Minirreforma

Governador Ratinho Junior nomeia dois novos secretários

(Foto: Franklin de Freitas)

O governador Ratinho Jr (PSD) nomeou dois novos secretários de Estado nesta quinta (31). Everton Luiz da Costa, que era presidente do Instituto Água e Terra, assume a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável do Turismo no lugar de Márcio Nunes (PSD). Elisandro Pires Frigo assume a Secretaria Administração e Previdência no lugar de Marcel Micheletto (PSD). Ele era diretor geral da mesma pasta. As nomeações foram publicadas no Diário Oficial.

Nesta sexta (1), Ratinho Jr anunciará os substitutos de Ney Leprevost (PSD) na Secretaria da Justiça, Família, Beto Preto (PSD) na Saúde e Sandro Alex (PSD), na Infraestrutura e Logística. Leprevost e Alex voltam à Câmara Federal. O primeiro deve disputar uma vaga na Assembleia Legislativa, e o segundo, tentar a reeleição para deputado federal. Micheleto, e Márcio Nunes voltam à Assembleia também como pré-candidatos à reeleição. Já Beto Preto – que ganhou notoriedade estadual ao atuar no combate à pandemia da Covid-19 – sonha com uma pré-candidatura ao Senado, mas deve sair mesmo para deputado federal.

A tendência é que o governador nomeie um deputado estadual de sua coligação para uma das secretarias, como forma de manter no cargo o líder do governo na Assembleia, Hussein Bakri (PSD), hoje suplente de Nunes. Ele também deve nomear um nome do MDB do Paraná para um cargo, já que o partido aderiu à pré-candidatura à reeleição de Ratinho Jr, depois que o ex-governador e pré-candidato de oposição, Roberto Requião, hoje no PT, deixou o MDB.

Com o término do prazo para a desincompatibilização, determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), aos ocupantes de alguns tipos de cargos públicos e que pretendem concorrer nas próximas eleições, deputados licenciados que cumprem função de secretários de Estado deverão retornar a seus mandatos na Assembleia Legislativa do Paraná na próxima semana. Assim, em tese, dois parlamentares que lideraram a bancada de apoio ao Governo do Estado voltarão à suplência. São eles o líder da situação, deputado Hussein Bakri (PSD) e o vice-líder, deputado Gugu Bueno (PSD). Eles ocuparam as vacâncias abertas pela ida ao secretariado dos deputados Márcio Nunes (PSD) e Marcel Micheleto (PL).

O prazo final para descompatibilização é amanhã, mas tanto Bakri quanto Bueno usaram as tribunas na sessão plenária da quarta-feira (30), a última de que participaram nesta legislatura, para agradecer por liderar a bancada governista no Legislativo. Para o deputado Hussein Bakri, o período foi de debates intensos, porém com cordialidade e respeito à Oposição. “Tivemos todos os projetos do Governo aprovados, embates difíceis, mas vencemos. Propostas nem sempre populares, mas necessárias para o Paraná ter hoje suas contas equilibradas e em dia. Ressalto o apoio que tive de meus colegas e especialmente da Mesa Executiva, com quem sempre trabalhamos em conjunto”, afirmou. Já para o deputado Gugu Bueno, que ocupou uma cadeira no Legislativo por quase dois anos, o período foi especialmente desafiador por causa da pandemia. “Essa casa teve um papel fundamental no enfrentamento. Ao lado do Governo do Estado trabalhamos para que o Paraná não parasse, cuidasse de seus doentes, mas tivesse força para a retomada econômica”, disse.