Eleições 2020

Fruet 'detona' Greca por 'repasse milionário aos empresários do transporte'

Fruet: "Amargurado não está o coração dele e sim dos usuários do transporte coletivo e das famílias que perderam entes para a covid"
Fruet: "Amargurado não está o coração dele e sim dos usuários do transporte coletivo e das famílias que perderam entes para a covid" (Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados)

O deputado federal e pré-candidato à prefeitura de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) "detonou" a entrevista do prefeito Rafael Greca (DEM) à rádio Jovem Pan, hoje. Nas redes sociais, Fruet chamou de "impressionante, mesmo pra ele, a cara de pau do atual prefeito na entrevista".

"O prefeito da maçaneta, das viagens com comitivas, das obras de artes em suas casas semelhantes às do acervo da prefeitura, da defesa dos donos e não dos usuários do transporte coletivo, só se esquivou das perguntas. Responsabilizou as universidades pelo fechamento do comércio na pandemia. Responsabilizou os pais pelo fechamento das escolas particulares", escreveu o parlamentar. 

"Defendeu o repasse milionário aos empresários do transporte. Subsídios de R$ 500 milhões em 4 anos", disse Fruet, sobre a proposta de socorro de mais R$ 120 milhões às empresas de ônibus proposto por Greca até o final do ano. 

"Amargurado não está o coração dele e sim dos usuários do transporte coletivo e das famílias que perderam entes para a covid. Defendeu o fechamento de 37 unidades de saúde em plena pandemia. O que ele tem é lágrima de crocodilo", ironizou Fruet. "Afirmou que a Linha Verde não é de sua responsabilidade. Mentiu descaradamente ao afirmar que os deputados federais não fizeram nada por Curitiba. Aprovamos todos os repasses para ajuda aos Estados e Municípios. A capital do Paraná foi aquinhoada com cerca de R$ 600 milhões para enfrentar a pandemia. E, por fim, fugiu da pergunta sobre o fato de manter na administração terceirizada da UPA CIC as mesmas empresas denunciadas no mega esquema de desvios da saúde no Rio de Janeiro", apontou o deputado