Publicidade
Luto no jornalismo

Boechat morreu de politraumatismo na queda do helicóptero, diz laudo do IML

Ricardo Boechat: politraumatismo
Ricardo Boechat: politraumatismo (Foto: Divulgação / Band)

O jornalista Ricardo Boechat, que morreu na segunda-feira (11) após a queda do helicóptero em que estava, sofreu politraumatismo. A causa mortis consta no laudo do Instituto Médico Legal (IML), divulgado na noite desta sexta-feira (15).

Com isso, o IML descartou que o jornalista tenha morrido asfixiado ou queimado após o acidente com o helicóptero – que caiu e ainda bateu em um caminhão antes de explodir.

Segundo o IML, o corpo de Boechat não tinha sinais de fuligem nem monóxido de carbono – ou seja, ele morreu antes de ser exposto às chamas e à fumaça. Porém, havia sinais de traumatismo torácico e abdominal, o que caracteriza o politraumatismo.

O laudo sobre a morte do piloto, Ronaldo Quattrucci, não foi divulgado.

DESTAQUES DOS EDITORES