de Curitiba nesta semana

    Os eventos mais legais de Curitiba nesta semana

    AGENDA DE 28 DE MAIO A 27 DE JUNHO:

    #DIA MUNDIAL DO HAMBURGUER

    Hoje (28) é o dia mundial do hambúrguer e uma opção é o Shopping Hauer, que conta com já tradicionais operações como o WhataFuck e Big Bear Burger para comemorar esse dia com um delicioso Burger. Além disso, o empreendimento lançou a campanha “Inspire Calor”, que vai arrecadar agasalhos que serão destinados a instituições de caridade da capital paranaense. É só deixar roupas de frio em qualquer uma das operações do Shopping!

    O Shopping Hauer fica na Rua Coronel Dulcídio com a Avenida do Batel, no Bairro Batel. O empreendimento funciona com todas operações de terça a domingo, das 16h às 00h.

    #ARTE E GASTRONOMIA

    A Casa Cor PR começou no último fim de semana e além de conferir tudo sobre arquitetura e decoração nas próximas semanas, será possível saborear preparos incríveis em oficinas gastronômicas exclusivas, com diversos temas especiais, promovidas pelo Centro Europeu, principal escola de gastronomia do Brasil. A programação gastronômica terá início no dia 28 de maio, com uma aula do premiado chef Fábio Mattos, do restaurante contemporâneo Poco Tapas. Ainda terá “Comfort Food”, com o chef Celso Freire (18/06), Patrícia Araújo (27/06) com “Pães veganos e sem glúten” e muito mais. Os cursos acontecem sempre as 19:30h, são gratuitos e a inscrição pode ser feita pelo telefone 3326-6669. A programação completa você pode conferir nos sites do Centro Europeu e da Casa Cor

    A Casa Cor 2019 fica no Ed. Zoller Building Center – Rua Coronel Menna Barreto Monclaro, 423 – Centro.

    #FESTIVAL DE CHARUTOS

    Começa o Primeiro Festival de Charutos de Curitiba. Com preços especiais e opções de charutos Cubanos, Hondurenhos e Nacionais a Bulldog Tabacaria quer desmistificar o charuto e mostrar que esse é um prazer que pode ser degustado por todos. O festival acontece de 29 a 31 de maio, entre 16 e 20h e é válido para a degustação de charutos na casa.

    A Bulldog Tabacaria fica na Rua General Aristides Athayde Jr., 254 – segundo andar. Funciona de segunda a sexta das 10 às 20h, sábado 10 às 18h.

    #CHEF HENRIQUE FOGAÇA NO CÃO VEIO

    O chef Henrique Fogaça vem à Curitiba celebrar o primeiro ano da franquia, Cão Veio por aqui. Fogaça estará na casa a partir das 18h30 para bater um papo, tirar fotos e desfrutar da nova matilha do Cão Curitibano que combina algumas criações autorais com pratos do chef.

    O Cão Véio fica na Rua Alferes Ângelo Sampaio, 1744 - Água Verde.

    #NOVA HAMBURGUERIA

    Para quem não se importar de comemorar o dia do hamburguer uns dias depois e quer conhecer um novo lugar: Smash! Burgers. Recém inaugurado e comandado pelo chef Vitor Bourguignon, a casa promete oferecer produtos com a agilidade de um fast food, mas com receitas equilibradas e alta qualidade.

    Local: Backyard Soho, Rua Fernando Simas, 47. Às quintas (das 18h às 00h), sextas (das 18h às 1h), sábados (das 18h às 2h) e domingos (das 18h às 00).

    #FINAL CHAMPIONS LEAGUE

    A Final de Champions League será transmitida na Bulldog Tabacaria. O jogo acontece às 16h. A casa conta com uma grande seleção de charutos e serviço de bar. Que conta com cervejas artesanais, cafés, whisky, rum e muito mais.

    A Bulldog Tabacaria fica na Rua General Aristides Athayde Jr., 254 – segundo andar. Funciona de segunda a sexta das 10 às 20h, sábado 10 às 18h.

    # 80'S FRIENDS - O ROCK CONECTA

    A 80's FRIENDS é uma grande Celebração à Amizade, o evento foi criado para reunir os amigos em torno da música, mas ano passado já chegou na marca de 1.500 pessoas. São diversos grupos de amigos de Curitiba e região que se reúnem numa noite mágica e musical.

