Política em Debate

Publicidade
Pandemia

Ratinho Jr marca reunião com chefes do TJPR, Alep, TCE e MPPR para discutir novas medidas de restrição

(Foto: Rodrigo Felix Leal)

Antes de anunciar as novas medidas de restrições para conter o avanço da pandemia de Covid-19 no Paraná, o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, convocou uma reunião online com os chefes dos poderes Judicário, Legislativo, do Tribunal de Contas e do Ministério Público do Paraná (MPPR) para as 9h30 desta terça (30). Ele vai se reunir com o presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira. presidente da Assembleia Legislativa (Alep), Ademar Traiano, o procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia e o presidente do Tribunal de Contas do Paraná (TCE),  Nestor Baptista.

Segundo fontes consultadas pelo Bem Paraná, as novas medidas restritivas, que "se aproximam do lockdown" são para as macrorregiões Leste e Oeste do Estado, que englobam Curitiba e Região, Campos Gerais e a Região Oeste do Paraná. As duas macrorregiões são as que registram os maiores índices de ocupação de leitos de UTI e enfermarias tanto nos leitos exclusivos para Covid-19, quanto nos leitos gerais para o SUS. Além da sobrecarga visível no hospitais, a preocupação das autoridades de saúde do Estado é que a curva do novo coronavírus não dá sinais de redução e os índices de isolamento também não melhoraram com as últimas medidas de restrição.

Pressão do MPPR- O juiz substituto da 4ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Eduardo Lourenço Bana, concedeu três dias de prazo para o governo do Paraná, réu no processo, se manifestar sobre a petição protocolada nesta segunda (29) pelo Ministério Público do Paraná (MPPR) pedindo a invalidação dos decretos que autorizaram o funcionamento das atividades comerciais não essenciais durante o periodo de emergência por conta da pandemia de Covid-19. A ação ainda pede que, em função do agravamento do quadro de contaminação e do número de mortes decorrentes da Covid-19, o Estado do Paraná adote medidas restritivas compatíveis com a gravidade do atual cenário, entre elas o lockdown, sobretudo nas regiões que apresentam quadros mais preocupantes, como Curitiba, Litoral, Campos Gerais e municípios da Região Oeste do Paraná.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES