• Evento acontece nos dias 7 e 8 de dezembro no litoral

    Nhundiaquara Jazz Festival 2019 em Morretes

    Nhundiaquara Jazz Festival 2019 em Morretes

    Redação com Assessoria de Imprensa


    Nos dias 7 e 8 de dezembro, o setor histórico de Morretes, no litoral, recebe a 3ª edição do Nhundiaquara Jazz Festival. Um dos maiores encontros de música instrumental do Paraná.

    O evento reúne nomes do jazz nacional e de alguns representantes da nova geração de compositores paranaenses. As atrações serão gratuitas, às margens do Rio Nhundiaquara, no ambiente cercado de trilhas, montanhas e cachoeiras - há 80 quilômetros de Curitiba.

    O cenário da histórica cidade litorânea contará com dois palcos ao ar livre que terão desde o jazz contemporâneo autoral, passando pelo samba jazz, bebop, dixieland, latin jazz até a world music com sotaque caipira.

    Um dos destaques desta edição é o show Jazz Flamenco, do violonista curitibano Murillo Da Rós que divide o palco com o pianista e maestro Gilson Peranzzetta. Compositores de matizes diferentes, eles transitam entre a música brasileira e internacional repletas de surpresas harmônicas. O encontro ainda contará com as participações especiais do Glauco Sölter (baixo), Luciano Madalozzo (percussão) e Íris Knopfholz (violino).

    Uma homenagem a Wayne Shorter, lenda viva do Jazz, será feita por Hélinho Brandão Quinteto. A apresentação reprisa a formação preferida do Wayne, com músicos que se identificam com a sua estética.

    Na programação também está confirmado o grupo Doutor Cipó e Jorginho do Trompete, tocando música instrumental brasileira, milongas e tangos. Outro show nacional é do músico Derico Sciotti que traz um repertório regado a samba jazz e aproveita o momento para lançar um novo disco: Um a zero.

    Ana Decker, Alegre Corrêa e Antônio Porto se reúnem para homenagear o cancioneiro brasileiro, com repertório que simboliza as grandes festas populares ligadas às culturas caipira e caiçara, além de temas de grandes compositores contemporâneos.

    A direção artística do Nhundiaquara Jazz Festival 2019 é comandada pelo produtor cultural Luiz Alceu Beltrão, ex - proprietário do Hermes Bar, local em Curitiba que foi um expoente na produção das múltiplas culturas musicais.

    A 3ª edição do Festival vai ampliar o chamado parque de sonoridades. Dessa comunhão de influências surgirão encontros de compositores paranaenses, com notáveis de São Paulo, Rio de Janeiro, Floripa e Porto Alegre. Será outra oportunidade para o público reconhecer que a partir das raízes afro-europeias nossa música instrumental ganhou fama e tornou-se referência no mundo inteiro”, explica Alceu.

    Ao todo, 66 músicos participam do evento. As apresentações gratuitas serão em dois locais: Palco do Largo e Palco do Coreto, ambos no Centro Histórico de Morretes. Os shows acontecem sábado (7) e domingo (8) entre as 13h às 20 horas.

    Além da programação musical serão realizadas ações socioeducativas para as crianças com oficinas de música e concurso cultural. Haverá feira gastronômica, artesanato local, produtos típicos da região litorânea e a uma loja com peças exclusivas do festival: canecas, bonés, camisetas e outros.

    Nas edições anteriores o Nhundiaquara Jazz Festival reuniu mais de 20 mil pessoas. A cidade onde acontece o evento é uma das mais turísticas do litoral paranaense e conta com ampla rede de pousadas, hotéis, restaurantes e trilhas.

    Confira a programação completa e detalhes na página do festival.

    https://www.facebook.com/NJazzFestivalOficial/

  • Banda se apresentou com ex-baterista do Dream Theater

    Com Mike Portnoy em Curitiba, Noturnall afirma que lançará muito material novo

    Com Mike Portnoy em Curitiba, Noturnall afirma que lançará muito material novo

    Com a participação especial de Mike Portnoy, ex-baterista do Dream Theater, e do ex-vocalista do Angra, Edu Falaschi, a Noturnall se apresentou em Curitiba no último 14 de novembro no penúltimo show da Redemption Tour. Na ocasião, clássicos do Dream Theater foram expostos.

    De acordo com o vocalista Thiago Bianchi o “penúltimo show da Redemption Tour foi mais um capítulo perfeito de um sonho”, chamando o público de Curitiba de “galera ensandecida”.

    Antes de subir ao palco, a banda chegou a revelar que todos os shows estão sendo gravados e filmados e farão parte de um DVD. “Pretendemos usar um pouco de cada show em cada cidade. De alguma forma estará no material final”.

    Segundo Bianchi, o set list foi programado para priorizar a participação de Mike Portnoy no projeto. “As músicas foram escolhidas por mim em cima da minha história com o Portnoy. Músicas que sonhei em cantar a minha vida inteira. Em vê-lo tocando do meu lado. Músicas que mudaram a minha vida. Fizeram-me querer ser músico. ‘Under A Glass Moon’ e ‘Take The Time’. Portnoy está se divertindo muito. Ficou feliz porque são músicas que o marcaram muito. Tá muito divertido. É uma pena que a turnê está acabando. Pois é um verdadeiro passeio no parque”.

    Mesmo com a gravação de três CD’s de estúdio e DVD e a passagem de diversos músicos experientes do heavy metal nacional e internacional na banda, o cantor Thiago Bianchi argumenta que o Noturnall se sente maduro nesta nova fase. “Parece que é demagogia, mas não é. A Noturnall aconteceu agora. É a primeira vez que me sinto à vontade no palco. Ninguém precisa olhar para ninguém para saber a parte seguinte. Todo mundo está tocando com 100 por cento de entrosamento”.

    Com vários projetos e formação sólida, a banda pretende lançar muito material nos próximos meses. “A excursão com o Disturbed na Rússia se transformou em um DVD. Temos um DVD do Rock in Rio que estamos preparando para soltar. Tem nosso disco novo. Esta turnê que vai se transformar em DVD. Todos os shows estão sendo gravados. Mais um DVD que faremos no segundo semestre junto com uma grande banda que por enquanto não podemos revelar. Temos uma boa programação de trabalhos ao vivo para mostrar como a banda é ao vivo, sem overdubs”, afirmou.

    Mais informações no www.sinnersrockbeer.com.br

     

     

  • Banda mexicana se apresenta no Jokers

    Brujeria em Curitiba neste feriadão

    Brujeria em Curitiba neste feriadão

    Uma das maiores bandas de death/grindcore do mundo está de volta a Curitiba dia 15/11/2019 (feriadão), no Jokers.
    A abertura fica por conta das bandas curitibanas: Necrotério, Jailor e Choke.

    De origem mexicana, a banda já contou ou conta com integrantes de várias grandes bandas como Faith No More, Fear Factory, Carcass e Napalm Death.

    INGRESSOS LIMITADOS:

    (1° Lote)
    Meia: R$ 90,00 (1° Lote)
    Promocional: R$ 95,00*

    (2° Lote)
    Meia: R$ 110,00 (1° Lote)
    Promocional: R$ 120,00*

    *Promocional, mediante doação de 1kg de alimento não perecível no dia do evento.

    Em breve mais informações sobre pontos de venda físicos e on line.

  • Apresentação vai celebrar 50 anos de trajetória da banda

    Ex-integrantes do Jethro Tull confirmam Curitiba em 2020

    Ex-integrantes do Jethro Tull confirmam Curitiba em 2020

    Apresentação vai celebrar 50 anos de trajetória da banda

    Alguns integrantes da formação clássica do Jethro Tull estarão em Curitiba em março de 2020 para celebrar o meio século de existência da banda. Capitaneado pelo guitarrista Martin Barre (integrante que mais tocou na banda depois do líder Ian Anderson), o projeto contará também com o baterista Barriemore Barlow, que esteve na banda na década de 1970 e gravou o clássico “Thick As A Brick” e com Adam Wakeman (filho de Rick Wakeman), com passagens na carreira solo de Ozzy Osbourne e Black Sabbath.

    Em Curitiba, a apresentação será no dia 06 de março no Tork ‘N’ Roll. Ao lado dos clássicos da banda britânica, o show contará com um espetáculo multimídia com projeções, imagens raras e oito músicos no palco – com duas baterias.

    Ao lado dos músicos já citados, o “Martin Barre Celebrates 50 Years Of Jethro Tull” contará ainda com Dan Crisp nos vocais, Alan Thomson no baixo, Darby Todd na bateria, e Becca Langsford e Alex Hart nos vocais, percussão e violão.

    Vale mencionar que o projeto é independente do cantor e compositor Ian Anderson, que tem a sua própria versão do Jethro Tull.

    Mais informações no www.sinnersrockbeer.com.br

  • Banda foi um dos destaques do palco Sunset no Rock in Rio

    Claustrofobia se apresenta no Hangar Bar

    Claustrofobia se apresenta no Hangar Bar

    Da Redação com Assessoria

    O Claustrofobia foi um dos grandes destaques do palco Sunset no Rock in Rio, um dos maiores festivais do mundo. A banda tocou no ‘dia do Metal’ e ao lado dos gigantes Slayer, Anthrax e Iron Maiden. Seguindo com sua atual turnê, Cachorro Loko Tour, o trio paulista, com 25 anos de carreira, chega a Curitiba dia 08 de novembro, sexta-feira, para apresentação únicaTrio paulista  no Hangar – A Casa do Ócio.

    A abertura fica por conta das bandas locais Atrocitus, Chubasa e Exylle.

    A banda

    O Claustrofobia é uma banda de Thrash Metal paulista, formada em meados dos anos 90. Nesses 25 o trio transitou por diversas culturas, fazendo incontáveis shows pelo Brasil, além de turnês pela Europa, passando por países como Alemanha, Holanda, Bélgica, França, Itália, Polônia, Eslovênia, Espanha e Russia, e também Estados Unidos, onde a banda fez turnê neste ano.

    Sempre fiel às suas raízes e sobrevivendo a todas as tendências musicais e tecnológicas, o grupo trilhou seu caminho criando um estilo próprio.

    Workshop

    No período da tarde, no mesmo dia, o grupo fará uma palestra nas dependências do Hangar, em papo que versará sobre o mercado musical e carreira.

    A entrada custa apenas R$ 20, e o workshop começa às 18h30. Caso bandas compareçam com todos os seus integrantes, cada um pagará apenas R$ 10. É uma ótima oportunidade para músicos, pessoas do meio cultural e até mesmo para o grande público ter uma visão mais ampla de todo o cenário de uma banda, seus desafios e adversidades. Há promoções via redes sociais da casa.

    Ingressos

    Os ingressos para o show custam R$ 35, podendo ser parcelados em até 6x no cartão nas compras online, via Sympla.

    À tarde a banda realiza um workshop no mesmo local, com ingressos a R$ 10 e R$ 20.


    SERVIÇO

     

    Data: 08 de novembro de 2019 (sexta-feira)

    Local: Hangar – A Casa do Ócio

    Endereço: Al. Dr. Muricy, 1091 – Largo da Ordem

    Horário: a partir das 21h

    Classificação etária: 18 anos (menores apenas com pai ou responsável)

    Ingressos: R$ 35

    Venda online: https://www.sympla.com.br/show-claustrofobia__661675

    Evento: https://www.facebook.com/events/502605773626478

  • Data foi anunciada no cruzeiro da banda

    Kiss confirma show em Curitiba em 2020. Veja a data!

    Kiss confirma show em Curitiba em 2020. Veja a data!

    O Kiss anunciou sua agenda de shows no Brasil, que será cumprida em 2020. Entre as datas confirmadas no país estão Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Uberlândia.

    A notícia foi dada pela banda norte-americana no Kiss Kruise (cruzeiro da banda).

    12/05/2020 - Porto Alegre
    14/05/2020 - Curitiba
    16/05/2020 - São Paulo
    19/05/2020 - Uberlândia

    Vale mencionar que o local de Curitiba ainda não foi anunciado.

    Segundo a banda, a turnê "End Of The Road" será a de despedida.

    Mais informações no www.sinnersrockbeer.com.br

  • Show no Tork N Roll atraiu mais de 2 mil pessoas

    Com novo vocalista, Nazareth abre turnê brasileira em Curitiba

    Com novo vocalista, Nazareth abre turnê brasileira em Curitiba

    Com um repertório sólido formado por uma maioria de canções da década de 1970, algumas dos anos 80 e três do novo álbum “Tattooed On My Brain”, o Nazareth tocou em Curitiba, no Tork ‘N’ Roll, para aproximadamente 2 mil e 400 pessoas nesta quinta-feira (31 de outubro).

    Com alguns fantasiados em clima de Halloween no show, a banda escocesa apresentou o novo vocalista Carl Sentance, substituto de Linton Osbourne, que não chegou a esquentar a cadeira do lendário cantor Dan McCafferty, aposentado do Nazareth em 2013 devido aos problemas de saúde.

    Não é tarefa fácil substituir o carismático Dan McCafferty, após mais de 40 anos de serviços prestados ao hard rock escocês. Porém, pelo show que apresentou em Curitiba, Carl Sentance demonstra que com identidade própria é possível assumir o microfone do clássico grupo europeu. Ele demonstrou bem mais habilidade que Linton Osborne.

