Curitiba contra a Covid

Fiscalização contra a Covid fecha 21 estabelecimentos no Batel, em Curitiba

(Foto: Hully Paiva/SMCS)

Em reforço às ações de prevenção e controle da propagação da covid-19 em Curitiba, equipes da Prefeitura foram às ruas em duas operações distintas para coibir atividades irregulares e situações de aglomeração. Entre a noite desta sexta-feira (27/11) e a manhã deste sábado (28/11), 35 locais foram fiscalizados no Batel e no Centro, resultando no fechamento de 21 estabelecimentos no Batel.

Na noite de sexta-feira (27/11), 23 estabelecimentos foram vistoriados no Batel durante a Aifu-covid (Ações de Fiscalização Integradas) e 21 foram interditados por não atender o Decreto 1600/2020, que determinou a suspensão de atividades em bares, casas noturnas para evitar aglomerações e a propagação do covid-19.

Foram fechados na ação 14 bares, dois comércios de bebidas, duas tabacarias, dois restaurantes e uma lanchonete. Um dos bares também foi notificado por situação de comércio irregular.

Vigilância Sanitária
Em outra frente, na manhã deste sábado (28/11), a Vigilância Sanitária de Curitiba inspecionou outros 12 pontos de comércio, entre supermercados, lojas de departamento e pontos de comércio na região do Bairro Alto e Atuba.

Nesta ação de combate à aglomeração e ao descumprimento de protocolos sanitários da covid-19, foram lavrados dois autos de infração e feitas cinco orientações em lojas de material de construção, comércio de bebidas e de embalagens pela ausência de controle de acesso; de definição da capacidade máxima de pessoas no interior do estabelecimento e de procedimento para organização de fluxo de entrada e saída de pessoas no acesso único a loja.

Na sexta-feira, a Vigilância já havia inspecionado outros 133 estabelecimentos e fechado uma grande loja de departamento no Centro.

Na quinta-feira (26), dez bares e lanchonetes do bairro São Francisco, no Centro, foram vistoriados e notificados quanto à necessidade de adequação à resolução 01/2020, que reúne medidas sanitárias obrigatórias para evitar a disseminação da covid-19, como garantia de distanciamento social (1,5 metro mínimo entre cada pessoa), uso de máscara tanto por clientes quanto funcionários, álcool em gel à disposição, ambientes ventilados.

Força-tarefa
As duas frentes de trabalho são resultado de uma força-tarefa integrada entre Governo do Estado e Prefeitura de Curitiba que intensificou as fiscalizações em locais de aglomeração na cidade e no comércio de todos os bairros, com as Aifus-covid e as inspeções da Vigilância Sanitária de Curitiba.

O objetivo é certificar que todos os estabelecimentos cumpram as regras pela Resolução 01. Com a publicação do decreto 1600/2020 a fiscalização também passou a atuar com vistas ao cumprimento da regra que determina o fechamento de bares, casas noturnas e atividades correlatas.

As Aifus (Ações de Fiscalização Integradas) são ações diárias e regionalizadas, formadas por equipes da Guarda Municipal e Urbanismo, com Policia Militar, Corpo de Bombeiros, são direcionadas a bares e casas noturnas, em locais com histórico de aglomerações, notadamente bares e regiões que concentram grande número desses estabelecimentos.

A Vigilância Sanitária e Guarda Municipal, por sua vez, realizam ações voltadas para o comércio: restaurantes, lanchonetes, shoppings, galerias, farmácias, supermercados e lojas, principalmente as de departamento.

Mais de 35,6 mil ações
Desde o início do combate ao novo coronavírus as equipes da Prefeitura já atuaram em 35.663 ações de inspeção ou fiscalização.

Na última semana, por exemplo, somente nas Aifus, foram realizadas 24 vistorias, em 17 bairros, que resultaram na interdição de seis estabelecimentos e 16 notificações.

As fiscalizações e inspeções são pautadas a partir das denuncias feitas pela população, por meio da Central e aplicativo 156.