Repúdio

MP do Paraná condena ataques ao Supremo e às instituições democráticas

O Ministério Público do Paraná (MP/PR) divulgou nota em que condena os ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) e em defesa das instituições democráticas. Apesar de não citar nomes, a nota é evidentemente motivada pelo episódio envolvendo o deputado federal bolsonarista Daniel Silveira (PSL/RJ), preso na terça-feira após divulgar vídeo em que defende a destituição dos ministros do STF, e afirma ter sonhado em vê-los "levando uma surra". 

Na nota, o MP manifesta "repúdio" aos ao que chama de "recente e grotesco episódio envolvendo despropositados ataques a instituições democráticas justamente por quem mais deveria protegê-las". Segundo o órgão, o Supremo "deve ser firmemente defendido das fantasias autoritárias de poucos que ainda desejam, no esboço de rascunhos de retrocessos, macular um voluminoso romance que já se tem por acabado". De acordo com o texto, "impõe-se, assim, o veemente repúdio ao preocupante conteúdo de discursos de desconstrução da democracia, absolutamente inapropriados, em especial nesta quadra de nossa história".