Desvios

MP cumpre mandados de busca e apreensão contra vereador de Palmas acusado de 'rachadinha'

O Ministério Público do Paraná, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Palmas, no Centro-Sul do estado, deflagrou na manhã de ontem, a Operação Rachadinha, que apura o possível envolvimento de um vereador do município na prática de crimes de peculato e concussão. Com o apoio da Polícia Militar, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão na Câmara Municipal de Palmas e nas residências do vereador investigado e de uma ex-assessora parlamentar. As ordens judiciais foram expedidas pela Vara Criminal da Comarca de Palmas.

De acordo com a investigação do Ministério Público, em 2018, o vereador e sua esposa - que não tiveram os nomes divulgados - teriam desviado parte do valor da remuneração da assessora parlamentar, que teve sua nomeação e manutenção no cargo em comissão condicionadas ao repasse mensal de parte do salário que recebia.

Se comprovados, os fatos podem configurar os crimes de peculato ou de concussão, ambos com pena de reclusão de dois a doze anos, além de multa.