Brasileirão

ATUAÇÕES: Giovanni Augusto foi o melhor e Yan Sasse, o pior no Couto Pereira

Giovanni Augusto comemora gol contra o Santos
Giovanni Augusto comemora gol contra o Santos (Foto: Valquir Aureliano)

Coritiba 1x2 Santos, 17/10/2020, Brasileirão, Couto Pereira

Wilson (6,0)
Sem culpa nos gols. Não foi exigido nos demais lances. Razoável na reposição.

Natanael (5,5)
Bem no apoio, mas irregular na marcação. Saiu aos 31-1º.

Galdezani (6,5)
Entrou aos 31-1º. Bons passes. Criou três boas jogadas. Líder em desarmes (com 3).

Nathan Silva (5,5)
Poderia ter evitado o 1º gol. Fora isso, razoável na marcação e nos duelos individuais.

Henrique Vermudt (5,5)
Poderia ter evitado o 1º gol. Bem na bola área. Seguro nos demais lances.

William Matheus (6,0)
Participou de 4 boas jogadas ofensivas. Criou uma chance. Irregular na marcação.

Hugo Moura (5,5)
Cometeu o pênalti do 2º gol. Fora isso, razoável na marcação e na construção.

Ricardo Oliveira (sem nota)
Entrou aos 39-2º. Pouco tempo.

Matheus Sales (6,0)
Seguro como volante e como lateral.

Matheus Bueno (sem nota)
Entrou aos 39-2º. Pouco tempo.

Yan Sasse (4,5)
Perdeu um gol e matou outros dois ataques. Fora isso, quase nada.

Nathan (5,0)
Entrou aos 12-2º. Quase não pegou na bola.

Giovanni Augusto (7,5)
Marcou um golaço e acertou uma na trave. Criou três boas jogadas.

Robson (5,5)
Criou uma chance. Não foi bem nas finalizações e em outros lances decisivos.

Rodrigo Muniz (5,5)
Perdeu uma boa chance. Participou de três boas jogadas.

Neilton (5,0)
Entrou aos 12-2º. Perdeu um gol. Fora isso, produziu pouco.