Plantão de polícia

Noticiário policial produzido pela equipe do Portal Bem Paraná

Assine e navegue sem anúncios [+]
Crime em família

Polícia prende irmãos suspeitos de homicídio e tráfico de drogas em Curitiba

A Polícia Civil prendeu, na quarta-feira (04), os irmãos, Adriano e Mateus Vilela de Santana, conhecidos como “Zóio” e “Zóinho”, de 26 e 30 anos, suspeitos de envolvimento na morte de Marcelo Lacerda, 34 anos, e da tentativa de homicídio contra outro homem, de 39 anos. Os crimes aconteceram em 9 de agosto desse ano, no bairro Cidade Industrial de Curitiba. Outro jovem, de 23 anos, suspeito de ser o autor dos disparos é considerado foragido.

Durante as prisões foram cumpridos três mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados. Lá foram apreendidas 100 gramas de maconha, 40 gramas de cocaína em pasta, e mais 400 cápsulas de cocaína.

Monitoramento - No início das investigações, a Polícia possuía apenas algumas imagens de câmeras de monitoramento da região e o relato da mãe de Lacerda. Segundo narrado por ela, a vítima estava conversando na rua com amigos, quando um indivíduo se aproximou com uma moto de cor escura, usando capacete, desceu e efetuou disparos de revólver contra ele e o outra vítima, que sobreviveu. Lacerda chegou a ser conduzido pelos amigos para uma Unidade de Pronto Atendimento (Upa) da Vila Barigui, mas não resistiu.

No curso das investigações descobriu-se que o autor dos disparos seria Mayron Antônio Meps Malaquias, de 23 anos, a mando de “Zóio” e “Zoinho”. A motivação do crime seria foi uma dívida de drogas que a vítima não conseguiu pagar aos irmãos traficantes. Além da prisão pela suspeita dos homicídios, os irmãos autuados, em flagrante, por tráfico de entorpecentes.

Malaquias não foi localizado e já é considerado foragido da Justiça. Os irmãos contam com passagens policiais e continuam presos à disposição.

Quem faz o blog

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK