Publicidade
Outra polêmica

Bolsonaro veta campanha do Banco do Brasil e exonera diretor de comunicação

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Uma campanha do Banco do Brasil sobre diversidade deflagrou mais uma polêmica no governo de Jair Bolsonaro (PSL). O vídeo, que mostrava atores e atrizes negros e jovens tatuados, foi totalmente vetada pelo presidente. Com a crise deflagrada por conta da propaganda, Delano Valentim, o diretor de Comunicação e Marketing da instituição financeira, foi exonerado do cargo.

Segundo informações fornecidas pelo O Globo, Bolsonaro procurou pessoalmente Rubem Novaes, o diretor do banco, para solicitar o veto. Ao jornal, Novaes admitiu que Bolsonaro solicitou o cancelamento da campanha, mas não citou o real motivo do veto. 

Novaes também confirmou o desligamento de Delano, que, segundo o diretor, aceitou a sua "exoneração" de bom grado.

Assista ao comercial vetado abaixo:

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES