Publicidade
Campeonato Paranaense

Aspirantes do Athletico começam 2019 com derrota na Arena e vaias

Cascavel CR e Athletico
Cascavel CR e Athletico (Foto: Geraldo Bubniak)

O Athletico perdeu por 1 a 0 para o Cascavel CR, nesse sábado (dia 19) à tarde, na Arena da Baixada, pela primeira rodada do primeiro turno do Campeonato Paranaense. Nessa fase, os dois primeiros de cada grupo se classificam para as semifinais da Taça Barcímio Sicupira, que é o primeiro turno da competição. Na próxima rodada, o Furacão vai a Cascavel enfrentar o Cascavel FC, na quarta-feira. Já o Cascavel CR vai receber o Londrina, na quinta-feira. 

O time da capital vai usar apenas o elenco de aspirantes durante a competição estadual. A equipe principal, do técnico Tiago Nunes, só estreia em março, pela Copa Libertadores.

A partida marcou as estreias do técnico Rafael Guanaes, do zagueiro Robson Bambu (ex-Santos) e do meia Marquinho (ex-Fluminense).

Pelo lado do Athletico, os únicos jogadores com atuações positivas foram o zagueiro Eder Ferreira (ex-Bahia), o volante Erick (destaque do Operário em 2018) e o meia Matheus Anjos. Os demais decepcionaram. O time da capital demonstrou pouca organização tática e pouca qualidade individual. Depois do apito final, vaias da torcida para o Athletico.

Pelo lado do Cascavel, o melhor foi o goleiro Marcos Paulo, com defesas decisivas. 

ESCALAÇÃO
O Athletico começou com o meia João Pedro, o volante Erick (ex-Operário) e o ponta Anderson Plata no banco. Os três entraram no segundo tempo.

PRIMEIRO TEMPO
O Cascavel CR abriu o placar aos 13. Após cruzamento, Bambu furou. Michael tentou e Taira aproveitou o rebote. O Athletico não se encontrava em campo e demorou a reagir. Só aos 31 criou chance para empatar, em cruzamento de Reginaldo e finalização de Bruno Rodrigues. O goleiro Marcos Paulo fez grande defesa.

Pouco antes do final da etapa inicial, o time mandante, sem fazer uma boa partida, teve ainda duas oportunidades para empatar. Aos 42, Matheus Anjos aproveitou uma cobrança de falta lateral e arriscou um chute direto para o gol. A bola surpreendeu o goleiro, mas passou por cima da trave. Na sequência, aos 46, Bruno Rodrigues, o melhor em campo pelo Furacão nos primeiros 45 minutos, deu um toque rasteiro, mas Matheus Anjos chegou atrasado e desperdiçou outra chance.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, a primeira mudança do Furacão: o zagueiro Robson Bambu, que falhou no gol de Cascavel, deixou o campo para a entrada do volante Erick, que fazia sua estreia pela equipe. Em seguida, aos oito minutos, o colombiano Anderson Plata substituiu Juninho, enquanto o time do oeste do Paraná respondeu com Giba no lugar de Ronaldo (volante por volante) e, aos 18, com o zagueiro Castro na vaga do meio-campista Djair.

Aos 10 minutos, lance polêmico. Após cruzamento de Plata, a bola bateu na mão do defensor do Cascavel, mas a arbitragem nada assinalou. Dois minutos depois, Bruno Rodrigues chutou firme de fora da área e Marcos Paulo fez defesa segura.

Já na reta final do confronto, aos 29, Rafael Guanaes apostou em João Pedro, que substituiu Matheus Anos – a torcida não gostou e chamou o técnico de burro. Em seu primeiro lance, aos 29, o meia ex-Botafogo colocou Bruno Rodrigues na cara do gol, mas o jovem meio-campista desperdiçou grande oportunidade. A útima chance do Athletico foi aos 47, com forte chute de Plata e grande defesa de Marcos Paulo.


ATHLETICO 0 x 1 CASCAVEL CR
Athletico: Léo; Reginaldo, Robson Bambu (Erick), Eder Ferreira e Nicolas; Alex Nagib e Marquinho; Bruno Rodrigues, Matheus Anjos (João Pedro) e Juninho (Anderson Plata); Bergson. Técnico: Rafael Guanaes
Cascavel CR: Marcos Paulo; Lapa, Cristiano, Coreia e Japa; Hildo, Djair (Castro), Ronaldo (Giba), Sassá e Fernando (Mateus Oliveira); Michel. Técnico: Lorival Santos
Gol: Taira (13-1)
Cartões amarelos: Hildo, Sassá, Correia (C). Matheus Anjos, Bruno Rodrigues (A)
Público: 6.466 pagantes
Renda: R$ 157.820,00
Árbitro: Marcos Vinicius Soares Martins
Local: Arena da Baixada

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES