Rosto coberto

Barba ajuda a despertar a atração e afeição de mulheres pelos homens, revela neurocientista

Fabiano de Abreu
Fabiano de Abreu (Foto: Divulgação/Assessoria de imprensa)

Você sabia que existe o Dia Mundial da Barba? Sim, e a comemoração não é algo recente. Apesar da origem do dia ser desconhecida, acredita-se que já os vikings dinamarqueses celebravam esta data 800 anos antes de Cristo, até por centenas de vezes ao ano. Nos dias atuais, ficou estipulado que a celebração fica reservada para o primeiro sábado do mês de setembro.

Comemorações à parte, é preciso entender o quanto este elemento vai muito além de uma questão puramente estética. Além de despertar a admiração por seus traços e fios, a barba se tornou um objeto de estudo, que confirma cientificamente o quanto ela deixa os homens mais atraentes. Segundo um estudo publicado no Journal of Evolutionary Biology: 8.500 mulheres avaliaram fotos de homens de barba feita, cinco dias depois de se barbearem, dez dias depois, e finalmente com a barba grande, um mês após a primeira foto.

O resultado da pesquisa revelou que todas elas escolheram os homens de barba, seja qual o tipo. E que nenhuma delas escolheu aquelas que não tinham o elemento. Para entender a questão mental nestas escolhas, o PhD, neurocientista, psicanalista e biólogo Fabiano de Abreu explica que "temos uma memória genética, também uma memória primitiva, por isso ao nascer já sabemos mamar, já nos protegemos e fazemos diversas outras reações inacreditáveis para quem acaba de vir ao mundo. Nesta memória ancestral, estão milhares de anos de evolução e as barbas, foram características masculinas em quase toda nossa linha cronológica evolutiva, portanto, inconscientemente há essa atração por homens de barba”.

Curiosidade, Fabiano conta que “o mesmo acontece com o queixo quadrado, que arremete aos ancestrais com maxilar robusto como consequência da alimentação carnívora, que os faziam mais fortes”, acrescenta. Outro detalhe observado pelo neurocientista é com relação a um famoso hormônio mais abundante nos homens: “Há também a testosterona, onde a barba e o maxilar forte têm relação e indicam a capacidade reprodutiva e o sucesso da competição com outros homens”, completa.