Visitas e manutenção

Em tempo de pandemia de Covid-19, Prefeitura da RMC orienta população sobre cuidados no Finados

(Foto: Carlos Poly/Ascom PMP)

A Prefeitura de Araucária informa que não vai restringir o acesso dos moradores aos dois cemitérios sob sua gestão (Central e o do Jardim Independência) durante o feriado de Finados, apesar do contexto da pandemia de Covid-19. Mas ressalta a importância de que os cuidados de enfrentamento à Covid-19 sejam tomados por todos. O uso de máscara é obrigatório também nos cemitérios e os cuidados com distanciamento entre as pessoas e higiene das mãos serão observados.

Como em outras situações de visita a locais públicos, há recomendação para que seja evitado levar idosos, crianças e outras pessoas com situações apontadas como de risco maior referente a complicações com a Covid-19. Se esses públicos fizerem questão da visita, a orientação é para que seja escolhido um período do dia 02 de novembro de menor movimento ou até mesmo um outro dia.

Vale lembrar que Araucária terá um ‘feriadão’ neste ano. Na sexta (30) é feriado municipal pelo dia da padroeira e na segunda (02) é feriado nacional de Finados. Os dois cemitérios citados estarão abertos das 8h às 17h nos dias 30, 31/10 e 01/11 e das 7h30 às 18 horas no dia 02/11. Dessa forma, há opções de dias e horários para as visitas e, assim, evitar aglomerações. A recomendação é que a visita ao cemitério seja breve, individual (ou em poucas pessoas da família) e sempre evitando o contato próximo com outras pessoas que estiverem no local.

Ao contrário de outros anos, neste, por causa da pandemia de Covid-19, não haverá a tradicional Feira de Finados, que costuma ocorrer próximo aos cemitérios. Os serviços de ambulantes também não estão autorizados e haverá fiscalização. Outra diferença em relação a anos anteriores é que não está autorizada qualquer celebração religiosa nos cemitérios. As diferentes denominações religiosas podem realizar suas cerimônias em seus próprios templos/igrejas, seguindo os protocolos de cuidados já autorizados pelas autoridades de saúde e também fazer uso da internet para a celebração chegar a mais pessoas.