    “O melhor de Carl é que ele é completamente diferente de Dan em sua abordagem de nossas músicas, e isso deu a todo material uma nova vida e tornou-se renovado novamente. Muitas pessoas que buscam preencher a posição de Dan enviaram gravações para ouvirmos onde a maioria era "imitadores de Dan" e definitivamente não queríamos isso. Nós pensamos que, se decidíssemos continuar como uma banda, não seria apenas uma roupa tentando recriar o passado, mas algo comemorando um presente emocionante com vista a um futuro criativo”, argumentou o baixista e fundador do Nazareth, Pete Agnew, em entrevista exclusiva ao SINNERS antes de se apresentar na capital paranaense.

    Para quem não conhece bem, vale dizer que Carl Sentence antes de ingressar no Nazareth chegou a cantar com o renomado tecladista Don Airey (Deep Purple e Rainbow) e na banda suíça Krokus.

    Do novo álbum com Carl Sentance nos vocais, o Nazareth executou “Never Dance With The Devil”, “Change” e a faixa título “Tattooed On My Brain”.

    E como esperado, o clássico álbum “Hair Of The Dog” (1975) teve grande presença no set list do Nazareth com as canções “Beggars Day”, “Changing Times”, “Miss Misery” e a faixa título. Outros álbuns também foram celebrados como “Razamanaz”, “Loud ‘N’ Proud” e discos oitentistas como “2XS”.

    A ansiedade tanto por parte da banda como do público era grande, pois a última vez do Nazareth em Curitiba foi em 2013 na Sociedade Abranches ainda com o cantor Dan McCafferty. Com um público numeroso e fiel, há seis anos o Nazareth não subia em um palco curitibano.

    E o saldo do show foi positivo. O público sentiu proximidade ao novo vocalista, que chegou a atender fãs com autógrafos e selfies em frente ao camarim, após a apresentação.

    Em relação aos demais membros, percebe-se que a animação com a nova fase é um sentimento comum. A cozinha entre o pai baixista Pete Agnew e o filho baterista Lee Agnew continua vigorosa, enquanto o guitarrista Jimmy Murrison mantém a ingrata missão de substituir o lendário e cultuado Manny Charlton, que saiu do grupo na década de 1990.

    Depois das boas vindas a capital paranaense, o Nazareth segue para show em São Paulo nesta sexta-feira (1° de novembro), Brasília (02 de novembro), fechando a tour nacional em Belo Horizonte (03 de novembro).

    Foto: Clovis Roman

    SET LIST

    TURN ON YOUR RECEIVER

    NEVER DANCE WITH THE DEVIL

    RAZAMANAZ

    THIS FLIGHT TONIGHT

    DREAM ON

    LOVE LEADS TO MADNESS

    MY WHITE BYCICLE

    CHANGE

    HEARTS GROWN COLD

    BEGGARS DAY

    CHANGING TIMES

    HAIR OF THE DOG

    TATTOOED ON MY BRAIN

    LOVE HURTS

    MORNING DEW

    MISS MISERY

    WHERE ARE YOU NOW

    GO DOWN FIGHTING


    Mais informações no www.sinnersrockbeer.com.br

     

     

  • Show vai ser na Ópera de Arame

    Sisters Of Mercy se apresentam em Curitiba com integrantes do Ghost

    Sisters Of Mercy se apresentam em Curitiba com integrantes do Ghost

    A banda britânica de pós-punk, Sisters Of Mercy, tem turnê marcada no Brasil em novembro e Curitiba receberá o grupo liderado pelo vocalista Andrew Eldritch no dia 08 de novembro (sexta-feira) na Ópera de Arame. A realização é da Red Records Produções e Top Link Music.

    Será a segunda vez da banda na capital paranaense. O Sisters já se apresentou na Ópera de Arame, em setembro de 2016.

    A principal curiosidade comentada nos bastidores e, entre alguns fãs, é que os atuais guitarristas do Sisters Of Mercy, são ou foram alguns dos mascarados “Nameless Ghouls”, que tocam na consagrada banda sueca “Ghost”, liderada por Tobias Forge.

    Os responsáveis pelas seis cordas do Ghost seriam Chris Catalyst que atualmente ainda estaria na banda e Ben Christo, que pode ter saído recentemente. Não se sabe se com a retomada dos trabalhos do Sisters Of Mercy, os dois continuam ao certo no Ghost, já que não é novidade para ninguém que é intensa a mudança de integrantes entre os mascarados suecos.

    Vale mencionar que o Sisters Of Mercy se consagrou na década de 1980 como banda de pós-punk com hits como ‘Lucretia My Reflection’ e ‘This Corrosion’.

    Abertura

    A abertura ficará por conta do power trio curitibano The Secret Society e do dj e produtor curitibano JackJack, que vai aquecer o público com pós-punk, goth rock e dark wave antes e após os shows no Ópera Arte.

    SERVIÇO:
    THE SISTERS OF MERCY
    Abertura: The Secrety Society e dj JackJack
    Quando: 08 de novembro de 2019 (Sexta-feira)
    Local: Ópera de Arame (R. João Gava, s/n)
    Horários: Abertura do teatro: 19h /Início dos shows: a partir das 20h
    Duração do show: cerca de 90min
    Ingressos: os valores variam de R$100,00 (meia-entrada) a R$340,00 (inteira), de acordo com o setor.
    Plateia Vip Premium – R$340,00 (inteira) e R$170,00 (meia-entrada) / Camarote – R$300,00 (inteira) e R$150,00 (meia-entrada);
    Pista – R$200,00(inteira) e R$100,00 (meia-entrada).
    A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer.
    Clube Gazeta tem 50% de desconto na compra do ingresso.
    Descontos não cumulativos com outras promoções ou descontos.
    ****Há o acréscimo por bilhete referente à taxa de administração Ticket Brasil.
    É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro.
    Forma de Pagamento: Dinheiros e cartões de crédito/débito Visa e Mastercard.
    Pontos de Venda: Ticket Brasil: Online – www.ticketbrasil.com.br em até 12 vezes no cartão (Visa / Master) e nos pontos de vendas Let´s Rock (Galeria Pinheiro Lima, Praça Tiradentes, 106, loja 3 e 4 – Centro), Túnel do Rock (Rua XV de Novembro, 74 – Centro), Dr. Rock (Shopping Metropolitan – Loja 04, Praça Rui Barbosa, 765 – Centro) e Jokers (Rua São Francisco, 164 – Centro).

    **Entrega em domicílio com taxa de entrega.
    Classificação etária: 14 anos. Menores de 8 anos acompanhandos pelos pais ou responsável legal
    Informações p/ o público: (11) 49495330
    Realização: Red Records Produções e Top Link Music

  • Baixista Pete Agnew concede entrevista exclusiva sobre show que terá em Curitiba

    Nazareth: “As Curitibas deste planeta é que nos fazem continuar”

    Nazareth: “As Curitibas deste planeta é que nos fazem continuar”

    Nazareth desembarca em Curitiba para comemorar aniversário de 50 anos

    Nesta quinta-feira (31 de outubro), a lendária banda escocesa Nazareth estará no Tork n Roll, em Curitiba, para se apresentar em celebração ao aniversário de 50 anos de idade. Na ocasião, o grupo liderado pelo baixista Pete Agnew apresentará o novo vocalista Carl Sentance, desde 2015 no Nazareth após a saída de Dan Mc Cafferty. Será a primeira vez do grupo com o novo vocalista na capital paranaense, que tem um público fiel, sempre presente em seus shows.
    Na ocasião, o grupo ainda vai lançar o novo disco “Tatooed On My Brain”: o vigésimo quarto álbum de estúdio, gravado em 2018, e também o primeiro com o novo cantor.

    Antes de embarcar para Curitiba, o baixista e fundador Pete Agnew concedeu breve entrevista e falou sobre o carinho compartilhado entre a banda e a capital paranaense, o novo álbum e a integração no novo vocalista Carl Sentance.

    O Nazareth tem um público fiel em Curitiba, que sempre lota os shows. A banda há alguns anos chegou a gravar DVD e CD ao vivo na capital paranaense. Você poderia recordar esta experiência?

    Desde a primeira vez que tocamos em Curitiba, fomos nocauteados pela reação do público. Tanto que, quando foi decidido fazer uma gravação do 'Live in Brazil' para DVD e CD, não havia dúvida sobre onde o faríamos.

    Curitiba foi escolhida por unanimidade pela banda (e nossa equipe) e, como todos os que já assistiram, podem concordar que este foi um dos melhores shows que Nazareth já tocou. A maravilhosa atmosfera criada pelo público naquela noite é algo que sempre lembraremos.

    Será a primeira vez do Nazareth com o novo vocalista. O que a banda espera do público? Será uma experiência nova na cidade.

    Desta vez, quando chegarmos, o público poderá ver o grande Carl Sentance em ação e eu garanto que eles vão amar esse cara como todos os outros lugares que tocamos desde que ele se juntou a nós.

    Ele é um cantor brilhante, mas também tem uma conexão maravilhosa com o público e faz com que todos sintam que fazem parte do show. Difícil de descrever ... Apenas venha e divirta-se!

    Quais características vocês podem destacar do novo cantor?

    O melhor de Carl é que ele é completamente diferente de Dan em sua abordagem de nossas músicas, e isso deu a todo material uma nova vida e tornou-se renovado novamente.

    Muitas pessoas que buscam preencher a posição de Dan enviaram gravações para ouvirmos onde a maioria era "imitadores de Dan" e definitivamente não queríamos isso.

    Nós pensamos que, se decidíssemos continuar como uma banda, não seria apenas uma roupa tentando recriar o passado, mas algo comemorando um presente emocionante com vista a um futuro criativo.

    Recentemente a banda gravou um novo disco com esta formação. Como analisam o novo trabalho?

    Tudo valeu a pena e você pode ouvir isso em nosso novo álbum, "Tattooed On My Brain", que é provavelmente um dos melhores álbuns de Nazareth já gravados e, de fato, recebeu as melhores críticas de qualquer álbum em toda a nossa carreira!

    Então agora sabemos que estamos em posição de ser uma banda com uma história orgulhosa que está gravando e tocando concertos com a emoção de uma nova banda. No entanto, deixaremos isso para Curitiba para decidir, e só posso dizer quanto estamos ansiosos para ir lá para arrasar!

    Esta turnê comemora 50 anos de trajetória. O Nazareth é uma das bandas do hard rock com mais longevidade. Ao que vocês atribuem esta longa carreira?

    Quando você pergunta sobre a nossa longevidade, só posso dizer que a música não é um trabalho, é um modo de vida e é impossível imaginarmos viver de outra maneira.

    Mas o mais importante, são as “Curitibas” deste planeta que tornam impossível parar, porque elas querem mais e nos fazem querer mais.

    Estou saindo agora para o aeroporto de Edimburgo.

    Vejo vocês quinta-feira à noite.

    Pete Agnew

     

     

  • Show acontecerá no Tork N Roll

    Nazareth com novo vocalista nesta semana em Curitiba

    Nazareth com novo vocalista nesta semana em Curitiba

    Nesta quinta-feira (31 de outubro), a lendária banda escocesa Nazareth estará no Tork n Roll, em Curitiba, para se apresentar em celebração ao aniversário de 50 anos da banda.  Na ocasião, o grupo liderado pelo baixista Pete Agnew apresentará o novo vocalista Carl Sentance, desde 2015 no Nazareth após a saída de Dan Mc Cafferty. Às 20h00 haverá show de abertura com a banda Opera Rock e, às 22h30, o Nazareth sobe ao palco.

    Ingressos podem ser comprados no site Alo Ingresso ou no local. (Av. Marechal Floriano Peixoto, 1695, Rebouças - Curitiba - PR)

    Mais informações no www.sinnersrockbeer.com.br

  • Obra será lançada com sessão de autógrafos

    Novo livro sobre “Rock In Rio” no Hard Rock Cafe Curitiba

    Novo livro sobre “Rock In Rio” no Hard Rock Cafe Curitiba

    Na próxima terça-feira (29 de outubro) será lançado no Hard Rock Cafe Curitiba um novo livro sobre o consagrado festival Rock In Rio. A obra "Rock in Rio: A Arte De Sonhar e Fazer Acontecer”, dos autores Allan Costa e Arthur Igreja descreve o modelo de cultura que transformou um sonho ambicioso em uma marca consolidada e em um negócio bem-sucedido.

    O evento contará com sessão de autógrafos e música ao vivo.

    A obra

    O Rock in Rio é mundialmente conhecido desde a realização de sua primeira edição em 1985, quando reuniu pela primeira vez no país grandes nomes do rock internacional e nacional em somente um evento, pautando a cultura jovem de uma década.

    Segundo os autores, a obra expõe a visão que impulsiona o negócio por trás do maior festival de música e entretenimento do mundo. Allan Costa e Arthur Igreja trazem no livro abordagens práticas que foram aplicadas na cultura empresarial do Rock in Rio.

     

    Mais informações : www.sinnersrockbeer.com.br

  • Ex-batera do Dream Theater e ex-vocal do Angra ao lado de banda brasileira

    Mike Portnoy, Noturnall & Edu Falaschi em Curitiba

    Mike Portnoy, Noturnall & Edu Falaschi em Curitiba

    O ex-baterista da banda Dream Theater, Mike Portnoy, e o ex-vocalista do Angra, Edu Falaschi, se apresentam ao lado da Noturnall em Curitiba no dia 14 de novembro, no Espaço Carmella.

    No evento promovido pela Mosh Productions, Portnoy vai expor um set especial com faixas do Dream Theater, Adrenaline Mob e um tributo ao Pantera.

    Ainda na mesma noite, a Noturnall vai apresentar um repertório junto com Edu Falaschi para homenagear o maestro Andre Matos. 

    Bônus

    Quem comprar ingresso antecipado poderá se encontrar com os músicos da Noturnall e com Edu Falaschi na nova loja da Hand & Made Music Shop que fica na Avenida Westphalen, nº1186

    (mais informações sobre o M&G em breve)


    SERVIÇO

    Data: 14 de Novembro de 2019

    Local: Espaço Carmela

    Endereço: R. Dr. Claudino dos Santos, 72 - São Francisco, Curitiba

    Ingressos:

    1º Lote:

    R$50,00 (Meia/ Meia Promo*)

    R$100,00 (Inteira)

    2º Lote

    R$60,00 (Meia/ Meia Promo*)

    R$120,00 (Inteira)

    NA HORA:

    R$70,00 (Meia/ Meia Promo*)

    R$140,00 (Inteira)

    *Meia Promo com doação de 1kg de alimento não perecível (NÃO VALE SAL) ou 1kg de ração animal

     

    - Vendas online: https://ticketbrasil.com.br/show/7366-noturnall-curitiba-pr/

     

    - Pontos de venda:

    Jokers Pub: R. São Francisco, 164 – Curitiba – PR (Tel.:  41. 3324-2351)

    Túnel do Rock: Rua XV de Novembro, 74 – Centro. (Tel.: 41. 3322-4077)

    Dr. Rock: Shopping Metropolitan - Loja 04 - Praça Rui Barbosa. (Tel.: 41. 3324-0669)

    Let’s Rock: Gal. Pinheiro Lima – Praça Tiradentes – Lojas 3 e 4 – Centro. (Tel.: 41. 3324-2676)

     

  • Pioneiros do Saravá Metal vão apresentar sua mistura de macumba e rock ‘n’ roll

    Gangrena Gasosa em entrevista antes do show de Curitiba

    Gangrena Gasosa em entrevista antes do show de Curitiba

    Neste próximo sábado (19 de outubro), o Gangrena Gasosa, único grupo de Saravá Metal, estará em Curitiba para realizar show no Hangar Bar. Com uso de figurinos inusitados e influências da macumba, a banda elaborou um estilo único no heavy metal nacional, se autodenominando o “primo pobre do Black Metal”. Vale recordar que o Gangrena surgiu no início da década de 90 em um cenário cultural de efervescência que foi caracterizado pela mistura de estilos regionais brasileiros com o rock ‘n’ roll. Para falar sobre o estilo da banda, as experiências na carreira e as influências, conversamos com o vocalista Angelo Arede, que concedeu a entrevista exclusiva a seguir antes de chegar a capital paranaense:

    O Gangrena Gasosa se denomina o primeiro e único grupo de Saravá Metal. Como é este estilo e como a banda o desenvolveu?

    Saravá Metal é a tradução do Metal Anglo-Saxão pra nossa balbúrdia pindorâmica. Nem Oswald de Andrade poderia prever esse naipe de antropofagia, dessa poesia do Pau-Brasil virando a poesia do Pau-comendo-solto-na-casa-de-Noca. Desenvolvimento é democratizar o rock pesado cantando em português, encerrando de vez o vexame do embromation ao urrar suas músicas preferidas, falando do ocultismo que realmente provoca aquele cagaço sinistro de desrespeitar, além de falar também do espírito de porco tupiniquim. Tudo com muita batucada brasileira.

    Com influências da macumba, dá para dizer que este seria realmente o Black Metal brasileiro? Por quê?

    Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Cada um no seu quadrado, mas Hail Satan ou falar de entidades Lovecraftianas de RPG que nem existem não funciona muito pra quem tá acostumado a passar em frente a despachos com cabeça de bode ou galinhas pretas degoladas e já fez feitiço pradar um preju nos outros. Digamos que somos o primo pobre do Black Metal que é mais desbocado, mas se diverte muito mais.

    Quais nomes foram importantes e influentes para a banda?

    A banda foi criada pra abrir um show do Ratos de Porão. Influência-mor. Além disso, no começo dos anos 90 o bicho tava pegando, todo mundo queria ser tipo Thrash Metal da Bay Area que nem Exodus e Slayer, maluco. Ainda tinha o Sepultura se estabelecendo como potência do metal mundial, Ratos já tinha o Brasil, tinha Nuclear Assault, Kreator. Desse caldeirão da época saiu o Saravá Metal. Só que era tudo fodido, suburbano com instrumento emprestado e se vestir de entidade de macumba foi a forma prática e experimental de desviar a atenção do fato que ninguém sabia tocar direito.

    No Brasil, quais locais o estilo do Gangrena Gasosa tem mais penetração?

    São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Paraná. Se juntar Norte e Nordeste ultrapassa São Paulo.

    Se a banda tivesse que indicar um disco próprio que sintetiza seu estilo e mais marcante, qual seria?

    Gente Ruim Só Manda Lembrança Pra Quem Não Presta, de 2018.

    A banda surgiu no início da década de 90. Vocês acham que naquela época o cenário cultural brasileiro estava mais propício à mistura de estilos distintos?

    Acho que sim. Hoje em dia, pelo menos na música pesada, as coisas voltaram a ficar mais herméticas.

    E hoje como vocês avaliam o cenário do rock nacional?

    Tem muita coisa boa rolando, a cena cresceu bastante e mesmo com uma certa banalização do CD, o rock seguiu firme e forte. Apesar de menos holofote que os outros estilos, o roqueiro é muito fiel e não deixou a peteca cair. Depois disso a ascensão das plataformas digitais reaqueceu o mercado musical, levando o rock junto. Acho que o hermetismo que citei anteriormente contribui pra que ainda fiquemos bem atrás dos outros gêneros musicais. Pra mim o rock deveria fazer como a cena carimbó do Pará, juntando bandas e artistas em shows, músicas e projetos. Precisamos parar com essa parada de que a minha vitória será maior que a sua. Junta todo mundo que sobe geral. A mistura precisa acontecer, de outros estilos com o rock e metal e de todos os artistas em coletivos. Funciona com o carimbó, com o sertanejo, com o rap e funciona com o pop do mundo inteiro. Isso não torna o rock menos rock, só fortalece.

    Com este estilo original, a banda já teve experiências no mercado internacional? Se sim, como foi?

    Organizei a tour europeia de 2001 e as coisas funcionaram muito bem mesmo tendo sido sem a caracterização das entidades da umbanda, que fui contra mas fui voto vencido. A tour causou ótimas viagens nos gringos e estava tudo encaminhado pra guitarra do ‘Smells Like a Tenda Spirita’ (álbum) ser regravada e o disco ser remixado nos EUA, mas quando voltamos rolou uma instabilidade que era muito comum acontecer naqueles tempos e melou. Tenho certeza que hoje em dia as coisas funcionariam muito melhor do que em 2001. A banda evoluiu bastante musical e profissionalmente. Está nos planos fazer esse batuque lá fora de novo e ainda vai se ouvir muito no termo que nos atribuíram na gringa, o “Voodoocore”.


