Publicidade
Cirino

Atlético confirma o retorno do vice-artilheiro da nova “Era Petraglia”

Atlético confirma o retorno do vice-artilheiro da nova “Era Petraglia”
Marcelo Cirino: artilheiro do Atlético na Série B de 2012 (Foto: Arquivo Bem Paraná)

O Atlético Paranaense confirmou nessa quarta-feira (dia 4) o retorno do ponta Marcelo Cirino, 26 anos, ao clube. O jogador tem contrato com o Furacão até dezembro de 2019. No entanto, seus direitos econômicos são divididos entre o Flamengo e o grupo Doyen Sports. Ele passou as últimas três temporadas atuando por Flamengo, Internacional e Al-Nasr (Emirados Árabes).

Revelado na base do Atlético, Marcelo Cirino é o segundo maior artilheiro do clube no período 2012 a 2018. O ano de 2012 marcou a volta de Mario Celso Petraglia ao comando do clube, após a gestão de Marcos Malucelli (2009-11). Naquele ano, o clube estava na Série B e conseguiu o acesso à primeira divisão nacional.

Nessa “nova Era Petraglia”, Marcelo Cirino fez 32 gols em 119 partidas. O jogador nunca atuou como centroavante, com a função principal de finalizar. Sua característica foi sempre atuar pela ponta-direita, com velocidade. O ponto forte do atleta é o cruzamento rasteiro, arma que consagrou o centroavante Ederson, maior artilheiro do Atlético nesse período de 2012 a 2018, com 42 gols em 107 jogos. 

A dupla Ederson e Marcelo Cirino foi responsável por levar o Atlético à final da Copa do Brasil de 2013 e por conquistar o terceiro lugar do Brasileirão daquele ano, garantindo vaga na Copa Libertadores. O meia Paulo Baier, que tem 65 gols em 192 jogos pelo clube, também foi outra peça-chave daquela equipe, inicialmente montada pelo técnico Ricardo Drubscky e depois consagrada pelo treinador Vagner Mancini. 

O contrato de Ederson com o Atlético encerrou no final de junho de 2018 e ele deixou o clube, sem renovação.

No esquema do técnico interino Tiago Nunes, o mais provável é que Cirino seja utilizado no lado direito do setor ofensivo. A única experiência de Cirino como centroavante foi com o técnico Vanderlei Luxemburgo, no Flamengo, durante o Campeonato Carioca. 

A melhor fase da carreira de Cirino foi com Ricardo Drubscky na Série B de 2012. Ele foi o artilheiro do Atlético na competição, com 16 gols em 30 partidas (22 como titular). No total, contando também o período com Marcos Malucelli na presidência, o jogador somou 36 gols em 152 partidas pelo Furacão.

OS ARTILHEIROS DA NOVA ERA PETRAGLIA

Gols pelo Atlético desde 2012, quando o dirigente retornou ao clube

Jogador

Gols

Jogos

Média

Ederson

42

107

0,39

Marcelo Cirino

32

119

0,27

Douglas Coutinho

29

136

0,21

Paulo Baier*

26

76

0,34

Marcos Guilherme

21

143

0,15

Pablo

20

125

0,16

Nikão

18

142

0,13

Walter

16

73

0,22

Hernani

16

104

0,15

*Números de 2012 a 2013. Contando o total da sua passagem pelo Atlético, de 2009 a 2013, ele tem 65 gols em 192 jogos (média 0,34)

DESTAQUES DOS EDITORES