    O evento acontece no dia 8 de junho no Paraná Clube -  Espaço Torres Kennedy: avenida Pres. Kennedy, 2377.

     

    # ROCKING ALL MY DREAMS

    Falando em rock, nesta quinta-feira (30) o Hard Rock Cafe Curitiba recebe o lançamento do livro Rocking All My Dreams, de Paulo Baron, considerado um dos maiores empresários da história do rock e heavy metal da América Latina. O livro que reúne as memórias de Baron nos mais de 30 anos vivendo o mundo do rock e a frente da produtora Top Link Music. Redigido em parceria com o escritor Emerson Anversa, o livro tem dois prefácios, um de Dee Snider, vocalista do Twisted Sister, e de Kiko Loureiro, guitarrista que já atuou no Angra e Megadeth.

    O Hard Rock Cafe Curitiba fica na Rua Buenos Aires, 50 – Batel. Telefone (41) 3091.6060 Mais informações pelas redes sociais https://www.facebook.com/hrcuritiba/ ou https://www.instagram.com/hrccuritiba/

  • Cfé e amor, quentes por favor

    Café e amor, quentes por favor

    Café e amor, quentes por favor

    Pra mim ele é essencial. Passar um dia sem ele não existe. São diversas as opções, mas de alguma maneira ele está sempre presente no nosso dia a dia. Puro, com leite, canela ou chocolate. Logo cedo, depois do almoço ou no meio da tarde. Café é a bebida mais democrática, desconfio dos que não gostam, pois são tantas as variações que é impossível não agradar.

    Eu comecei a tomar café ainda criança, no fim da tarde tinha sempre uma xícara de café com leite quentinha e bolachas para acompanhar na casa da minha avó, mas foi na faculdade que eu posso dizer que ele se tornou essencial. Eram noites e mais noites na casa de amigas fazendo projetos, onde a única pausa era para completar a xícara.

    Café é como uma abraço. Ele nos dá força para encarar o dia, nos ajuda na ressaca, é companheiro em uma tarde fria no trabalho e conforto para um coração partido (nesse caso vale até transformar o café em um drink). Por falar em drink, que me perdoem os amantes do café gelado, mas café tem que ser quente. Segurar aquela caneca quentinha, soltando fumaça já é o início da experiência. Aliás, já dizia Caio Fernando Abreu,"café e amor, quentes por favor".

    Nos últimos anos o mercado do café só cresce e as opções são infinitas, desde o grão, a torra e os métodos de extração. Além de ser companhia para tantos momentos, acho que a bebida também é uma excelente opção para harmonizar com charutos. É simples e delicioso.

    Para aqueles que optarem por degustar em casa e talvez não tenha uma máquina de expresso por exemplo, a minha dica é optar por cafés mais encorpados, assim você garante que o charuto não se sobressaia a ele. A ideia básica para não é errar é equilibrar o corpo do charuto com o da bebida. Uma ótima opção são aquelas cafeteiras Moka que são facilmente encontradas no mercado e preparam um café cremoso, perfeito para um charuto.

    É a melhor maneira de encerrar, ou começar, a semana. Encontrar um lugar confortável, escolher um bom livro e ter a companhia de um puro e uma xícara de café. Tudo já está tão complicado ultimamente que os momentos de prazer e descanso precisam ser mais descomplicados. Então simplifique e aproveite!

    Créditos da imagem: Tereza Ruba

     

  • Agenda De Ponta a Ponta

     

    Palestra "Arquitetura Contemporânea" na Casa Cor Paraná 2019

    Quando e onde: nesta quarta-feira, dia 22 de maio, a partir das 19h30. O local é o Edifício Zoller Building Center - Rua Coronel Menna Barreto Monclaro, 423 – Centro.

    As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo telefone (41) 3026-6669. Mais informações nos sites www.centroeuropeu.com.br e  www.casacor.abril.com.br/mostras/parana.

     

    Impulse PkB

    Quando e onde: 06 de maio a 01 de junho no ParkShoppingBarigüi (Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 – Mossunguê)

    O projeto gratuito traz cinco instalações gráficas, sonoras, sensoriais (e com uma pitada de ilusionismo) para o público aproveitar. Totalmente interativas, quem passear pelo shopping vai poder brincar, tocar, se balançar e, é claro, tirar muitas fotos na mostra.

     

    1ª edição do Arraiá Rock

    Quando e onde: 15 de junho, na Usina 5 (Rua Constantino Bordignon, 5 – Prado Velho), a partir das 15h.

    Preço: os ingressos custam a partir de R$ 60 e estão disponíveis no site www.eventim.com.br/arraiarock.

    O 1º Arraiá Rock é uma realização da Planeta Brasil, Crossroads e Prime. O evento terá como grande atração os shows da banda Blitz, Lobão e ainda Lenhadores da Antártida, Afoostic, Válvula Vapor e Super Saiyajeans (homenagem aos Mamonas Assassinas). Como toda boa festa junina, o Arraiá Rock contará também com brincadeiras de São João, quadrilha, fogueira, comidas e bebidas típicas, além de muita animação.

  • Quer compartilhar comigo o seu drink, bar, evento, cafezinho e outras novidades?

    Quer compartilhar comigo o seu drink, bar, evento, cafezinho e outras novidades?

    Olá, pessoal!

    Hoje o meu post é para ouvir vocês!
    Além de charutos, o que mais vocês gostariam de ver aqui no De Ponta a Ponta?


    Minha ideia é também falar sobre as novidades que rolam na cidade, como os drinks mais legais, os melhores cafés, coisas que andam lado a lado com os charutos.

    Quer compartilhar comigo o seu drink, bar, evento, cafezinho e outras novidades? Manda um e-mail para c.cmacedo@hotmail.com que semanalmente vou fazer um roteiro com o que rola de mais bacana por aí.

    Um beijo, aguardo as novidades!

  • É preciso perceber que nem tudo pode ser vivido com pressa ou medo

    A tecnologia impôs não só um novo estilo, mas um novo ritmo de vida. O “é pra ontem” já é tarde demais. Tudo precisa ser resolvido, de preferência, antes mesmo que se dê conta do problema. Aliás, fugimos de problemas. Seguimos na zona de conforto e não estamos dispostos a consertar ou arrumar algo no trabalho e na vida pessoal.

    É preciso perceber que nem tudo pode ser vivido com pressa ou medo. Esses sentimentos nos fazem perder bons momentos, nos impedem de viver grandes amores e nos deixam exaustos.

    Degustar um charuto é um bom exercício para quem quer ir na contramão dessa maré da alta velocidade. Primeiro, sempre saiba quanto tempo você tem disponível para degustá-lo. É essencial saber isso, uma vez que não é aconselhável cortar o charuto e continuar depois. As folhas terão um sabor mais amargo e picante e o charuto terá perdido muito da sua qualidade se quiser terminá-lo no dia seguinte.

    Ao longo da degustação, será necessário reacender o charuto algumas vezes e também consertar a queima, sempre ajustando para que a cinza evolua de maneira igual em todo o diâmetro do charuto, por isso tenha paciência. É importante entender que existe início, meio e fim, cada parte pode ser completamente diferente da outra, e que tanto os charutos quanto os amores podem nos surpreender, para o bem ou para o mal.

    Pare por um momento, escolha o seu charuto e aprecie cada nota, cada sabor. Perceba a sua evolução e como ele muda em cada terço. Aproveite os livros ou as pessoas que compartilham desse momento com você. Existem excelentes opções dos mais diversos tamanhos, é possível degustar um excelente charuto, inteiro, em menos de 30 minutos.

    Então, por favor, quando se trata de charutos e amores, não tenha medo e aproveite do início ao fim.

  • Mulheres, mães, vamos degustar dos nossos prazeres sem culpa ou vergonha

    Mulheres, mães, vamos degustar dos nossos prazeres sem culpa ou vergonha

    O Dia das Mães se aproxima e as propagandas são esmagadoras! Artigos de moda e beleza são alguns, dos muitos, oferecidos para presentear as mães.

    Como mulher, sei que a maioria irá amar qualquer um desses presentes, mas ultimamente um comentário tem me chamado a atenção. As mulheres estão carentes de tempo. Tempo para fazer o que elas querem. Tempo para aproveitar as amigas, para dar risada, aproveitar os prazeres da vida. Inclusive o prazer de não fazer nada. Mas o problema maior, ao meu ver, é que quando sobra, esse tempo vem cheio de culpa.