    Foto: Clovis Roman
    Entrevista: André Molina

    Mais informações: www.sinnersrockbeer.com.br

  • Show do grupo carioca será no Hangar Bar no dia 19 de outubro

    Gangrena Gasosa se apresenta em Curitiba

    Gangrena Gasosa se apresenta em Curitiba

    Informações com Assessoria de Imprensa

    A banda Gangrena Gasosa é única dentro da música pesada brasileira que toca o chamado Saravá Metal, com letras incomuns dentro do cenário do Rock e do Metal. Seu show é repleto de figurinos, uma experiência única de ser vivida. E o público curitibano terá oportunidade de presenciar em show que acontece dia 19 de outubro (sábado), no Hangar - A Casa do Ócio.

    Para a abertura, estão convocados três grupos da cidade: CrotchRot, Chubasa e Dalborga.

    Os ingressos já estão a venda online, pelo site Sympla, e também podem ser comprados na casa, por R$ 30. Na compra online é possível parcelar o valor em até 6x. Haverá também venda no dia do show, na bilheteria da casa.

    Gangrena Gasosa

    O Gangrena Gasosa tem quase 30 anos de história. Eles sempre focaram suas letras em temas tidos como intocáveis. Afinal, despacho e saravá eram palavras proibidas dentro da música pesada. Com apelo visual forte acompanhando a temática lírica, a banda ganhou o ódio de muitos e o amor de tantos outros. Sua história está bem documentada no DVD Desagradável, onde praticamente todos os integrantes e ex-integrantes deram depoimentos sobre toda trajetória, com histórias hilárias e absurdas.

    No repertório, músicas como "Eu Não entendi Matrix", "Se Deus é 10, Satanás é 666", "Centro Do Picapau Amarelo" e "Surf Iemanjá" não ficarão de fora. A banda também tocará sons de seu mais recente disco de estúdio, Gente Ruim Só Manda Lembrança Pra Quem Não Presta, como "Terno do Zé" e "O Saci".

    Curso para garotas

    No mesmo dia do show, também no Hangar, a partir das 14h, será realizada uma Oficina de Bateria para Garotas, para meninas a partir de 7 anos, que será ministrada pela percussionista do Gangrena Gasosa, Ge Vasconcelos. Esse projeto vem sendo desenvolvido desde 2016 pela Hi Hat Girls, um coletivo de mulheres bateristas, criado em 2012, responsável pela primeira revista sobre mulheres bateristas da América Latina.

    Um dos propósitos da iniciativa é estimular o interesse de mulheres e crianças ao instrumento, e ao mesmo tempo desmistificar a imagem da bateria como instrumento "masculino". As inscrições são gratuitas e limitadas, e podem ser feitas no link:

    http://bit.ly/HiHatCuritiba

     

    SERVIÇO

    Gangrena Gasosa em Curitiba

    Shows de abertura: CrotchRot, Chubasa e Dalborga

    Data: 19 de outubro de 2019 (sábado)

    Local: Hangar - A Casa do Ócio

    Endereço: Al. Dr. Muricy, 1091 - Largo da Ordem

    Horário: a partir de 20h

    Ingressos: R$ 30 (antecipado, na hora, outro preço)

    Venda: www.sympla.com.br/gangrena-gasosa-no-hangar__592918

     

     

  • Rock 'N' Road contará com Raimundos, Motorocker, Ira!, Frejat e Marcelo Falcão

    Evento na Pedreira conta com grandes nomes do rock brasileiro

    Evento na Pedreira conta com grandes nomes do rock brasileiro

    Neste sábado (12 de outubro), a Pedreira Paulo Leminski recebe a partir do meio dia o festival Rock ‘N’ Road, com as presenças de Raimundos, Marcelo Falcão, Frejat , Ira!, Motorocker (foto) entre outras atrações.

    Vale mencionar que o evento tem um viés social muito forte em parceria com o Hospital Erasto Gaertner, de conscientizar as pessoas sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer através do projeto Conscientizar + e do Outubro Rosa Curitiba 2019 (o maior evento de motociclistas em prol da causa no Brasil).

    Durante os intervalos do palco principal, as bandas locais – República Pine, Rock Bugs, Punkake, BOR, e mais o grupo vencedor do Viva Rock Latino, festival que envolve toda a rede Hard Rock Cafe para escolher a melhor banda da América Latina, e o ganhador do Festival Canta Curitiba – vão se revezar no palco Hard Rock.

    O Rock´n´Road também vai oferecer experiências inéditas ao público, como exposição de motos e carros customizadas, espaço kids, estúdio de tatuagem, lounge para descanso, além de espaço gourmet formado por food trucks e restaurante.

    CRONOGRAMA (horários sujeitos a alterações sem aviso prévio)

    PALCO PRINCIPAL
    14h – T-ALE
    15h30 – MOTOROCKER
    17h – RAIMUNDOS
    19h – FREJAT
    21h – MARCELO FALCÃO
    23h – IRA!

    PALCO HARD ROCK
    13h – Banda vencedora Canta Curitiba
    15h – ROCK BUGS
    16h30 – B.O.R
    18h30 – PUNKAKE
    20h30 – Banda vencedora Viva Rock Latino
    22h30 – República Pine

    SERVIÇO:
    ROCK´N´ROAD
    Atrações: Motorocker, Raimundos, Marcelo Falcão, Frejat e Ira!
    Quando: 12 de outubro de 2019 (Sábado)
    Local: Pedreira Paulo Leminski (R: João Gava, s/n)
    Horários: Abertura dos portões: 12h / Início dos shows: 13h
    Duração do show: cerca de 9h
    Ingressos:
    PISTA – R$200,00 (inteira) e R$100,00 (meia-entrada)
    MOTOS CLUBE PROMOCIONAL – R$90,00 (valor único).
    Clientes Clube Disk Ingressos e clientes TIM possuem 50% de desconto na compra de até 2 ingressos por associado.
    **Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei.
    ***Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.
    ****Já está incluso o valor de R$10,00 de acréscimo por bilhete referente à taxa de administração Disk Ingressos
    É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro.
    Forma de Pagamento: Dinheiros e cartões de crédito/débito Elo, MasterCard, American Express, Visa, Diners Club e Hipercard em até 3x.
    Pontos de Venda: Disk Ingressos (Loja Palladium – de segunda a sexta, das 11h às 23h, aos sábados, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h, – e quiosques instalados nos shoppings Mueller e Estação – de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos domingos, das 9h às 18h) e Online: www.diskingressos.com.br.
    **Entrega em domicílio com taxa de entrega.
    Classificação etária: 18 anos. De 16 a 18 anos acompanhados de um maior responsável. De 12 a 14 anos apenas com Pai ou Mãe ou Responsável Legal.
    Informações p/ o público: (41) 33150808/ www.diskingressos.com.br

    Na foto: Os curitibanos do Motorocker

    Mais informações no www.sinnersrockbeer.com.br

  • Trooper Brasil IPA foi desenvolvida em parceria com a Bodebrown

    Cerveja criada por Bruce Dickinson, do Iron Maiden, tem lançamento mundial no Hard Rock Cafe Curitiba

    Cerveja criada por Bruce Dickinson, do Iron Maiden, tem lançamento mundial no Hard Rock Cafe Curitiba

    Com informações da Assessoria de Imprensa

    O vocalista do Iron Maiden, Bruce Dickinson, além de fazer parte de uma das bandas mais importantes do mundo, agora também é cervejeiro. Nesta quinta-feira (10) o Hard Rock Cafe Curitiba recebe o lançamento mundial da cerveja Trooper Brasil IPA, desenvolvida por Bruce Dickinson em parceria com os irmãos Cavalcanti's da cervejaria curitibana Bodebrown.  Juntos, os cervejeiros Samuel Cavalcanti e Paulo Cavalcanti desenvolveram com o vocalista uma cerveja com um DNA bem brasileiro e o lançamento acontece em um evento especial com a presença da banda Higher Dream tocando os clássicos do Iron Maiden.

    A criação da Trooper Brasil IPA começou após Bruce Dickinson conhecer algumas das cervejas que a Bodebrown desenvolveu na Ilha Britânica entre 2014 e 2019.  “Bruce lançou este grande desafio para a gente. A ideia era desenvolver uma nova receita da Trooper especialmente para os fãs do Iron Maiden e da Bodebrown. Após alguns encontros, concluímos que a cerveja precisava ter aroma de frutas brasileiras, como cacau e manga”, contam os irmãos Cavalcanti's.

    Assim nasceu a Trooper Brasil IPA, com 5% de teor alcoólico e baixo amargor, com quatro tipos de maltes, um Blend no Dry-Hopping dos lúpulos (Sorachi, Ace, Amarillo e Sabro) e Nibs de cacau da cidade de Ilhéus (Bahia), materializando o esperado e suave sabor de malte, pão branco e aromas com notas sutis de cacau, chocolate branco e manga.

    “Para o Hard Rock Cafe Curitiba é uma honra receber o lançamento da Trooper Brasil IPA, afinal nada melhor do que a junção de rock e cerveja”, diz Brunno Kukulka, sócio diretor do Hard Rock Cafe Curitiba.

    O lançamento acontece a partir das 19h no Hard Rock Cafe Curitiba (Rua Buenos Aires, 50). Mais informações em 
    https://www.facebook.com/hrcuritiba/ e https://www.instagram.com/hrccuritiba/

     
  • Cólera vai comemorar seus 40 anos de estrada nesta edição do Punktoberfest

    Punktoberfest tem Cólera como uma das atrações

    Punktoberfest tem Cólera como uma das atrações

    Teve início no domingo (6), com shows do Naomerita, Vasectomia e Rabo de Galo, no Lino’s Bar, em Curitiba (PR), mais uma edição do Punktoberfest.

    O Festival reúne bandas da Argentina, Rio de Janeiro, Santa Catarina e na próxima sexta-feira (11), no 92 Graus Underground Pub, terá a apresentação do Cólera, com 40 anos de estrada.

    Confira a programação completa do Punktoberfest:

    Quinta-feira (10)

    20:00 – Sem Futuro (PR)

    Pura Adrenalina (Patagônia-ARG)

    Pacto Social (RJ)

    Repudyio (PR)

    Sexta-feira (11)

    20:00 – Cólera (SP)

    Vida Ruim (PR)

    Corta Febre (PR)

    Cães de Terminal (PR)

    Sábado (12)

    16 horas – Gentle Lovers (ingresso voluntário)

    20 horas – Ataq Coletivo (SC)

    Horrorosas Desprezíveis (PR)

    Vasectomia (PR)

    Bar (PR)

    Riste (PR)

    Crothrot (PR

    Domingo (13)

    16:00 –   Cheap Project toca Gipsy e Folk Punk no Uber Ale Micropub

    Entrada gratuita

    19:00 Luz Vermelha (PR)

    Vulgar Gods (Londrina)

    Lado B Bar – entrada gratuita

  • Shows acontecem em Curitiba nos dias 29 e 30 de novembro

    Ingressos na plateia para show extra do Rei estão esgotados

    Ingressos na plateia para show extra do Rei estão esgotados

    Informações com Assessoria de Imprensa

    Os dois shows que serão realizados em Curitiba, nos dias 29 e 30 de novembro, na Ópera de Arame, tiveram seus ingressos esgotados. Mas ainda há venda de ingressos para camarotes, para ambas as datas.

    Estão esgotados os ingressos de plateia para os dois shows que Roberto Carlos irá realizar em Curitiba, nos dias 29 e 30 de novembro, na Ópera de Arame. De acordo com a organização do evento, ainda há venda de ingressos para o camarote para ambas as datas, tanto na compra individual através do site oficial de vendas Eventim, como na aquisição de camarote fechado, particular ou corporativo, pelo telefone (41) 3123-7000 e no e-mail hospitality@entreseven.com.br.

    Os camarotes têm capacidade para 10 pessoas e estão incluídos antepastos, snacks e finger foods, cerveja, vodka, whisky e espumante. Há ainda entrada exclusiva e estacionamento.

    O artista que dispensa apresentações, o ídolo da canção latino-americana se apresenta em Curitiba, em duas noites inesquecíveis com seus fãs e admiradores. Exemplo vivo do sucesso mundial da música popular brasileira, Roberto Carlos recentemente lançou o 33º álbum da carreira, “Amor sin Límite”, com músicas inéditas em Espanhol. O novo álbum já se encontra disponível em todas as plataformas digitais.

    Neste ano o artista está com uma turnê internacional que leva o nome do novo álbum “Amor Sin Límite”, nas principais cidades do mundo, já tendo se apresentado no mês de março nos Estados Unidos, nas seguintes cidades: Miami, Orlando, Nova York, Boston, Washington, Chicago, Los Angeles, San Diego, Dallas e Houston. Com sua turnê de sucesso, Roberto Carlos entrou para a lista da revista Global Concert Pulse entre os 30 artistas de maior público nos Estados Unidos. Na mesma lista estão: Elton John, Cher, a banda Kiss, entre outros grandes nomes da música mundial.

    No ano de 2017, Roberto conquistou o público com o seu último sucesso “Sereia”, da novela das 21h00 da rede Globo “A Força do Querer”, de Glória Perez.

