Libertadores

Athletico vai repetir força máxima contra o River Plate, indica Autuori

Autuori
Autuori (Foto: Valquir Aureliano)

O técnico do Athletico Paranaense, Paulo Autuori, deu entender que vai manter a base da escalação usada contra o Santos, no último sábado (dia 21), na partida da próxima terça-feira (dia 24), contra o River Plate, pela Libertadores. O Santos também joga terça-feira pela Libertadores e decidiu escalar reservas na Arena da Baixada. O planejamento do time paranaense, porém, é usar os principais titulares nessas duas partidas – sábado e terça-feira.

Perguntado se vai manter força máxima contra o River, Autuori respondeu. “É. Nesse momento não podemos nos dar o luxo. Temos que seguir fortes na recuperação no Campeonato Brasileiro e vamos enfrentar uma das equipes mais competitivas da América do Sul. Vai ser um momento importante para medir, para mensurar como anda nosso nível competitivo”, declarou, em entrevista coletiva.

“Sabemos da dificuldade, mas se passarmos pelo River, podemos olhar lá para cima lá. Se eliminar um dos principais candidatos ao título, os níveis de confiança irão para cima e nos permite pensar grande. Será um grande desafio para nós”, afirmou Autuori.

VITÓRIAS SEGUIDAS
Contra o Santos, o Athletico chegou à quarta vitória consecutiva. “No futebol, a moral é resgatada com vitórias. São catapultas para seguir em frente, subir na tabela, fazendo jogos com melhor qualidade e que permite você pensar que pode ganhar os jogos que for... É isso. E isso só se consegue com vitórias. Agora, para que as vitórias venham, é preciso um ambiente saudável, em que todos saibam que são úteis”, comentou o técnico do time paranaense.

Perguntado sobre as correções feitas no sistema defensivo, Autuori comentou. “Para corrigir, é difícil. Nenhum treinador tem condições de corrigir porque não tem tempo para isso. Agora, o aspecto defensivo, até porque tem jogadores ali, como o Thiago (Heleno), que trabalhou comigo, que sabem perfeita aquilo que a gente deseja, e isso facilita. Então, aproveitamos o pouco tempo para corrigir isso”, analisou.