    Desde pequenas vemos as nossas mães fazendo mágica na agenda, se desdobrando em várias para dar conta dos filhos, marido, família, trabalho, a casa, amigos e muito mais. A lista é infinita. O problema é que muitas vezes nessa lista o cuidar de si acaba ficando lá no final. Se der tempo, sabe? E às vezes até sobra um tempinho, mas elas já estão tão cansadas que só de passar aquela máscara maravilhosa no cabelo já está bom.

    A verdade é que mães também querem um tempo livre, seja para ir ao spa ou a tabacaria (melhor ainda se der para fazer os dois!). Querem uma tarde de folga para esticar o almoço com as amigas e algumas garrafas de vinho. Querem aproveitar o silêncio da casa para degustar um puro e terminar aquele livro, sem serem julgadas ou se sentirem culpadas por colocarem o prazer delas em primeiro lugar, mesmo que por algumas poucas horas.

    Por isso, nesse domingo pode dar o presente! O café na cama, um almoço especial. Mas em todos os dias vamos dar a elas liberdade de ser e fazer o que desejarem! Ser mãe pode ser a mais linda, mas não é a única 'função' de uma mulher com filhos.

    Mulheres, mães, vamos degustar dos nossos prazeres sem culpa ou vergonha!

    Um brinde à todas as mães que degustam os seus drinks e charutos. Que reservam um tempo para si, sem culpa!

    Feliz Dia das Mães a todas, em especial a minha, que me ensina, me incentiva e me inspira todos os dias!

  • O mercado off Cuba

    O mercado off Cuba

    O mercado off Cuba

    Não é raro encontrar pessoas defendendo os charutos cubanos. Alguns não querem nem saber sobre os demais, acreditam que nenhum apresenta a mesma qualidade.

    A fama do cubano não vem do nada. Além de fazerem parte da história do país, a combinação do clima, solo e sementes utilizadas garantem folhas perfeitas para a produção, que é feita por master blenders e torcedores experientes.

    Com a revolução muitos cubanos saíram da Ilha e levaram com eles não só a expertise como as sementes de tabaco. Eles encontraram climas e solos muito similares na região do Caribe e até no Brasil.

    Muitos anos se passaram, esse mercado cresceu e se especializou. Hoje temos exemplares de excelente qualidade fora da Ilha de Fidel.

    Os puros, como são conhecidos os charutos cubanos, não perderam qualidade e nem a fama, pelo contrário, são sempre muito aclamados pelos apreciadores. Porém pelo preço elevado dos cubanos aqui no Brasil, os charutos off Cuba, como são conhecidos, ganham cada vez mais espaço. Eles chegam com um preço competitivo e alta qualidade.

    São diversas opções que agradam diferentes públicos por itens variados como a intensidade, sabor e valor. Que tal em sua próxima visita a uma tabacaria conhecer um deles?

    Uma boa opção é o Dannemman. A marca é suíça, mas o tabaco e toda a produção é tupiniquim.  A marca se reformulou nos últimos anos e vem apresentando altíssima qualidade. Com produtos sempre de safra reserva, a marca acaba de colocar no mercado o Dannemann Elementum um Gran Corona com folhas envelhecidas mais de 15 anos. A evolução nos três terços é facilmente percebida, mas o sabor intenso é para aqueles que já são experientes na área.

    Na região do Caribe temos Honduras com o Don Blend como representante. Conquistando o mercado brasileiro, a marca apresenta diversas bitolas e blends diferentes. A minha sugestão é o Gran Robusto, um charuto com folhas maturadas de sete a nove anos que garante sabor do início ao fim. Apresenta uma ótima queima e uma cinza de fazer inveja aos puros cubanos.

    Ao lado de Cuba temos a República Dominicana com o Arturo Fuente, uma marca com grande variedade. Para aqueles que ainda estão começando (mas também para os já experientes) a minha indicação é o Arturo Fuente Chateau Fuente.  Esse charuto leva uma das folhas mais caras e procuradas no mundo, a Sungrown. Além disso, são envelhecidos em salas de cedro espanhol resultando em um sabor único e perfeito.

    Agora não tem mais desculpa! Não é preciso abrir mão do tradicional cubano, mas tenho certeza você irá se surpreender ao degustar os off Cuba.

     

  • Encontros e o aprendizado da paciência

    Logo que comecei a frequentar tabacarias percebi que os encontros que ali aconteciam eram especiais. O charuto e o drink escolhidos são normalmente o pontapé inicial para começar uma conversa com a pessoa ao lado. No conforto de um sofá e com uma boa música ao fundo, é como se estivéssemos em casa, o que torna o papo mais leve e despretensioso.

    Já presenciei muitos e também já tive os meus encontros nestes espaços. Já fiz contatos de trabalho, já conheci pessoas que me ensinaram muito sobre história, gastronomia e política. Tive a chance de conhecer homens e mulheres inspiradores e com alguns ainda cultivo uma amizade.

    Como todo bom encontro, a maioria acontece de maneira inesperada. Recentemente perdi meus dois avôs, figuras muito importantes na minha vida e que deixaram uma saudade imensa. Saudade que apertou um pouquinho mais quando vi um senhor entrando na tabacaria.

    Após escolher o seu charuto e whisky ele me chamou em sua mesa e falou: “vim aqui hoje para conversar, mas não consigo acompanhar essa meninada falando ao mesmo tempo”. Dei risada e ele continuou. “Menina, tenho 86 anos, eles podem ser mais velhos aos seus olhos, mas para mim, são meninos”, emendou. O papo continuou e quando me dei conta já estávamos no segundo charuto da noite. Foram algumas horas de muita conversa e aprendizado.

    No fim da noite, ele me agradeceu pela indicação do último charuto, um Arturo Fuente 8-5-8 (Delicioso! Tem uma excelente evolução e não amarga nada, é atualmente a minha marca favorita). Esse senhor me lembrou de algo que meus avôs repetiam continuamente, e que provavelmente o seu também já lhe disse algumas vezes: paciência.

    Meus avôs me diziam para esperar que tudo tem o tempo certo, que é preciso saber aproveitar cada fase e cada momento, seja ele bom ou não. Nesse dia, aprendi muito com esse senhor e colocamos em prática essa paciência ao degustar um charuto. Esse é um ensinamento importante também na arte de se degustar puros. Quando não se deixa o charuto descansar acabamos esquentando ele demais, o que acaba amargando e prejudicando a degustação.

    Então, assim como em tudo na vida, paciência. Aproveite os momentos com calma, aprecie cada aroma, cada sabor e cada encontro!

    Eu sigo, cheia de saudades, mas tentando seguir os conselhos dos meus queridos avôs.

    Ah, e aproveite os encontros, curtos ou longos, eles são sempre especiais, só precisamos ter essa paciência para reconhecê-los.

  • Há quem diga que charuto é para poucos

    Há quem diga que charuto é para poucos.

    A maioria dos que falam isto nunca degustaram um charuto. Não vejo mal nesse comentário, a princípio.

    Logo que comecei a beber vinhos achava que qualquer garrafa estava ok, até porque vinhos bons são caros e só servem para aqueles homens mais velhos que falam sobre suas uvas favoritas, o oposto de mim.

    Ao longo do tempo o vinho não só se tornou mais acessível no preço como também na informação, e é graças ao conhecimento adquirido ao longo do tempo que desmistificamos essa bebida. Hoje, em um almoço de domingo todos falam sobre o assunto. Quando me reúno com amigas, são algumas garrafas que nos acompanham.

    O mesmo está acontecendo com o charuto. Ele vem ganhando espaço no mundo físico e virtual, nesse último, porém ainda sinto certa soberba. Como o vinho, é possível degustar excelentes exemplares nos mais diversos preços.

    Recentemente acompanhei a discussão em um rede social sobre tirar ou não a anilha do charuto (anilha é aquele rótulo, uma espécie de anel em cada puro). Pela minha experiência a anilha pode servir para puxar um assunto, mas nunca vi ser motivo de piada ou discriminação.

    Quando se degusta um charuto pouco importa se o seu foi mais caro que o do seu amigo ou não. É o mesmo sentimento que temos ao reunir amigos para um happy hour. Pouco importa o preço do vinho, podemos falar sobre ele ser bom ou não, mas o que importa mesmo é que ele é a motivação que precisávamos para estarmos juntos e nos divertindo. Acredito que mais em breve do que se imagina, o charuto também fará parte desses momentos, afinal o charuto, assim como o vinho, é para todos!

    A foto é de uma viagem que fiz com minhas primas e passamos alguns dias visitando vinícolas e degustando muito vinho! Quem sabe a próxima não seja sobre charutos?

    A foto é de uma viagem que fiz com minhas primas e passamos alguns dias visitando vinícolas e degustando muito vinho! Quem sabe a próxima não seja sobre charutos?

  • Mulheres e charutos, por que não?

    Quem me conhece sabe que no meu discurso e nas minhas atitudes sou sempre a que defende a igualdade entre homens e mulheres. Estou longe de ser perfeita e volte e meia me pego com algum pensamento contrário a isso. Logo me corrijo e refaço essa ideia. É um exercício de aprendizado diário.

    Na última semana conheci uma mulher, vamos chamá-la de Natália. Natália se dizia apaixonada por charutos, sabia tudo! Conhecia as marcas, histórias e blends, mas Natália não degustava. “Não acho bonito mulher com charuto”, disse. Na hora discordei, falei que não existe isso e a convidei para participar de uma confraria de mulheres.

    Em um dos meus últimos textos disse que charuto para mim é prazer e por isso não degusto na tabacaria, afinal é meu ambiente de trabalho. Será mesmo? Natália me fez questionar tudo isso. No início eu só degustava na frente dos meus pais, evitava fazer mesmo na frente de tias e amigas da família que também degustam. Isso porque mesmo com todo o meu discurso girl power, também tinha vergonha. Tudo bem, aqui cabe uma discussão gigantesca do motivo da minha vergonha, mas vamos deixar essa para outra hora.

    A série “Coisa mais Linda”, da Netflix, com delicadeza e uma trilha sonora deliciosa mostra o quanto nós mulheres lutamos desde sempre para quebrar regras e tabus. O quanto é difícil conquistar o nosso espaço na sociedade e mais que isso, entender isto dentro de nós mesmas. Precisamos perceber que não somos menos que ninguém, que podemos e merecemos tudo o que desejamos.

    Natália provavelmente nem sabe, mas ela me ajudou a quebrar um pequeno tabu dentro de mim. Não se deixem enganar, mulheres! Estamos todas diariamente superando pequenas e grandes batalhas.

    Para celebrar essa pequena conquista, decidi degustar um charuto aqui na tabacaria.  O escolhido foi um Don Blend. Leve e muito saboroso, tanto que só lembrei da foto quase no final. Até a próxima coluna!

     

  • A primeira vez que degustei um charuto

    Toda vez que falo que “sim,  degusto charutos”,  a expressão de surpresa de quem está ao meu redor é certeira. Muitos duvidam,  outros questionam, nunca passa batido.

    “Mas é charuto mesmo? Não é  cigarrilha?”.

    Prefiro acreditar que a maioria questiona porque é difícil me ver degustando ou até mesmo fotos minhas com um charuto são raras. Degustar charutos, para mim, acontece sempre em um momento de tranquilidade e descanso.

    A primeira vez que degustei foi assim e talvez por isso charuto e lazer são sinônimos para mim. Eu estava na praia com os meus  pais e depois de ler muito sobre o assunto, a curiosidade já era grande e decidi que era o momento.

    Escolhi o charuto e com cuidado fiz o corte e acendi. Puxei e só senti gosto de fumaça. Na hora só consegui pensar em tudo o que li sobre aquele puro. Todas as notas de couro, os aromas complexos o retrogosto suave, onde estavam todos esses sabores que eu não sentia? Insisti mais um pouco e comecei a notar um aroma aqui, um sabor diferente ali.

    A verdade é que estudei tanto que achei que ao puxar o charuto a frio já seria capaz de fazer um review digno das maiores revistas de charuto, mas não foi bem assim. A teoria ajuda muito, mas como tudo (ou quase tudo) aprendemos mesmo é na prática e isso é o mais legal!

    A experiência foi ótima, mas melhor do que todas as notas foi finalmente entender o que os entusiastas dessa arte sempre me falavam. O momento em que você degusta um charuto é mágico. É como se o mundo desse uma pausa, nada mais importa. Foram duas horas onde eu só me preocupei em aproveitar o charuto e a companhia dos meus pais.

    A minha escolha foi um charuto cubano, Hoyo de Monterrey Epicure n2, um excelente charuto que hoje, após um bom tempo degustando, já consigo perceber muito do que li na época.


    Se você quiser iniciar nesse mundo procure uma boa tabacaria, busque um  charuto mais rápido e leve que não tem erro. Porém o mais importante: divirta-se ao degustá-lo e tenho certeza que você também vai se apaixonar!

     

Quem faz o blog

DESTAQUES DOS EDITORES