    O cantor, que em novembro de 2015 foi homenageado pelo Grammy Latino como personalidade do ano e lançou o CD “Primera Fila”, gravado em Londres, no Estúdio Abbey Road, desperta todo o carinho e admiração nos milhões de fãs que o acompanham pelo Brasil e pelo mundo. Um ícone da credibilidade, romantismo, da religiosidade e da família.

    Roberto Carlos promete mais uma vez arrebatar os fãs com mais um show impecável ao lado de sua orquestra e coral. A realização é da DC Set Promoções e Seven Entretenimento.

    SERVIÇO ROBERTO CARLOS CURITIBA – PR

    Ópera de Arame (Rua João Gava 874)

    Dia: 29 e 30 de novembro (sexta e sábado)

    Início do show: 20h30min (portões abertos às 18h30min)

    Bilheteria oficial: Shopping Pátio Batel (Loja 339, piso L3).


    INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

    Site www.eventim.com.br ou 4020 0084

    Classificação: 16 anos.
    ABAIXO DE 16 ANOS ACOMPANHADO DOS PAIS OU RESPONSÁVEL


    Mais informações no www.sinnersrockbeer.com.br

  • David Bryan elogiou apresentação na Pedreira Paulo Leminski

    Na turnê brasileira, Bon Jovi destaca show de Curitiba

    Na turnê brasileira, Bon Jovi destaca show de Curitiba

    Minutos antes de subir ao palco mundo do Rock In Rio neste domingo (29 de setembro), os integrantes do Bon Jovi, Tico Torres (bateria) e David Bryan (teclado) emitiram opinião sobre a turnê que realizaram no Brasil, que incluiu Recife, São Paulo e Curitiba, antes de ser finalizada no Rio de Janeiro. Eles concederam entrevista ao Multishow, canal que faz a transmissão do festival.

    “Os shows foram excelentes. Amamos tocar na América do Sul. Gostamos muito do show em Curitiba, na Pedreira Paulo Leminski”, afirmou o tecladista David Bryan.

    Para Tico Torres, “cada cidade do Brasil parece um país diferente e tem suas particularidades”, argumentou.

    Eles ainda falaram que após finalizar a turnê sul-americana em Lima (Peru), vão terminar o novo álbum que vai se chamar “Bon Jovi 2020”.

    “Foram dois anos em uma turnê diferente das demais. Dividida em várias partes em vez de uma longa turnê. Deu tempo para o último álbum crescer em vários países. Em seguida vamos parar para fechar o novo disco. Nos unir e ver o que criamos juntos”, afirmou David.


    Foto: Multishow

  • Cantor se apresenta no Teatro Positivo

    Eagle Eye Cherry em Curitiba em outubro

    Eagle Eye Cherry em Curitiba em outubro

    Informações com Assessoria de Imprensa

    Responsável por hits como “Save Tonight”, “Falling In Love Again” e “Streets of You”, que juntas somam mais de 200 milhões de execuções no Spotify, Eagle-Eye Cherry tem no Brasil uma de suas maiores bases de fãs no mundo. Em outubro, ele desembarca no país com a Streets of You Tour, baseado no disco homônimo, além de todos os sucessos da carreira para três apresentações. Com realização da Prime, a escala em Curitiba acontece no próximo dia 25 de outubro no Teatro Positivo – Grande Auditório (R: Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300) às 21h15. Além da capital paranaense, a turnê passará também por São Paulo (23.10) e Rio de Janeiro (24.10). Prestes a completar mais de duas décadas de carreira, iniciada com o aclamado álbum “Desireless” no final dos anos 90 e que apresentou o cantor de origem sueca ao mundo, Eagle-Eye Cherry é um artista de recordes.

    Filho do prestigiado trompetista Don Cherry e da pintora Monika Moki, a música está na vida de Eagle-Eye desde o começo. Com sua irmã Neneh Cherry, hoje também cantora e musicista, viajou o mundo em turnês com o pai. Aos 12 anos, mudou-se para Nova York para estudar cinema e começou a trabalhar como ator, além de baterista para diversos grupos da cena local. Pouco depois da morte do pai em 1995, retorna a Estocolmo para começar o compor o que seria o seu primeiro grande sucesso comercial, o álbum de estreia “Desireless”, que projetou o músico para uma carreira internacional, vendeu mais de 4 milhões de cópias e foi disco de platina nos Estados Unidos com sua roupagem pop aliada a elementos de folk e blues. De lá para cá, foram mais cinco álbuns de estúdio e um disco ao vivo, gravado na icônica casa de shows Circo Voador no Rio de Janeiro, onde também se apresenta nesta nova turnê. “Streets of You”, seu último trabalho inédito, foi lançado em 2018.

    Cherry esteve no Brasil pela primeira vez em 1999 no extinto Free Jazz Festival e voltou diversas vezes nos anos seguintes para turnês concorridas e shows esgotados. No país, construiu uma sólida base de fãs, impulsionada por sua participação em trilhas sonoras de novelas da TV Globo, filmes e séries como “Smallville”, “Billy Elliot” e “E Sua Mãe Também”, além de parcerias com artistas locais como Maria Gadú e Vanessa da Mata e o guitarrista Carlos Santana.

    Os ingressos estão disponíveis e variam de R$85,00 (meia-entrada) a R$260,00 (inteira), de acordo com o setor. Plateia Vermelha – R$260,00 (inteira) e R$135,00 (meia-entrada) / Plateia Azul – R$240,00 (inteira) e R$125,00 (meia-entrada)/ Plateia Amarelo – R$220,00 (inteira) e R$115,00 (meia-entrada)/ Plateia Roxo – R$200,00 (inteira) e R$105,00 (meia-entrada)/ Plateia Laranja – R$190,00 (inteira) e R$100,00 (meia-entrada)/ Plateia Rosa – R$180,00 (inteira) e R$95,00 (meia-entrada)/ Plateia Verde – R$160,00 (inteira) e R$85,00 (meia-entrada). A meia-entrada é válida para estudantes, pessoas acima de 60 anos, professores, doadores de sangue e portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clube Prime possuem 50% de desconto na compra de até dois bilhetes por titular. Clube Disk Ingressos possuem 20% de desconto na compra de até dois bilhetes por titular. Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei. ***Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio. ****Já está incluso o valor de R$10,00 de acréscimo por bilhete referente à taxa de administração Disk Ingressos. É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro. Os ingressos podem ser adquiridos através do Disk Ingressos (Loja Palladium – de segunda a sexta, das 11h às 23h, aos sábados, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h, – e quiosques instalados nos shoppings Mueller, Estação e São José – de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos domingos, das 9h às 18h), na bilheteria do teatro Positivo (de segunda a sexta, das 9h às 21h, e aos sábados, das 9hs às 18hs), na bilheteria do teatro Guaíra (de terça a sábado, das 12h às 21h) e pelo portal www.diskingressos.com.br.

Quem faz o blog

DESTAQUES DOS EDITORES