Publicidade
Caráter

Zagueiro paranista admite que pediu para jogo parar antes do gol da vitória

Rodolfo comemora: foi do zagueiro os dois gols da vitória diante do Cascavel, por 2 a 1
Rodolfo comemora: foi do zagueiro os dois gols da vitória diante do Cascavel, por 2 a 1 (Foto: Valquir Aureliano)

Além de zagueiro-artilheiro, uma pessoa com caráter. Ao menos é isso oo que Rodolfo, jogador do Paraná Clube, demonstrou depois da vitória por 2 a 1 diante do FC Cascavel, na Vila Capanema. Em entrevista coletiva, o zagueiro exaltou sua trajetória até aqui no Tricolor e ainda mostrou hombridade ao defender um colega de equipe, o zagueiro Fernando Timbó, e também ao admitir que antes do segundo gol paranista pediu para o árbitro parar o jogo após colidir cabeça contra cabeça com Hiago Rogério, zagueiro do Cascavel – o time do oeste do Paraná reclamou muito do lance com Lucas Paulo Torezin, que apitou a partida.

Sobre o lance do gol de empate dos visitantes, aos nove minutos da etapa inicial, Rodolfo foi questionado por um jornalista sobre o erro de Fernando Timbó na jogada. Respondeu, então, que o erro não fora do companheiro, mas dele próprio – após a bola ser lançada da defesa, Rodolfo vacilou na hora de afastar o perigo, tentou dominar a bola e acabou perdendo para Lucas Tocantins. Na sequência, o atacante do Cascavel ainda passou por Timbó antes de empurrar para o fundo da rede.

“Pegaram no pé do Timbó, mas ali foi responsabilidade minha. Eu vejo que não foi falha dele. O menino ganhou a primeira jogada de mim e passou muito rápido na frente dele. Se ele fizesse alguma coisa ali, poderia ser expulso”, disse o zagueiro. “O Timbó é um cara excepcional e tem a confiança de todos. É um excelente jogador e tem tudo para fazer belas partidas no decorrer da competição. Estamos fechados e vamos lutar até o final do jogo, como fizemos hoje”, complementou.

Sobre as reclamações do Cascavel quanto ao gol da vitória paranista, marcado aos 47 minutos do segundo tempo, o zagueiro foi sincero.

“No segundo gol, eu pedi sim para parar o jogo. Mas a bola veio para mim e eu fiz o gol. O juiz validou e… Todo mundo erra. Estou feliz pelos dois gols e o mais importante é que a gente está com os três pontos”, comentou Rodolfo, dizendo-se ainda feliz por sua trajetória até aqui dentro da Vila Capanema.

“Cheguei como última opção, trabalhei firme e devagarzinho estamos conquistando espaço. O objetivo é conquistar títulos e queremos brigar forte aí no Paranaense.”

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES